Starter - tempo de propagação em stir plate

Discussão em 'Fermentação' iniciado por gutors, 19/5/18.

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

  1. 19/5/18 #1

    gutors

    gutors

    gutors

    Well-Known Member

    Afiliado:
    18/8/16
    Mensagens:
    113
    Curtidas Recebidas:
    9
    Pessoal,

    Nos diversos tópicos que li sobre starter, se fala que o tempo médio de propagação em stir plate é de 24/48 horas, e que o ideal mesmo é verificar quando a fermentação termina (ausência de geração de espuma/bolhas de CO2).

    Acontece que todo starter que fiz até hoje levou bem menos de 12 horas para parar a espuma e a geração de bolhas. Mesmo assim, mantenho no agitador por 24 horas.

    Sempre faço starter de fermento seco, praticamente só duplicando a quantidade de células (ao invés de inocular 2 pacotes para 25 L, faço starter de um pacote). Tudo calculado pela calculadora do Brewersfriend, feito com DME.

    Essa rapidez em parar a propagação pode estar relacionada ao fato de ser uma propagação pequena, ou posso estar fazendo algo de errado? Pela rapidez fico na dúvida se consegui a quantidade de células esperadas.
     
  2. 20/5/18 #2

    aroliveira

    aroliveira

    aroliveira

    Member

    Afiliado:
    5/3/14
    Mensagens:
    17
    Curtidas Recebidas:
    2
    Também faço starter com fermento seco, como US05. Calculo a quantidade de DME pelo Brewersfriend. E sempre deixo 24 horas no agitador. Sempre funcionou bem. Nunca tive problemas. Não me preocupo com a espuma e/ou geração de bolhas no erlenmeyer.
     
  3. 20/5/18 #3

    ricardo

    ricardo

    ricardo

    Well-Known Member

    Afiliado:
    10/6/13
    Mensagens:
    290
    Curtidas Recebidas:
    79
    Caros amigos,
    não é necessário fazer starter de fermento seco - tem váááárias discussões no fórum sobre isso, o fermento já vem embalado com os nutrientes necessários para iniciar o processo...
     
  4. 20/5/18 #4

    Lele

    Lele

    Lele

    Member

    Afiliado:
    26/12/17
    Mensagens:
    12
    Curtidas Recebidas:
    2
    Colegas! Faço o start e adiciono 100 ml de mosto ( deixo 5 minutos) para dois pacotes de fermento antes de colocar diretamente ao mosto no fermetador. Fica bem legal!
     
  5. 20/5/18 #5

    gfarantes

    gfarantes

    gfarantes

    Well-Known Member

    Afiliado:
    3/3/17
    Mensagens:
    124
    Curtidas Recebidas:
    21
    Para o fermento seco, o ideal é hidrata-lo somente com agua morna por uns 30min. Coloca-lo direto no mosto pode prejudicar a qtd de celulas.
    Pelo que li, tambem nao se recomenda starter de fermento seco devido ao trabalho e baixo custo dos pacotes. Compensa muito com fermento liquido.
    Sobre a qtd de bolha, acho normal o fermento seco produzir co2 logo no inicio do starter.
    Abraço!
     
  6. 20/5/18 #6

    Tiago

    Tiago

    Tiago

    Well-Known Member Moderador

    Afiliado:
    11/6/13
    Mensagens:
    3,033
    Curtidas Recebidas:
    1,277
    Qual volume do starter?

    Provavelmente isso é por causa da grande quantidade de células pro tamanho do starter.

    O tempo de propagação não é obrigatoriamente 24h, porque ele depende disso (quantidade de células x volume de mosto), entre outros fatores como temperatura ambiente, velocidade de agitação, etc.

    Desligue o agitador, espere uns minutos e observe o starter. Durante a propagação é visível a produção de bolhas de CO2. Se não tiver mais produzindo CO2, a propagação acabou.

    É mais saudável pra levedura interromper quando acabou do que manter agitação por mais tempo pra fechar as 24h.

    Abraço
     
  7. 21/5/18 #7

    TiagoOLima

    TiagoOLima

    TiagoOLima

    Member

    Afiliado:
    31/1/17
    Mensagens:
    9
    Curtidas Recebidas:
    1
    Talvez eles saibam disso mas queiram apenas multiplicar células... Não vejo problema desde que cuidem da nutrição dessas novas células.
     
    1 pessoa curtiu isso.
  8. 22/5/18 #8

    aroliveira

    aroliveira

    aroliveira

    Member

    Afiliado:
    5/3/14
    Mensagens:
    17
    Curtidas Recebidas:
    2
    Sim, é isso mesmo. Houve épocas que o preço do fermento estava muito elevado. Com apenas um pacote, com propagação, gera uma economia muito grande, para levas maiores, de 50 ou 100 litros. Esse é o objetivo.
     
  9. 23/5/18 #9

    JuniorBolzani

    JuniorBolzani

    JuniorBolzani

    Well-Known Member

    Afiliado:
    15/12/16
    Mensagens:
    437
    Curtidas Recebidas:
    182
    Vc não entendeu a proposta da coisa, meua migo.

    Não é necessário SE a taxa de inoculação já estiver correta, mas no caso do W-34/70 em que o preço está na casa dos R$ 30,00 por exemplo e por se tratar de um fermento lager e requerer o dobro da taxa de inoculação, pense em fazer 100L e ter que usar uns 10~15 pacotes dessa belezinha... O starter em fermento seco faz sentido... Economia.

    Depois do starter do fermento seco, ele "passa a ser" um fermento líquido didaticamente falando, ou seja, vai precisar de nutrientes e uma boa oxigenação do mosto antes de fermenta-lo.
     
  10. 23/5/18 #10

    ricardo

    ricardo

    ricardo

    Well-Known Member

    Afiliado:
    10/6/13
    Mensagens:
    290
    Curtidas Recebidas:
    79
    Ah, é uma questão de economia, não de qualidade do produto final, agora entendi! Obrigado,
     
  11. 6/12/18 #11

    Tiago_Reis

    Tiago_Reis

    Tiago_Reis

    New Member

    Afiliado:
    6/12/18
    Mensagens:
    1
    Curtidas Recebidas:
    1
    Localização:
    Leme - SP
    Acho que o que está ocorrendo é uma grande confusão entre as palavras STARTER e PROPAGAÇÃO. Starter é a ativação de um fermento que está "adormecido", normalmente é feito com fermento líquido. Propagação é a multiplicação das leveduras, e esse é a intenção do amigo que fez a postagem, multiplicar as leveduras existentes em um pacote de fermento, ou em uma lama. Em fermento seco não se faz necessário starter, apenas a inoculação (hidratação) do fermento, porém dependendo da relação quantidade de fermento x quantidade de mosto, se faz necessário uma propagação.
     
    1 pessoa curtiu isso.
  12. 11/12/18 às 10:44 #12

    leandrogmachado

    leandrogmachado

    leandrogmachado

    Active Member

    Afiliado:
    12/10/18
    Mensagens:
    42
    Curtidas Recebidas:
    5
    Localização:
    Aparecida de Goiânia
    Ha como ter economia e ainda qualidade com propagaçao correta.
     
  13. 11/12/18 às 14:06 #13

    _Mó_

    _Mó_

    _Mó_

    Active Member

    Afiliado:
    13/11/18
    Mensagens:
    32
    Curtidas Recebidas:
    21
    Localização:
    Indaiatuba/SP
    @Tiago_Reis ,

    Creio que confundiu um pouco inoculação com reidratação.

    Quanto ao starter e propagação está correto, só vou explicar com mais detalhes para facilitar para outros.

    Starter seria iniciar o fermento, um procedimento de segurança, por assim dizer, não obrigatório.

    No starter, a lógica é a inicialização do fermento em uma pequena quantidade de mosto - tipo um "mosto de teste" ou açúcar invertido - separado do mosto a ser fermentado, afim de saber se o fermento, após um período de dormência, ainda está vivo.

    Ou seja, ao invés de inocular direto no mosto a ser fermentado e correr o risco da levedura estar morta, você faz um starter e se o resultado for positivo, acrescenta no mosto a ser fermentado com a levedura já em plena atividade. Nesse caso, aconselha-se a não demorar muito para inocular. Caso o resultado seja negativo ou insuficiente, será necessário providenciar mais fermento.

    Esse mesmo processo também pode ser realizado com fermento seco. Nesse caso, é feito primeiro a reidratação do fermento e depois o starter.

    A reidratação do fermento refere-se única e exclusivamente a colocar o fermento seco em água, afim de hidratar suas membranas que, como a denominação já diz, encontra-se seca (desidratada). Esse procedimento é fundamental à boa saúde do fermento seco, antes da inoculação ou do starter.

    Já a inoculação do fermento é adição do mesmo no mosto a ser fermentado - independente de ter passado por um starter ou não. Mas no caso do fermento seco, obrigatoriamente deve passar por reidratação.

    Em outras palavras, seria assim:

    Fermento seco 1: reidratação > inoculação.
    Fermento seco 2: reidratação > starter > inoculação.

    Fermento líquido 1: inoculação direta.
    Fermento líquido 2: starter > inoculação.

    Propagação fermento seco: reidratação > inoculação no mosto de propagação > propagação no volume de mosto necessário.
    Propagação fermento líquido: inoculação no mosto de propagação > propagação no volume de mosto necessário.

    Ajudem se também fiz confusão.
     

Compartilhe esta Página