Quantcast
  • We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

Projeto de automação de microcervejaria

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Automação de microcervejaria

  • Projeto automação

    Votes: 3 75.0%
  • Automatizar fabricação de cerveja

    Votes: 1 25.0%

  • Total voters
    4

waraujo

Member
Afiliado
10/11/15
Mensagens
9
Entendi Paulo, com certeza algum fator limitador (financeiro neste caso) ou facilitador (seu conhecimento em ladder) é q determinaram a escolha. Se voce está satisfeito com o resultado ou atingiu seus objetivos, então tá tranquilo, é só "beber" o resultado e aproveitar. Não tenho idéia do custo de material pra fazer a montagem usando ladder, se puder dar idéia seria interessante pra compararmos. Minha intenção não criticar sua escolha, entendi perfeitamente seus motivos. Pra adiantar alguns dados, talvez já saiba, pra montar um craftbeerpi com hardware básico mas com todas vantagens dos recursos do software, estimo que gaste entre 800 a 1000 reais, voce fazendo o trabalho. Este custos se aproximam do q vc gasta com ladder?
Oiii amigo deixa eu te ajudar um pouco. O PLC e um equipamento de uso industrial para controle de processo ele pode ter um porte pequeno, médio ou grande. Seu preço varia muito o meu eu comprei no EBAY e tive sorte de não ser taxado rsrs. Existem outros métodos de se controlar um processo de fabricaçao de cerveja, mas todas elas requer uma abilidade em alguma linguagem seja ladder, bloco, C++ como usado no arruino que um excelente equipamento para ser usado. O Arduino e barato, existe variados componentes para controle de processo e a linguagem e fácil de aprender.
Estou trabalhando em um outro projeto só usando arduino logo que o projeto estiver avançado eu coloco para vcs como ficou o projeto.
 

Marcelo Almeida

Well-Known Member
Afiliado
22/5/18
Mensagens
48
Localização
Gramado, RS, Brazil
Oiii amigo deixa eu te ajudar um pouco. O PLC e um equipamento de uso industrial para controle de processo ele pode ter um porte pequeno, médio ou grande. Seu preço varia muito o meu eu comprei no EBAY e tive sorte de não ser taxado rsrs. Existem outros métodos de se controlar um processo de fabricaçao de cerveja, mas todas elas requer uma abilidade em alguma linguagem seja ladder, bloco, C++ como usado no arruino que um excelente equipamento para ser usado. O Arduino e barato, existe variados componentes para controle de processo e a linguagem e fácil de aprender.
Estou trabalhando em um outro projeto só usando arduino logo que o projeto estiver avançado eu coloco para vcs como ficou o projeto.
certo, já trabalhei com PLC, muito pouco porque desenvolvia sistemas microprocessados para controle de máquinas industriais, como engenheiro de Automação/Mecatrônica. O CraftBeerPi é muito versátil, completo e é possível expandir. A dificuldade do usuário é ter suporte e manutenção, que é oque pretendo oferecer no grupo, juntamente com um cervejeiro artesanal bastante experiente em montagens de equipamentos para cervejeiros artesanais. Veja que os equipamentos considerados industriais tem componentes com especificações especiais, e construção física mais robusta e de acordo com normas técnicas, para multiplos usos e ambientes industriais variados. Uma construção bem projetada, um CraftBeerPi bem projetado e bem montado, é tão eficiente quanto um equipamento com especificações industriais, com custo bem menor, e capaz de suportar o ambiente de produçao. E pode ser ajustado e ampliado para atender aumento da produção e dos equipamentos.
 

Schreiber

Member
Afiliado
14/10/16
Mensagens
6
Caramba, querem fazer um projeto da NASA só para fazer cerveja em casa, o divertido é ficar controlando, mexendo, errando e toda a cerveja feita não saindo um igual a outra.
 

Marcelo Almeida

Well-Known Member
Afiliado
22/5/18
Mensagens
48
Localização
Gramado, RS, Brazil
Caramba, querem fazer um projeto da NASA só para fazer cerveja em casa, o divertido é ficar controlando, mexendo, errando e toda a cerveja feita não saindo um igual a outra.
em 2014 um amigo começou fazendo do jeito q voce recomenda. Então ele fez uma pale ale muito boa, gostei muito e pedi pra ele repetir. Até saia parecida, mas variava, então ele começou a usar controle eletrônico e conseguiu repetir com mais fidelidade. E tem o pessoal que quer vender pra bartes e beer pub, e querem repetitibilidade e usam equipamentos mais sofisticados.
 

AndreValim

Member
Afiliado
23/3/17
Mensagens
9
Olá amigos. Desenvolvi meu próprio sistema de controle. É baseado em Visual Basic e roda a partir de pc/notebook. O hardware é de baixo custo (nada comparado a plc). Os sensores de temperatura são digitais, então eles se comunicam com o controlador, não sendo necessário cartões analógicos ou algo do gênero, além de serem de baixo custo também (cerca de R$20,00 cada).
A parte de potência é baseada em relé de estado sólido, então não existe restrição de panela (no meu caso toco 15kw na fervura - cerca de 140L finais).
O controlador funciona via wireless com a panela e ele recebe a receita do beersmith. Tudo que vc programou no beersmith a panela irá executar (rampas, temperaturas, tempos, aviso de adiçôes e etc.).
Já estou a cerca de 1 ano com o sistema rodando e com outros cervejeiros utilizando então já está bem "testado".
A vantagem do sistema é o baixo custo de hardware comparado ao plc.
Para um tribloco de 40L finais por exemplo custaria cerca de R$800, 005 Fases processo.PNG
 

AndreValim

Member
Afiliado
23/3/17
Mensagens
9
Olá amigos. Desenvolvi meu próprio sistema de controle. É baseado em Visual Basic e roda a partir de pc/notebook. O hardware é de baixo custo (nada comparado a plc). Os sensores de temperatura são digitais, então eles se comunicam com o controlador, não sendo necessário cartões analógicos ou algo do gênero, além de serem de baixo custo também (cerca de R$20,00 cada).
A parte de potência é baseada em relé de estado sólido, então não existe restrição de panela (no meu caso toco 15kw na fervura - cerca de 140L finais).
O controlador funciona via wireless com a panela e ele recebe a receita do beersmith. Tudo que vc programou no beersmith a panela irá executar (rampas, temperaturas, tempos, aviso de adiçôes e etc.).
Já estou a cerca de 1 ano com o sistema rodando e com outros cervejeiros utilizando então já está bem "testado".
A vantagem do sistema é o baixo custo de hardware comparado ao plc.
Para um tribloco de 40L finais por exemplo custaria cerca de R$800, 00Ver anexo 120588
4 Final processo.png 1.JPG
 

Marcelo Almeida

Well-Known Member
Afiliado
22/5/18
Mensagens
48
Localização
Gramado, RS, Brazil
Ola
Não esse projeto que vc citou e totalmente diferente do meu em varias aspectos. Mas ainda estão desenvolvendo o projeto que vc citou.
O meu utiliza um controlador industrial e uma linguagem ladder ou em bloco, que são linguagem específicas para indústria e próprias para fazer controle de processos como de fabricaçao de cerveja.
olá, usar controlador industrial e linguagem ladder ou bloco, específicas para indústria, não significa dar "resultados melhores" na produção final. Os padrões industriais de hadware e linguagens de programação para sistemas industriais visavam "compabilizar" equipamentos de diferentes fabricantes e "facilitar" a própria indústria de equipamentos, e por consequencia os consumidores dos seus equipamentos teriam menos "dores de cabeça". Um CraftbeerPi controlando uma unidade de potencia bem projetada, vc faz cerveja da melhor qualidade possível, no que depender de equipamentos eletrônicos.
 

bruno12345

Well-Known Member
Afiliado
5/6/16
Mensagens
268
Olá amigos. Desenvolvi meu próprio sistema de controle. É baseado em Visual Basic e roda a partir de pc/notebook. O hardware é de baixo custo (nada comparado a plc). Os sensores de temperatura são digitais, então eles se comunicam com o controlador, não sendo necessário cartões analógicos ou algo do gênero, além de serem de baixo custo também (cerca de R$20,00 cada).
A parte de potência é baseada em relé de estado sólido, então não existe restrição de panela (no meu caso toco 15kw na fervura - cerca de 140L finais).
O controlador funciona via wireless com a panela e ele recebe a receita do beersmith. Tudo que vc programou no beersmith a panela irá executar (rampas, temperaturas, tempos, aviso de adiçôes e etc.).
Já estou a cerca de 1 ano com o sistema rodando e com outros cervejeiros utilizando então já está bem "testado".
A vantagem do sistema é o baixo custo de hardware comparado ao plc.
Para um tribloco de 40L finais por exemplo custaria cerca de R$800, 00Ver anexo 120588
Qual tipo de controlador vc utiliza (vc insere e recebe informações no PC, mas o controle do sistema em si é onde)? Raspberry Pi, Arduino...?
 

AndreValim

Member
Afiliado
23/3/17
Mensagens
9
Qual tipo de controlador vc utiliza (vc insere e recebe informações no PC, mas o controle do sistema em si é onde)? Raspberry Pi, Arduino...?
O controlador roda direto no pc. Não existe nada físico como um tic ou algo do gênero. Tudo é controlado via pc mesmo, ou seja, é só software.
São essas telas que postei nas fotos anteriores. O hardware é composto apenas pela parte de potência, o qual se resume aos relés de estado sólido + 1 placa wireless que se comunica com o controlador que está rodando no pc. A placa faz a leitura dos sensores de temperatura e também controla os relés de estado sólido. Tudo isso wireless.
 

bruno12345

Well-Known Member
Afiliado
5/6/16
Mensagens
268
O controlador roda direto no pc. Não existe nada físico como um tic ou algo do gênero. Tudo é controlado via pc mesmo, ou seja, é só software.
São essas telas que postei nas fotos anteriores. O hardware é composto apenas pela parte de potência, o qual se resume aos relés de estado sólido + 1 placa wireless que se comunica com o controlador que está rodando no pc. A placa faz a leitura dos sensores de temperatura e também controla os relés de estado sólido. Tudo isso wireless.
Ah, então a placa wireless q é responsável por fornecer a energia (3V a 5V) para acionar o rele de estado solido? É um aplaca wireless comum ou algo que vc projetou especificamente? Cara, o potencial desse seu sistema é imenso, visto que ele dialoga com o beersmith e, pelo que vc disse, é de baixo custo em relação às outras soluções que o pessoal vem adotando. Creio que para utilizar em uma geladeira para controlar a fermentação nao sejam necessárias muitas alterações no projeto atual, correto?
 

AndreValim

Member
Afiliado
23/3/17
Mensagens
9
Ah, então a placa wireless q é responsável por fornecer a energia (3V a 5V) para acionar o rele de estado solido? É um aplaca wireless comum ou algo que vc projetou especificamente? Cara, o potencial desse seu sistema é imenso, visto que ele dialoga com o beersmith e, pelo que vc disse, é de baixo custo em relação às outras soluções que o pessoal vem adotando. Creio que para utilizar em uma geladeira para controlar a fermentação nao sejam necessárias muitas alterações no projeto atual, correto?
Isso mesmo Bruno. Pode ser utilizado para fermentação também sem custos adicionais (utilizando a mesma placa) Ou então se coloca mais uma placa (não mais que uns R$250) e passa a controlar até 2 fermentadores com o mesmo programa, mas essa parte de fermentação ainda estou desenvolvendo.
A placa funciona direto em 220V, assim como os relés de estado sólido. Dessa forma não precisa fontes adicionais no sistema, basta ligar na tomada e pronto.
Realmente o fato do controlador "conversar" com o beersmith ficou muito legal, a praticidade é o ponto chave pois não precisa ficar programando rampas e afins, e no final da brassagem o programa ainda exporta os dados para excel criando uma certa "rastreabilidade" de tudo que ocorreu durante a brassagem.
O sistema vai gerando esse histórico interno e no final, dá a opção do usuário salvar ou não esses dados.
Trabalho com automação industrial a mais de 15 anos e desde que comecei a fazer breja em casa, ja pensei em uma certa automação no processo caseiro, principalmente com relação a rastreabilidade ou o histórico de tudo que acontece durante o teu processo.
 

bruno12345

Well-Known Member
Afiliado
5/6/16
Mensagens
268
Isso mesmo Bruno. Pode ser utilizado para fermentação também sem custos adicionais (utilizando a mesma placa) Ou então se coloca mais uma placa (não mais que uns R$250) e passa a controlar até 2 fermentadores com o mesmo programa, mas essa parte de fermentação ainda estou desenvolvendo.
A placa funciona direto em 220V, assim como os relés de estado sólido. Dessa forma não precisa fontes adicionais no sistema, basta ligar na tomada e pronto.
Realmente o fato do controlador "conversar" com o beersmith ficou muito legal, a praticidade é o ponto chave pois não precisa ficar programando rampas e afins, e no final da brassagem o programa ainda exporta os dados para excel criando uma certa "rastreabilidade" de tudo que ocorreu durante a brassagem.
O sistema vai gerando esse histórico interno e no final, dá a opção do usuário salvar ou não esses dados.
Trabalho com automação industrial a mais de 15 anos e desde que comecei a fazer breja em casa, ja pensei em uma certa automação no processo caseiro, principalmente com relação a rastreabilidade ou o histórico de tudo que acontece durante o teu processo.
Cara, sensacional o teu projeto. Só uma pergunta: Futuramente, você visa comercializar esse seu sistema, por em código aberto (tipo criar uma página no github) ou algo do tipo?
 

Latest posts

Topo