• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

Película Gelatinosa no Mosto (Contaminação?)

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Bruno Cauê

New Member
Afiliado
20/6/20
Mensagens
4
Localização
Porto Alegre/RS
Olá a todos, busco ajuda pra saber se ocorreu contaminação no meu lote 20L, Blonde Ale.
Fiz a brasagem ontem (19/09) até tarde, resfriei o mosto até uns 40°C, transferi pro balde e fui dormir (Não tenho chiller, faço resfriamento com "banho maria de gelo na pia"). Hoje fui hidratar e inocular a levedura (US-05 Fermentis) e ao abrir o balde tinha essa formação das fotos.
Essa formação era apenas superficial, sem cheiro ruim de azedo ou acidificado. Gostaria de saber se conseguem identificar pelas fotos se contaminei?
De qualquer forma, removi toda a "geleca", por baixo dela, o mosto está cristalino, inoculei a levedura e vou seguir com o processo.
Agradeço a ajuda de antemão dos amigos cervejeiros!

Abraços e boas cervejas!
IMG_20200920_132543.jpg
IMG_20200920_132536.jpg
 

Celso Peres

Well-Known Member
Afiliado
22/2/20
Mensagens
115
Localização
Belo Horizonte/MG
Nossa, apareceu esse treco horroroso de um dia pro outro? Com certeza é contaminação e boa parte dos açucares que a levedura ia consumir devem ter ido embora já. Vc experimentou o mosto? Se bem que com essa aparência aí eu nem arriscaria. Já deixei mosto mais de 2 dias em balde sem inocular a levedura e ficou intacto
 

Bruno Cauê

New Member
Afiliado
20/6/20
Mensagens
4
Localização
Porto Alegre/RS
Nossa, apareceu esse treco horroroso de um dia pro outro? Com certeza é contaminação e boa parte dos açucares que a levedura ia consumir devem ter ido embora já. Vc experimentou o mosto? Se bem que com essa aparência aí eu nem arriscaria. Já deixei mosto mais de 2 dias em balde sem inocular a levedura e ficou intacto
Ih rapaiz, então eu tirei toda essa meleca ai e por baixo tava cristalina, mesmo assim tem contaminante ali dentro né? Acho que o mais certo seria descartar, ou vocês sugerem ir a frente com a fermentação e ver no final o que dá?
 

Carlos Cadamuro

Well-Known Member
Afiliado
3/4/19
Mensagens
123
Localização
Curitiba - PR
Hum, entendi, então é certo que está contaminada, obrigado pela ajuda! Vou tomar mais cuidados no proximo lote
Mas vc pode levar adiante a fermentação e ver o que dá.
Se for uma levedura selvagem "boa" não vai azedar muito, pode ser que fique bebível....
Sanitização de TUDO que entra em contato com o mosto depois da fase quente é imprescindível!!!
Se vc removeu toda essa borra, talvez tenha tirado o contaminante tb, como vc falou que está começando, pode ser que essa borra gelatinosa seja resultado de uma filtração ruim do mosto.
Bem, segue o barco e nos informe por aqui.
 

Bruno Cauê

New Member
Afiliado
20/6/20
Mensagens
4
Localização
Porto Alegre/RS
Mas vc pode levar adiante a fermentação e ver o que dá.
Se for uma levedura selvagem "boa" não vai azedar muito, pode ser que fique bebível....
Sanitização de TUDO que entra em contato com o mosto depois da fase quente é imprescindível!!!
Se vc removeu toda essa borra, talvez tenha tirado o contaminante tb, como vc falou que está começando, pode ser que essa borra gelatinosa seja resultado de uma filtração ruim do mosto.
Bem, segue o barco e nos informe por aqui.
Cara, ai você levantou uma hipotese que faz bastante sentido, pois minha filtragem foi bem ruim, veio muito sedimento do trub da panela para o fermentador, será que só a presença de trub com muito lupulo e particulas de grão/casca pode ter criado essa espuma?
Estou na minha sexta brasagewm, e sempre fui muito cuidadoso com sanitização, mas nunca estamos livre né...
Obrigado mais uma vez! Abraço e boas cervejas!
 

Carlos Cadamuro

Well-Known Member
Afiliado
3/4/19
Mensagens
123
Localização
Curitiba - PR
Cara, ai você levantou uma hipotese que faz bastante sentido, pois minha filtragem foi bem ruim, veio muito sedimento do trub da panela para o fermentador, será que só a presença de trub com muito lupulo e particulas de grão/casca pode ter criado essa espuma?
Estou na minha sexta brasagewm, e sempre fui muito cuidadoso com sanitização, mas nunca estamos livre né...
Obrigado mais uma vez! Abraço e boas cervejas!
Bem, dependendo da qualidade do malte (geralmente maltearias em regiões muito umidas ou maltes mal armazenados) ele pode estar contaminado sem que vc saiba. Na maioria da vezes essa contaminação é uma das "causas ocultas" do gushing, aquela situação em q vc abre a breja e ela espuma sem parar. Então pide ser contaminação sim, mesmo vc tomando todo o cuidado na sanitização.
Enfim, segue o barco!
Espero ter ajudado.
Abraços e boas brejas!
 

RobertoMSF

Well-Known Member
Afiliado
21/8/15
Mensagens
49
Tá tão estranho que nem krausen parece, se fosse pra chutar me parece proteína coagulada que veio da fervura pro fermentador
 

damigol

Well-Known Member
Afiliado
13/9/17
Mensagens
245
Isso é KRAUSEN! É levedura que sobe no início da fermentação.
Mas é realmente estranho formar esse krausen todo antes de você ter inoculado a levedura.
Esse comportamento não é normal. É possível que leveduras contaminem um mosto não inoculado. Mas a ponto de formar todo esse krausen de um dia para o outro, é o que me causa muita estranheza.
Minha hipótese é que você tem um problema de limpeza, provavelmente ficou algum resquício de levedura do lote anterior e a temperatura de 40ºC durante o resfriamento, pode ter contribuído para uma multiplicação insana das leveduras.
Para saber o "estrago" que fez na cerveja, o ideal teria sido tirar uma medição de densidade para ver quanto de atenuação ocorreu. Porque certamente as leveduras já estavam agindo no mosto.
Diferentemente do que relataram acima, retirar o krausen não vai eliminar eventual organismo que invadiu seu mosto. E, ao inocular a US-05, vai somente acrescentar mais leveduras para a "competição".
Enfim, agora só tem uma coisa a ser feita, seguir o jogo até o final e ver como vai ficar...
 

Leandro Souza

Well-Known Member
Afiliado
28/8/18
Mensagens
66
Localização
Serra da Cantareira
Bruno, tive um problema parecido, faz quase duas semanas com uma Weiss . Fiz a brassagem, mas por uma série de contratempos (bem pesados...) não me foi possível fazer a fervura do mosto. Passei tudo para a panela de fervura, resfriei no chiller de contrafluxo a 25º e as 23h tapei e deixei para o outro dia.

Ao analizar o mosto pela manha ele estava excelente, mas devido aos mesmos contratempos só pude fazer a fervura as 15h. Quando tornei a abrir a panela... havia se formado uma espuma nojenta, menos densa que a sua, e com cheiro muito estranho que me lembrava podobromidrose (chulé) e lixo de cozinha ao ser aberto. Havia uma grande quantidade dela, desde a superfície do mosto até a tampa (em uma panela de 70l com 55l de mosto).

Tirei toda a espuma e mandei bala. Já antes da fervura espumava muito, uma coisa de louco! tive que usar uma dose dupla de antiespumante e ficar atento. Fervi por 75m., o cheiro deu uma boa amenizada mas não sumiu. O sabor tinha uma leve azedo, muito de fundo. Toquei o processo em frente (sob conselhos de um amigo bem mais experiente que eu).

Inoculei o fermento e deixei. Após 7 dias a FG ficou em 1009 (deveria ser 1011), o cheiro de podobromidrose sumiu, mas o de lixo de cozinha ainda persistia (talvez por causa da proteína do trigo). O sabor era até agradável mas deixado um retrogosto desagradável igual o cheiro. Fechei o frizer e não provei mais. Está maturando a seis dias e pretendo provar amanhã.
Está sendo uma Experiencia bem diferente, e a expectativa é grande....

Qual foi meu erro?
Não fervi o mosto. Se eu tivesse ao menos iniciado a fervura teria matado todos ou grande parte dos microorganismos e isso não teria acontecido.
Como aparentemente não houve contaminação com bactéria acética (se houve mau se persebe) estou tocando o processo em frente (com o coração na mão, e o estômago também...).

Ainda que de errado terá sido uma boa experiencia.
 

Leandro Souza

Well-Known Member
Afiliado
28/8/18
Mensagens
66
Localização
Serra da Cantareira
Bruno e companheiros cervejeiros escrevo para dar um feedback e informar que consegui salvar a cerveja!

Deixei maturar por um mês: de inicio a quente, 20º, e fiz uma "lavagem"com CO2 para tirar boa parte cheiro forte, depois baixei a temperatura a 0º. Nesta ultima semana adicionei suco de tangerina (não consegui comprar a polpa por isso usei Tanjau) e fiz carbonatação forçada. Tomei duas taças logo após forçar o gás: intenso aroma de tangerina, acidez quase como limão no paladar que se tornou agradável no segundo gole, espuma densa, liquido cremoso e turvo. Estava bem acida e me deu um pouco de queimação mas que passou em meia hora. Achei boa.

Como sobrevivi às duas primeiras taças... servi ontem para os amigos e, para minha surpresa, todos gostaram inclusive os mais críticos e eu... O sabor arredondou muito, a sensação de acidez diminuir e a cremosidade aumentou. Ficou extremamente refrescante e muito boa. Talvez tenha feito uma berliner weisse por acidente...
20201019_123243.jpg
Foi por pouco que não joguei os 40l fora, logo nos primeiros dias. Agradeço ao Bier_Moench, que me orientou nos momentos difíceis, deu todas as dicas necessárias e para quem fico devendo umas garrafas...;)
 

Latest posts

Topo