• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

Sanitização de torneiras e airlock

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

GuiSpin

Active Member
Afiliado
18/5/20
Mensagens
34
Localização
Sorocaba
Fala pessoal..

Queria fazer algumas perguntas referentes a sanitização de torneiras e do airlock, pois o medo de contaminação e um dos maiores para um cervejeiro iniciante.

1- Como eu utilizo acido peracético (PAC 200) e é necessario um tempo de contato de pelo menos 10 minutos para o efeito desejado, gostaria de saber como faço para sanitizar torneiras (tanto do fermentador quanto da panela apos a fervura) sem que eu consiga imergir as mesmas no sanitizante.
Exemplo do momento em que a situçao acima seja necessaria: durante a fermentaçao retirei uma amostra de mosto para medir a densidade, porem ficou um pouco de mosto na boca da torneira e a mesma ficou em contato com o ar o tempo todo em que estava fermentando.

2- Como limpar (nesse caso seria a higienizaçao mesmo) as torneiras e o airlock de maneira que as partes que nao consigo esfregar fiquem limpas (como dentro da torneira e na ponta do airlock)
Tentei ferver as peças como vi em algum lugar aqui no forum e eles derreteram.. :(

3- Nao relacionado a sanitizaçao em si, mas qual seria a melhor maneira de fazer um blow off em relacao ao diametro da mangueira? Pensei em pegar uma que coubesse no mesmo buraco do airlock com o vedante.. seria esse o caminho??


Valeu pela ajuda pessoal..
 

EDGAR LOUZANO VERDILE

Well-Known Member
Afiliado
29/12/19
Mensagens
222
Localização
Sao Paulo
Cada um faz da forma que melhor se adapta... Eu, por exemplo:
1. Nesses momentos, você terá que ter um borrifador para fazer a limpeza. Eu recomendo com álcool 70 pois a quantidade é pouca e a ação é rápida. Borrife ali sem dó, dentro e fora das torneiras e sele com um plástico filme.
2. Costumo deixar as torneiras encharcadas e airlocks submersos em álcool 70. A cada três brassagens removo e desmonto todas as partes, deixo submersas em água com detergente por alguns dias, depois deixo no álcool e monto tudo quando vou usar de novo.
3. Só uso blowoff quando o airlock está aparentando transbordar ou já transbordou. Mangueira DMFIT 3/8 dá certinho, e uma garrafinha de refri ou água mineral, faço um furo um pouco maior que a mangueira na tampa, passo ela por dentro até o fundo e coloco uns 3 dedos de sanitizante.
 

AntonioMartins

Well-Known Member
Afiliado
5/5/14
Mensagens
628
Bom dia.

A melhor maneira de evitar contaminação pela torneira e air lock?

É só não usar 😉

Acho os dois itens dispensáveis. Em vez de usar airlock, eu só deixo a tampa sobre o balde, fechada, mas não travada, então os gases da fermentação tem como sair sem problema.
Em vez de torneira, eu uso auto sifão, que é bem mais fácil de higienizar. Só tenho torneira no balde de envase.

A válvula da panela é só lavar, na próxima leva vai ferver e esterilizar tudo.
 

Filipe Quati

Well-Known Member
Afiliado
29/3/20
Mensagens
56
Localização
Brasília, DF
Estou com o Antonio nessa...

As torneiras aposentei há algum tempo porque não estava satisfeito com o trub que estava levando. Além do que ocupam um espaço que me era precioso. Uso só o auto-sifão.

Os airlocks eu estou "evoluindo":
1) tipo S: gigante e tava atrapalhando para empilhar fermentadores;
2) Blow-off: meio desajeitado
3) Sterilock: pequeno, bonito, mas continuo com o problema de empilhar. E a vazão de gás dele é bem pequena, então tem que ficar de olho.

Fiz minhas últimas duas brassagens só com tampa (uso galões de água), aberta só o suficiente para sair a pressão. Só vi vantagens, e acho que vou manter desse jeito!
 

GuiSpin

Active Member
Afiliado
18/5/20
Mensagens
34
Localização
Sorocaba
Eu estou usando um equipamento meio pre-definido que comprei, entao nao tenho muitas coisas disponiveis alem do que vem nos kits basicos.

Perguntei do blow off pq pretendo fazer uma Weiss na proxima e pelo que vi a fermentacao alem de ser mais intensa, tambem tenho pouco head space devido a um fermentador pequeno (balde de 5 litros e na primeira brassagem tive um rendimento de um pouco mais de 4 litros).
Tambem tenho apenas um balde fermentador, entao nao da pra transferir para maturacao/cold crash/envase.. foi um balde desde o inicio da fermentaçao ate o envase.

Sobre nao utilizar airlock/blow off, deixando a tampa aberta.. Eu entendi que o airlock servia tambem para evitar que algo entrasse no mosto e pudesse contaminar. Entendi errado entao??
 

GuiSpin

Active Member
Afiliado
18/5/20
Mensagens
34
Localização
Sorocaba
3. Só uso blowoff quando o airlock está aparentando transbordar ou já transbordou. Mangueira DMFIT 3/8 dá certinho, e uma garrafinha de refri ou água mineral, faço um furo um pouco maior que a mangueira na tampa, passo ela por dentro até o fundo e coloco uns 3 dedos de sanitizante.
Voce faz cold crash?? Eu vi bastante que tem o risco de voltar o liquido e varias maneiras de nao voltar... Pensei que poderia trocar a mangueira do blow off por um air lock na hora do cold crash, ou tem alguma maneira melhor?
 

Filipe Quati

Well-Known Member
Afiliado
29/3/20
Mensagens
56
Localização
Brasília, DF
Sobre nao utilizar airlock/blow off, deixando a tampa aberta.. Eu entendi que o airlock servia tambem para evitar que algo entrasse no mosto e pudesse contaminar. Entendi errado entao??
Não é deixar a tampa totalmente aberta. É deixar ela fechada para não entrar nada, só que não "LACRADA", como um airlock exige para borbulhar.
Imagine um refrigerante que você abre meia volta da tampa: o CO2 vaza, mas não entra nada pois a garrafa continua fechada.

Tive a mesma dúvida quando vi um esquema sem airlock pela primeira vez, e a resposta que tive foi simples: "relaxa, o agente contaminante não vai ficar fazendo curva na tampa pra entrar no seu balde não". 😂

Lógico que isso funciona se você tem um ambiente limpo, o balde fermentador é sanitizado, etc. Eu limpo sempre ele por fora com álcool 70.
Tem funcionado!
 

AntonioMartins

Well-Known Member
Afiliado
5/5/14
Mensagens
628
Voce faz cold crash?? Eu vi bastante que tem o risco de voltar o liquido e varias maneiras de nao voltar... Pensei que poderia trocar a mangueira do blow off por um air lock na hora do cold crash, ou tem alguma maneira melhor?
Na hora do cold crash você pode deixar a mangueira fora da garrafinha, para não volta aquela água suja para a cerveja. Nessa altura já tem álcool na cerveja, praticamente não tem mais oxigênio disponível e a temperatura vai baixar para perto de zero. Muito poucos bichos se criam nessas condições.
 

AntonioMartins

Well-Known Member
Afiliado
5/5/14
Mensagens
628
Estou com o Antonio nessa...

As torneiras aposentei há algum tempo porque não estava satisfeito com o trub que estava levando. Além do que ocupam um espaço que me era precioso. Uso só o auto-sifão.

Os airlocks eu estou "evoluindo":
1) tipo S: gigante e tava atrapalhando para empilhar fermentadores;
2) Blow-off: meio desajeitado
3) Sterilock: pequeno, bonito, mas continuo com o problema de empilhar. E a vazão de gás dele é bem pequena, então tem que ficar de olho.

Fiz minhas últimas duas brassagens só com tampa (uso galões de água), aberta só o suficiente para sair a pressão. Só vi vantagens, e acho que vou manter desse jeito!
Eu usei air lock só nas primeiras vezes. Na primeira vez já sujou todo por dentro, com o Krausen. Não consegui limpar direito, sobraram umas melecas ainda. Não me senti confortável de colocar aquele troço de novo.
Depois troquei por blow off, na segunda vez que usei, tinha parado de borbulhar e eu fui conferir se o balde estava bem vedado, dei aquela apertadinha na tampa e borbulhou, só que quando soltei, o balde deu uma golada naquela água suja que fica. Ainda bem que já tinha fermentado e não deu ruim...
Depois dessa eu desisti... Só fecho com a tampa e boa.
A pressão é sempre de dentro para fora, então a bactéria teria que ser metade ninja e metade Rambo para, como você disse, escalar o balde, passar pelas bordas do balde e da tampa, vencer a pressão que vem de dentro para fora, entrar no balde, sobreviver a um ambiente rico em CO2, encarar a briga com as leveduras, achar comida suficiente, procriar e progredir neste ambiente hostil....
Claro que se as bactérias / leveduras selvagens já estiverem no balde antes de você colocar o mosto, ou chegarem junto com ele, aí a coisa muda de figura...
 

Macfly

Member
Afiliado
20/10/19
Mensagens
12
Localização
Jundiaí
Estou com o Antonio nessa...

As torneiras aposentei há algum tempo porque não estava satisfeito com o trub que estava levando. Além do que ocupam um espaço que me era precioso. Uso só o auto-sifão.

Os airlocks eu estou "evoluindo":
1) tipo S: gigante e tava atrapalhando para empilhar fermentadores;
2) Blow-off: meio desajeitado
3) Sterilock: pequeno, bonito, mas continuo com o problema de empilhar. E a vazão de gás dele é bem pequena, então tem que ficar de olho.

Fiz minhas últimas duas brassagens só com tampa (uso galões de água), aberta só o suficiente para sair a pressão. Só vi vantagens, e acho que vou manter desse jeito!
Antonio, me tira 2 dúvidas...
1- os galões que você usa são garrafas de água aquelas de 5l, 6l ou 10l da minalba, bonafonte, etc com tampa com rosca ou galão de água de 20l que não tem rosca na tampa?
2- sem a torneira, como faz para tirar as provas para medir a FG?
 

EngRocha

Well-Known Member
Afiliado
19/5/17
Mensagens
231
Também não uso torneira no fermentador, só no balde de envase, quando faço primming. Percebi que ela estava mudando o gosto de minhas cervas.
Estou evitando o envase com o primming também, fazendo carbonatação com CO2 na contrapressão. A diferença é enorme, principalmente nas lagers.
 

GuiSpin

Active Member
Afiliado
18/5/20
Mensagens
34
Localização
Sorocaba
No momento vai ter que ser o que eu tenho em casa mesmo.

Vou tentar fazer a proxima brassagem com o blow off e se tiver problemas, tento com a tampa "aberta".. haha

Valeu pessoal..
 

AntonioMartins

Well-Known Member
Afiliado
5/5/14
Mensagens
628
Antonio, me tira 2 dúvidas...
1- os galões que você usa são garrafas de água aquelas de 5l, 6l ou 10l da minalba, bonafonte, etc com tampa com rosca ou galão de água de 20l que não tem rosca na tampa?
2- sem a torneira, como faz para tirar as provas para medir a FG?
Eu uso aqueles baldes brancos alimentícios e galão de água (20l e 10l).

Nos baldes eu coloco a tampa e fecho, sem lacrar.

Nos galões eu tiro aquela tampa plástica sem arrebentar ela, e tampo sem aquela parte que veda, tipo uma "arruela" de material vedante. Não costumo reaproveitar galão de água para fermentação. Fermento uma leva, lavo direitinho e troco os galões, quando compro a água para a próxima leva.
Mas já usei aqueles transparentes de tampa de rosca também. Aí eu coloco a tampa e dou tipo uma ou duas volta de rosca só.

Eu não tiro amostras durante a fermentação. Vou analisando pela formação do krausen, aroma e temperatura, só para ver se a fermentação está acontecendo mesmo. Também deixo bastante tempo fermentando, começo com 17ºC, depois vou deixando subir mais ou menos 1ºC por dia até 22ºC e deixo mais uma semana, às vezes mais. Então fermenta pelo menos uns 15 dias. Só meço a FG na hora de envasar. Ultimamente nem estou medindo mais...
 

Macfly

Member
Afiliado
20/10/19
Mensagens
12
Localização
Jundiaí
Eu uso aqueles baldes brancos alimentícios e galão de água (20l e 10l).

Nos baldes eu coloco a tampa e fecho, sem lacrar.

Nos galões eu tiro aquela tampa plástica sem arrebentar ela, e tampo sem aquela parte que veda, tipo uma "arruela" de material vedante. Não costumo reaproveitar galão de água para fermentação. Fermento uma leva, lavo direitinho e troco os galões, quando compro a água para a próxima leva.
Mas já usei aqueles transparentes de tampa de rosca também. Aí eu coloco a tampa e dou tipo uma ou duas volta de rosca só.

Eu não tiro amostras durante a fermentação. Vou analisando pela formação do krausen, aroma e temperatura, só para ver se a fermentação está acontecendo mesmo. Também deixo bastante tempo fermentando, começo com 17ºC, depois vou deixando subir mais ou menos 1ºC por dia até 22ºC e deixo mais uma semana, às vezes mais. Então fermenta pelo menos uns 15 dias. Só meço a FG na hora de envasar. Ultimamente nem estou medindo mais...
Valeu Antonio, obrigado pela resposta!!!
 

Hausbrauerei Fleck

Active Member
Afiliado
9/6/20
Mensagens
33
Localização
Caçapava do Sul-RS
O pior inimigo de nosso inimigo é o CLORO, que por sinal é inimigo das nossas milagrosas leveduras.
Faço o seguinte: após cada brassagem, passo cloro por tudo, enxaguo muitas vezes (3) no mínimo, as vezes fervo água para passar em tudo e nas conexões.
Na próxima brassagem, antes de utilizar o material, lavo tudo novamente e faço a sanitização com ácido peracético dissolvido em álcool 92º, ou álcool 92º puro.
Nunca tive contaminação, muito menos perdi uma garrafa sequer.
IMPORTANTE: antes da brassagem higienizar todo ambiente onde ocorrerá o nascimento da nova breja.
 
Topo