• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

TAXA DE INOCULAÇÃO (Pitching Rate) - Quanto fermento utilizar

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Status
Não esta aberto para novas mensagens.

Guenther

Administrador
Moderador
Afiliado
23/4/13
Mensagens
3,828
AVISO: se não quiserem ler toda essa ladainha... pulem lá pra baixo onde fala em "QUANTIDADE DE FERMENTO - CÁLCULOS". Mas sinceramente, eu recomendo ler tudo.

Assumindo que todos estão avisados que o texto vai ser longo... vamos lá. :tank:

TAXA DE INOCULAÇÃO (Pitching Rate)

Um problema clássico que muitos cervejeiros iniciantes caem é utilizar quantidade de fermento muito fora do recomendado. Normalmente, menos que o recomendado.

Notem que eu disse "menos/mais que o RECOMENDADO", ou seja, eu não disse "quantidade errada".

Em termos de fermentação, praticamente não existe CERTO ou ERRADO. O que existe? Existem recomendações clássicas baseadas em MUITA EXPERIÊNCIA de décadas de estudos de cervejarias, cervejeiros e Beer Scientists no que diz respeito ao fermento dar bons, e maus resultados.

Entenda-se:

- BONS RESULTADOS: cerveja atenuada de forma satisfatória, gerando poucos off-flavors (gostos e aromas ruins), e gerando quantidade suficiente de flavors agradáveis, além de permitir que o fermento termine seu serviço de forma saudável (possibilitando reutilizações com sucesso).

- MAUS RESULTADOS: atenuação insuficiente (deixando a cerveja doce), excesso de compostos causadores de off-flavors (diacetil, acetaldeído, etc), saúde precária do fermento, etc.

Então, qual é a quantidade ideal de um fermento X, para fazer uma cerveja Y?

RESPOSTA COMPLETA (e quase inviável pra maioria dos cervejeiros): o ideal é que o cervejeiro conheça o fermento, teste diferentes quantidades e veja o quanto de fermento atende aos seus objetivos (que pode ser diferente de outros cervejeiros). Ou seja, uma cereja que ficou boa pra mim, pode não ter ficado boa para outro cervejeiro. Além disso, quantidade de fermento necessária varia entre as cepas.

RESPOSTA PRÁTICA (e que podemos realmente utilizar, independente se somos iniciantes ou cervejeiros): utilizar as recomendações gerais das LITERATURAS (ou seja, levar pouco em consideração o que o fabricante diz).

E nesse momento, vários vão pensar: "Mas por que levar pouco em consideração as instruções do fabricante? Isso parece fazer pouco sentido."

Bom, quando comecei, era exatamente o que eu pensava. No entanto, ao longo dos anos, é possível notar uma clara discrepância entre o que os fabricantes de fermento dizem (e fabricantes de fermento são bons em.... fazer fermento, não em fazer cerveja), e o que os autores de livros renomados no mundo inteiro dizem (e esses autores são especialistas em realmente fazer cerveja, provar, vender milhões de hectolitros, ganhar concursos, etc).

Além disso, existe o MARKETING. Sim, impressionantemente, no caso de vários fermentos secos (líquidos, no geral, até que não), existe marketing envolvido na quantidade "recomendada" que está dita no pacotinho, muitas vezes por questões de querer dizer "Utilizando nosso fermento você só precisa de um pacotinho!", esse tipo de coisa, tanto que sabidamente, se for consultar técnicos das marcas para uso de fermento em cervejaria, o "recomendado" de um pacotinho de 10 ou 11 gramas muda completamente (indo mais ao encontro da literatura).

---------------------------------------------------

Entendido o conceito da coisa, vamos começar a ver "o que a literatura, no geral, recomenda"........ não, ainda não.

Antes de calcular quantos bilhões de células vamos utilizar para um volume L de mosto numa densidade X, seria interessante saber quantos Bilhões de Células por grama o fermento que vamos utilizar tem, correto?

Bom, aí vem uma certa complicação.

Fermentos líquidos: fácil, eles dizem o total real na embalagem, que normalmente fica em 100 bilhões de células.

E no caso de fermentos secos? Complica.

Por quê? Porque os fabricantes normalmente colocam nas especificações técnicas de seu fermento a quantidade mínima de CÉLULAS VIÁVEIS, o que não quer dizer quantidade real de células viáveis, nem quantidade total de células....... e muito menos a quantidade TOTAL de células VIÁVEIS. Resumindo, é um chute no escuro, então precisamos pelo menos saber o "tamanho da sala escura" na qual estamos.

Isso resulta em que? Resulta que eles dizem algo como "Nós garantimos que ao embalar havia pelo menos 6 bilhões de células viáveis por grama".

Qual é o problema? O problema é que isso não quer dizer que na realidade não possa haver uns 18 bilhões de células viáveis por grama. :)

Sacanagem, né? Bom, mas é a realidade que temos que lidar.

-----

Só pra dar alguns exemplos e dados do quão difícil saber a quantidade real de células por grama nos fermentos secos:

Fermentis W34/70 - dizem que tem 6 bi/g: http://www.fermentis.com/wp-content/uploads/2012/02/SFG_W34pdf.pdf

Danstar Nottingham - dizem que tem 5 bi/g: http://www.danstaryeast.com/products/nottingham-ale-beer-yeast

Fermentis US-05 - dizem que tem 6 bi/g: http://www.fermentis.com/wp-content/uploads/2012/02/SFA_US05.pdf

Mas aqui, um cara fazendo estudos de viabilidade, contou 22 bi/g no caso do US-05: http://seanterrill.com/2011/04/01/dry-yeast-viability/

Já aqui na calculadora do Brewer's Friend (minha favorita, por sinal), mais abaixo na página há uma tabela oriunda do Braukaiser citando as contagens de alguns outros fermentos, variando bastante: http://www.brewersfriend.com/yeast-pitch-rate-and-starter-calculator/

Já aqui, um papo de um americano que conversou com um representante da Fermentis, relatando que mesmo insistindo, tudo que o representante disse foi "nós garantimos 6 bi/g": http://www.homebrewtalk.com/showthread.php?t=473863

Aí, se você for ler tópicos como o seguinte da Homebrewers Association, participando caras renomados como Denny Conn, Mark V...... os caras não chegam a conclusão nenhuma: https://www.homebrewersassociation.org/forum/index.php?topic=20977.0

Bom, e nesse caso, eu sempre me pergunto: por que alguém não faz um experimento fazendo várias contagens de vários pacotes de cada fermento seco que existe pra criar uma "tabela" em que possamos acreditar? Bom, talvez, pelo mesmo motivo que eu..... não tem saco pra isso, ou tempo, etc.

Então, se o objetivo aqui é ter uma recomendação geral, qual usar?

O sensato, e generalizando, já que como vimos não temos dados precisos, é se basear numa média, e nisso eu particularmente concordo com a interpretação da "média" de 10 bi/g de células viáveis por grama.

Por quê?

Porque vimos que mesmo que os fabricantes digam que os fermentos tem quantidades em torno de 5 a 6 bi/g, várias contagens pelo mundo afora mostram que sempre tem mais que isso, e muitas vezes bem mais, variando mais ou menos de 8 bi/g a 20 bi/g.

Uma média disso, seria em torno de 14 bi/g.

MAS..... lembrem-se que devemos calcular levando em conta as CÉLULAS VIÁVEIS, e é BEM difícil ultrapassar os 90% de viabilidade ao reidratar fermento seco. No segundo link anterior onde fala da contagem do US-05, o cara conseguiu, reidratando, no máximo 79%, sendo que num segundo teste (aqui: http://seanterrill.com/2011/07/29/dry-yeast-viability-take-two/) a viabilidade ficou em torno de 72%.

Ou seja, qual viabilidade devemos levar em conta no cálculo? 70%? 90%?

Bom, uma coisa CLÁSSICA em TODAS as literaturas: se tiver que errar na quantidade de fermento, erre pra cima.

Ou seja, normalmente, colocar mais fermento que o recomendado dificilmente acarreta em problemas, ou seja, é melhor levarmos em conta a pior das hipóteses (até porque nunca sabemos como foi o transporte do pacotinho de fermento, etc). Ou seja, vamos levar em conta 70% de viabilidade.

70% da média de 14 bi/g = 9,8 bi/g ==> arredondando: 10 bi/g.

Ou seja, é "mais ou menos" por isso que a calculadora do Brewer's Friend usa essa média de 10 bi/g já pré-preenchida na calculadora deles quando selecionamos "Dry Yeast" em vez de

Resumindo, quanto devo assumir que há de células viáveis?

Fermento Seco = 10 bilhões por grama

Fermento Líquido = calcular de acordo com a data da da embalagem (as calculadores fazem isso)


================================
>>> QUANTIDADE DE FERMENTO - CÁLCULOS <<<
================================


A literatura recomenda, de forma geral:

>>> ALES = 750.000 células POR ml POR º Plato

>>> LAGERS = 1.500.000 células POR ml POR º Plato

Ou seja, para o resto dos cálculos, vamos falar só de Ales, e assumam que Lagers precisam do DOBRO de fermento.

Pegando novamente a fórmula pra Ales:

> Quantidade total de células viáveis necessárias = Q

Q = 750.000 x ML x DENSIDADE EM GRAUS PLATO (º Plato)

Ou seja, multiplicando por 1000 para transformar em litros:

Q = 750.000.000 (750 milhões) x LITROS x DENSIDADE EM º Plato

EXEMPLO:

> Leva de 20 litros, com densidade (OG) de 1048.

Primeiro, precisamos converter a densidade específica (SG = Specific Gravity) de SG para Graus Plato (º Plato). Para fazer isso, basta usar uma tabela qualquer como essa: http://www.brewersfriend.com/plato-to-sg-conversion-chart/

Agora sabemos que uma OG de 1048 equivale a 12 º Plato.

DICA: para calcular de cabeça rapidamente quando precisarem, é só multiplicar/dividir por 4 e adicionar alguns pontos quanto mais alta for a OG.

Exemplo:

1048 = 12 º Plato (multiplicação divisão simples por 4)

Já 1083 = 20 º Plato (4 x 20 = 80, ou seja, precisa adicionar 3 pontos).
Voltando para nossa fórmula, sabendo que são 20 litros com 12 graus Plato:

Q = 750 milhões X Litros X º PLATO

Q = 750 milhões X 20 X 12

Q = 180.000.000.000 = 180 bilhões de células viáveis necessárias

Sabendo que normalmente teremos PELO MENOS 10 bilhões de células viáveis por grama de fermento seco hidratado.

180 / 10 = 18 gramas necessárias para os 20 litros com OG 1048.

Sabendo que:

- Se é pra errar, erre pra cima
- No geral não é legal abrir pacote de fermento seco e guardar

Quanto utilizar?

2 pacotes de 10/11 gramas.

>>> FACILITANDO OS CÁLCULOS <<<

Simples: 1g por Litro para OG de 1050.

Se ficarem perto dessa faixa de fermento, e aumentarem proporcionalmente à OG, dificilmente terão problemas com isso. Mas lembre-se... aumentou a OG, tem que aumentar proporcionalmente o fermento.

Utilizando essa "maneira mais fácil", o mesmo caso de 20 litros a 1048, fazendo 1g por litro (e já que a OG é praticamente 1050), rapidamente teríamos o resultado de........... 2 pacotes.

E se a OG for 1100? Aumentamos o fermento, ou seja, 2g por litro (a OG foi de 50 pra 100..... então 1g também dobra pra 2g).

>> Ou seja, para 20 litros e 1100 de OG....... 40 gramas de fermento...... em torno de 4 pacotes.

>> 20 litros com OG 1075? Usamos 1,5g por Litro ===> 30g de fermento ===> Em torno de 3 pacotes.

Ok.... se usarem um pacote a menos será algo drástico?

Não, porque lembrem-se que nossas contas são SEGURAS justamente porque estamos calculando sempre levando a pior das hipóteses, ou seja, mesmo que a gente não chegue no ideal, sempre estaremos próximos, ou mesmo se as viabilidades e contagens forem acimas do esperado, estaremos não só com o ideal, mas até com fermento sobrando. :ban:

----------------

FERMENTO SECO:

ALES: 1g por LITRO (para OG em torno de 1050, aumentando proporcionalmente o fermento)

LAGERS: o dobro de Ales.


----------------

FERMENTO LÍQUIDO:

Calculadoras como a do Brewer's Friend, minha preferida (http://www.brewersfriend.com/yeast-pitch-rate-and-starter-calculator/) ou do Jamil Zainasheff, no site MrMalty (http://www.mrmalty.com/calc/calc.html) vão fazer o serviço pra vcs utilizando os cálculos descritos acima, e já dizendo o tamanho do starter (cultura visando replicação feita com extrato de malte DME) que você vai precisar, baseando-se em taxas de crescimento/replicação do fermento de literaturas, de estudos do BrauKaiser (http://braukaiser.com/blog/), etc.

----------------

Considerações finais

Não deixem de "conhecer intimamente" cada fermento. Lembre-se, ele é o RockStar da parada toda.

Alguns são rápidos, outros são lentos.

Alguns precisam de menor população, outros de maior população.

É preciso conhecer cada um deles como se fossem seus amigos, seus "brother" (pelo menos é assim que eu os enxergo... :mug:)

Ou seja, toda essa recomendação geral, é..... GERAL..... genérica. Cada cepa se comporta diferentemente uma da outra, e vocês devem conhecê-las para saber quando usar mais fermento, ou menos, ou quando fermentar em maior temperatura, ou em menor, etc.

Só pra dar alguns exemplos.... cepas de Weiss como WB-06 tranquilamente aceitam taxa de inoculação menor que a citada acima com ótimos resultados, e também porque, no caso das Weiss, nós normalmente queremos boas quantidades de ésteres (que aumenta com baixa inoculação) e esta cepa especificamente não tem muita característica de gerar excesso de diacetil ou álcoois superiores.

Cepas Belgas também são parecidas porque normalmente também queremos ésteres e as linhagens das cepas normalmente suportam um bom teor de álcool mandando uma atenuação legal.

Já quando queremos uma cerveja bem limpa, é legal usar quantidades grandes de fermento. Cada vez que o fermento se replica, ele gera um MONTE de substâncias..... menos replicação.... menos substâncias.

Nesse caso, para Lagers é mais importante ainda controlar a quantidade de replicação, pois normalmente queremos uma cerveja totalmente limpa e delicada.

Resumindo... são só exemplos de como podemos jogar com isso, sem mesmo contar com a temperatura de fermentação (que também afeta muito essas questões).

É mais ou menos isso.

Abraço,
 

Kurt

Well-Known Member
Afiliado
10/6/13
Mensagens
356
Boa Guenther, excelente stick.

Essa calculador do Brewer's Friend é realmente sensacional. Em relação ao fermento seco é realmente complicado, mesmo porque as células das diferentes cepas tem tamanhos diferentes e, como estão com os vacúolos cheios, tem massa diferente, alterando a quantidade de células nos 11g do pacote.
 

gabrielcalo

Well-Known Member
Afiliado
25/6/14
Mensagens
617
Excelente tópico @Guenther. Importantíssimo quando você diz:

"Ou seja, toda essa recomendação geral, é..... GERAL..... genérica. Cada cepa se comporta diferentemente uma da outra, e vocês devem conhecê-las para saber quando usar mais fermento, ou menos, ou quando fermentar em maior temperatura, ou em menor, etc."

Quando comecei a realizar starter e calcular a quantidade de fermento segui as orientações da literatura e calculadoras, como a do brewer´s friend. No entanto, foi com a intimidade e prática, com observação da quantidade inoculada e resultado obtido que pude perceber que meus starters, mesmo que a calculadora dizia que eu tinha a quantidade ideal, não estavam gerando o resultado que eu queria.

Passei a inocular mais fermento, seguir a linha geral, mas adaptando ao meu resultado, e agora estou obtendo cervejas bem mais consistentes e previsíveis.
 

crazydices

Well-Known Member
Afiliado
27/2/14
Mensagens
91
Caraca muito bom o texto, vale a pena. Obrigado pelas informações!!
 

joaovitor

New Member
Afiliado
7/4/15
Mensagens
3
Curti o post sobre fermentos. Então cara, eu estou com uma duvida e ja perguntei para alguns amigos e eles não souberam me responder. Fiz um lote de Weiss usando o fermento M20 da Mangrove, fermentei a 25 graus por duas semanas (o recomendado pelo fabricante era até 30 graus. Acabei usando uns 30% a mais do que o recomendado. Apos fermentação deixei 1 semana maturando e agora ja esta engarrafado ha 2 semanas. Porem eu sinto um gosto perceptível de fermento nela, sabor lembra muito de pão cru. Será que posso ter feito algo errado ou essa marca tem esse "defeito" mesmo? Teria alguma manobra para tentar resolver isso? Pois tenho mais um lote idêntico na primeira semana de fermentação.Abração
 

Fagner

Well-Known Member
Afiliado
12/12/13
Mensagens
748
Curti o post sobre fermentos. Então cara, eu estou com uma duvida e ja perguntei para alguns amigos e eles não souberam me responder. Fiz um lote de Weiss usando o fermento M20 da Mangrove, fermentei a 25 graus por duas semanas (o recomendado pelo fabricante era até 30 graus. Acabei usando uns 30% a mais do que o recomendado. Apos fermentação deixei 1 semana maturando e agora ja esta engarrafado ha 2 semanas. Porem eu sinto um gosto perceptível de fermento nela, sabor lembra muito de pão cru. Será que posso ter feito algo errado ou essa marca tem esse "defeito" mesmo? Teria alguma manobra para tentar resolver isso? Pois tenho mais um lote idêntico na primeira semana de fermentação.Abração

Recomendo criar um novo tópico pra essa dúvida, pois na verdade não tem muita relação com esse tópico atual.

Mas já tentando ajudar. Fez cold crash? A maturação que tu disse ter ficado uma semana foi a quantos graus? Isso normalmente é excesso de fermento na garrafa.
E por que fermentou a 25 graus? Apesar de estar escrito na embalagem, como disse o Guenther: os fabricantes sabem fazer fermento não cerveja. A literatura recomenda algo entre 16 para menos ésteres (normalmente cravo nessa temperatura) e a partir de 18 já produzindo mais ésteres de banana. 25 para terminar a fermentação ok, mas começar nessa temperatura nenhuma literatura recomenda.
 

Ortiz

Well-Known Member
Afiliado
2/6/14
Mensagens
186
Muito bom @guenther só tenho uma dúvida referente a esse tópico...

"Já quando queremos uma cerveja bem limpa, é legal usar quantidades grandes de fermento. Cada vez que o fermento se replica, ele gera um MONTE de substâncias..... menos replicação.... menos substâncias."

Quando colocamos mais fermento, não teremos mais fermento se replicando ?
Existe uma quantidade que "estabiliza" a replicação?
Dessa maneira, por exemplo, dobrando a quantidade de fermento inoculada não vou ter o dobro da camada de fermento no fim da fermentação ?

Obrigado.
 

karkassa

Well-Known Member
Afiliado
11/3/15
Mensagens
279
Ortiz, creio que a estabilização ocorra com o disponibilidade de açúcar, nutrientes e oxigênio, mas principalmente açúcar. De forma que a população final tende a ser equivalente, ou seja, se começar com mais haverá menos replicação.
 

Guenther

Administrador
Moderador
Afiliado
23/4/13
Mensagens
3,828
Curti o post sobre fermentos. Então cara, eu estou com uma duvida e ja perguntei para alguns amigos e eles não souberam me responder. Fiz um lote de Weiss usando o fermento M20 da Mangrove, fermentei a 25 graus por duas semanas (o recomendado pelo fabricante era até 30 graus. Acabei usando uns 30% a mais do que o recomendado. Apos fermentação deixei 1 semana maturando e agora ja esta engarrafado ha 2 semanas. Porem eu sinto um gosto perceptível de fermento nela, sabor lembra muito de pão cru. Será que posso ter feito algo errado ou essa marca tem esse "defeito" mesmo? Teria alguma manobra para tentar resolver isso? Pois tenho mais um lote idêntico na primeira semana de fermentação.Abração
João.... crie um tópico específico para sua pergunta, com um título que ajude a deixar a listagem organizada, como "Gosto de fermento com M20 da Mangroove". Isso faz com que a coisa toda se mantenha organizada.

Imagina se todos que tem dúvidas sobre fermentação começassem a postar suas dúvidas somente neste aqui. :)

Abração,
 

Guenther

Administrador
Moderador
Afiliado
23/4/13
Mensagens
3,828
Muito bom @guenther só tenho uma dúvida referente a esse tópico...

"Já quando queremos uma cerveja bem limpa, é legal usar quantidades grandes de fermento. Cada vez que o fermento se replica, ele gera um MONTE de substâncias..... menos replicação.... menos substâncias."

Quando colocamos mais fermento, não teremos mais fermento se replicando ?
Existe uma quantidade que "estabiliza" a replicação?
Dessa maneira, por exemplo, dobrando a quantidade de fermento inoculada não vou ter o dobro da camada de fermento no fim da fermentação ?

Obrigado.
Sim, a replicação depende totalmente de quanto fermento colocamos, quantidade e concentração do mosto.

Eu costumo comparar isso com a construção de um prédio.

Se colocar 10 trabalhadores, cada um deles terá um GRANDE trabalho, e possivelmente vão trabalhar mais do que deveriam, ficando cansados, esgotados, etc. Especificamente no caso do fermento, ele vai acabar se replicando um monte de vezes até alcançar uma concentração/população especifica X pra terminar o serviço.

Já se colocarmos 50 trabalhadores, a tarefa de cada um será menor, eles não vão ter que se "esforçar" tanto (estressar/sofrer), nem vão ficar tão magros. No caso do fermento, ele terá que se replicar menos vezes para alcançar a população X pra terminar o serviço.

Quanto mais o fermento se replica, mais substâncias são geradas... umas boas, outras ruins. O interessante é manter isso num meio termo.

Pouco fermento é ruim, mas uma quantidade absurda (bem mais difícil de gerar problemas) também pode ser ruim.

Abraço,
 

Tiago

Well-Known Member
Afiliado
11/6/13
Mensagens
3,043
@Ortiz, entendi sua pergunta levemente diferente do Guenther. Entendi ela algo como "há um limite de densidade populacional pro fermento?"

Se foi isso que vc quis dizer, sim, há um certo limite. Se vc colocar um excesso muito grande de fermento, ele não vai se multipilcar muito, se vc colocar muito pouco, ele vai se multiplicar muito. Até onde eu sei, são condições do ambiente que limitam o crescimento do fermento, isso é, quantidade de oxigênio e nutrientes (aminoacidos, etc etc), quando isso chega ao fim, o crescimento populacional também chega. Daí os efeitos disso tudo estão explicados acima...

Abraço
 

legacy

Member
Afiliado
27/4/15
Mensagens
14
Pessoal, bom dia

Ando lendo que por vezes 1 pacote de fermento pode não ser suficiente para 20L de cerveja, e na última leva tenho a impressão que isso aconteceu comigo. Então estou com a idéia de aumentar mais um pouco. A minha dúvida é :

Posso utilizar 17g ao invés dos 11,5g (convencionais de um pacote) , ou seja 1 pacote e meio ?

Evidentemente regularia a quantidade de água para a hidratação.

Alguém ja fez isso ? Usar pacote 'fracionado'? Sabe se tem algum problema?

Abraços.
 

luizoliveira

Well-Known Member
Afiliado
16/1/14
Mensagens
168
@legacy
Se você guardar o restante do fermento, provavelmente irá inviabilizá-lo com o tempo. Eu não arriscaria usar um fermento guardado aberto.
Eu uso sempre 2 pacotes.
 

legacy

Member
Afiliado
27/4/15
Mensagens
14
oi luizoliveira,

valeu pela resposta!

na verdade eu não guardaria... eu normalmente faço levas de 40 L, e utilizo 2 baldes fermentadores de 20 litros.
Então o lance seria hidratar 3 pacotes em aprox. 330ml de agua, e colocar 115ml em cada um dos dois. o que acha ?

Abraço!
 

Fagner

Well-Known Member
Afiliado
12/12/13
Mensagens
748
oi luizoliveira,

valeu pela resposta!

na verdade eu não guardaria... eu normalmente faço levas de 40 L, e utilizo 2 baldes fermentadores de 20 litros.
Então o lance seria hidratar 3 pacotes em aprox. 330ml de agua, e colocar 115ml em cada um dos dois. o que acha ?

Abraço!
Nesse caso não vejo problema em dividir, você está testando o aumento de sua taxa de inoculação e não vai ter problema de perder viabilidade pois não vai guardar o fermento.
 

paulopriori

Active Member
Afiliado
22/4/15
Mensagens
32
Que tipo de problema eu posso ter utilizando 1 saco de fermento seco para 20L? Se meu acucar foi convertido em alcool no tempo esperado e com 1 saco posso concluir que nao houve problemas ou a questao da utilizacao de mais fermento vai alem disso ?
 

Guenther

Administrador
Moderador
Afiliado
23/4/13
Mensagens
3,828
Que tipo de problema eu posso ter utilizando 1 saco de fermento seco para 20L? Se meu acucar foi convertido em alcool no tempo esperado e com 1 saco posso concluir que nao houve problemas ou a questao da utilizacao de mais fermento vai alem disso ?
Você pode construir uma casa com 2 pedreiros? Sim, mas eles vão ficar cansados, vão trabalhar mais horas do que deviam, vão sofrer, se estressar, e fazer um trabalho ruim.

Se colocar um número condizente, provavelmente a qualidade do serviço ficará melhor.

Se colocar demais... bom, é difícil de prever o que vai acontecer pois é quase impossível ver alguém colocar mais pessoas pra fazer um serviço do que é o necessário, né?

Então... é o clássico que todas as literaturas dizem: se tiver que errar, erre sempre pra mais. Colocar muito fermento raramente gera problemas. Colocar pouco, é uma frequentemente causa de problemas, e basicamente a explicação é que as células que estiverem lá vão fazer o serviço, pois elas não se entregam... o problema está na questão de que elas não sabem a hora de parar, ou seja, vão tentar fermentar e se replicar até se exaurirem, e quando isso acontece, elas expelem compostos que deixam a cerveja com gosto e aroma ruim.

Já se colocar a quantidade recomendada de fermento, elas vão consumir a mesma quantidade de açúcar, mas sem se "cansarem" demais, e isso normalmente é o que queremos.

Abraço,
 

Rgorskicado

Well-Known Member
Afiliado
1/12/14
Mensagens
73
Uma dúvida me surge:

Vou realizar a brassagem (20L) de uma White IPA (OG 1065). Estou utilizando a calculadora do brewersfriend, onde me indicou que para esta receita seriam necessários a hidratação de 3 pacotes de fermento (US-05).
A dúvida é se eu poderia realizar um starter com apenas 2 pacotes de fermento para atingir o número de células necessárias sem precisar comprar mais um pacote de fermento. Não sei se o starter é mais indicado para os fermentos líquidos, mas gostaria de saber se daria certo.

Obrigado!!!
 

jalexandre

Well-Known Member
Afiliado
15/11/14
Mensagens
1,468
Desde que tenha o stirplate e erlenmeyer para fazer o starter e siga a orientação de hidratar ANTES de fazer o starter, não vejo problemas em fazer isso.

Funciona e tu ainda economiza uns trocos. Só fazer certinho.
 
Status
Não esta aberto para novas mensagens.
Topo