O que é BATCH SPARGE, e FLY/CONTINUOUS SPARGE, e quando usar?

Discussão em 'Equipamentos, Técnicas e Processos' iniciado por Guenther, 30/11/15.

  1. 30/11/15 #1

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,826
    Curtidas Recebidas:
    3,016
    Bom, motivado pela seguinte pergunta um tópico, resolvi criar um post-fixo porque já tive que responder isso muitas vezes.

    Bom, antes de entrar na parte do Batch Sparge e Fly Sparge, vou responder o restante da pergunta do @LisboaPrates.

    - Meu sistema é um BIAB elétrico com cesto em inox (sei que BIAB não inclui lavar...)

    BIAB - Brew In A Bag - Fazer cerveja em um saco. Bom, o que esse nome não diz também é o conceito por trás disso. O conceito de BIAB é fazer cerveja com qualidade igual às melhores e mais clássicas técnicas, porém, com o menor esforço, menor equipamento, e da forma mais rápida possível. Em troca disso (pois sempre quando GANHAMOS algo, precisamos DAR outra coisa em troca) arcamos com uma eficiência menor, e logo, gastamos um pouco mais de dinheiro em malte.

    Bom, ocorre que existem variações/deturpações da técnica, o que não tem problema algum porque não precisamos seguir regras. O problema que vejo com isso é que as pessoas mudam o processo, e continuam chamando a coisa de BIAB, e isso sim, na minha visão, é errado. O que eu vejo muitas vezes são cervejeiros querendo fazer BIAB, mas com o espírito do "GANHA e GANHA", ou seja, quer ganhar na hora de aproveitar as vantagens do BIAB, mas querem GANHAR NOVAMENTE também na hora da eficiência, e em resumo, não querem dar nada em troca...... e com isso inventam formas mirabolantes de lavar os grãos dentro do saco.......... achando que ganharam em tudo...... mas não se dão conta que estão adicionando TRABALHO e TEMPO ao processo, muitas vezes de tal forma, que o processo BIAB perde o sentido já que estão tendo o mesmo trabalho que se tivessem um equipamento normal de 2 ou 3 panelas, e no fim fica somente a vantagem de ter só 1 panela em vez de 2 ou 3.


    Bom, agora que temos claro o conceito de BIAB, respondendo ao @LisboaPrates, na verdade, não, teu sistema não é BIAB. BIAB é com BAG, e normalmente super fina, justamente pra não demandar recirculação. Você está utilizando um cesto com furos maiores. Furos maiores fazem com que pequenas partículas passem pelo filtro e fazem a gente ser obrigado a recircular.

    Logo, esse CESTO nada mais é do que um fundo falso com uma tela na volta dele.

    Ou seja, esse sistema é um SINGLE VESSEL (a exemplo de BrauMeister e seus 800 mil clones no Brasil).

    Sistemas Single Vessel, sim, TEM QUE recircular, pelos motivos que citei acima, ou seja, o "filtro" tem furos grandes.

    Para ficar claro, o ÚNICO sistema em que não precisa recircular, é com BAG de granularidade BEM fina, como tecido VOIL. Qualquer outro sistema, precisa recircular. Se precisa recircular............ é como se estivesse utilizando um fundo-falso, bazooka, etc.

    -------------

    FLY / CONTINUOUS SPARGE - Lavagem Contínua

    - Idealmente você NÃO mexe nos grãos (a menos que seja obrigatório por motivos de entupimento, caso clássico das cervejarias)
    - Você drena mosto lentamente para a panela de fervura
    - Você adiciona água por cima da cama na mesma vazão, fazendo com que o nível de líquido não baixe e se mantenha sempre alguns CM acima da cama de grãos.
    - Não se controla quanto de água se adiciona, e sim a quantidade de mosto (ou densidade) do mosto que sai, ou a densidade do mosto como um todo na panela de fervura.

    BATCH SPARGE - Lavagem por Batelada (técnica que entrou em evidência com o homebrewer Danny Conn, dos EUA)

    - Você remove todo o mosto rapidamente (alguns recomendam não esgotar completamente e deixar alguns cm de mosto na panela, apesar de não ser algo obrigatório)
    - Adiciona água
    - MEXE todo o malte (para misturar grãos pouco "lavados" com grãos menos lavados, ou que possuam mais açúcar grudado.
    - Recircula
    - Extrai novamente o mosto e vai repetido isso até atingir o volume total de mosto que precisa na panela de fervura, ou a densidade, etc.

    Comparação

    Em ambas você precisa recircular antes de começar a filtrar/lavar.

    Feito isso....

    - No Fly Sparge, você começa a drenar, acerta a vazão que a água entra, e................ pronto! Não tem mais trabalho nenhum até o final da lavagem.

    - No Batch Sparge, você drena, adiciona água, mistura, e RECIRCULA novamente (pois você detonou sua cama degrãos ao mexer o malte), e começa tudo novamente. Resumindo, bem mais trabalho....... mas permite o uso de uma Bazooka.

    Mas por que diabos isso é interessante? Porque antigamente, nos EUA, conseguir um fundo-falso apropriado era um imenso problema........ então utilizavam bazooka, que dava pra fazer em casa (qualquer um faz com poucas ferramentas) e podia adaptar numa caixa térmica.

    Aí o que esses caras faziam? Tentavam fazer o mesmo que as CERVEJARIAS, e cervejarias, TODAS, usam Fly Sparge. Só que ao fazer isso com bazooka, tinham baixo rendimento..... entupimento, etc... aí criaram outras técnicas pra corrigir a deficiência do filtro.

    -------------

    Porque Batch Sparge é uma técnica que não tem sentido com Fundo Falso?

    Porque a melhor técnica que existe, em todos os sentidos, seja por praticidade, pouca oxigenação de mosto, eficiência, repetibilidade, flexibilidade para implementar RIMS, HERMS, etc, é a Lavagem Contínua, ou Fly-Sparge, só que.... lavagem contínua só realmente é indicada para filtros que promovam uma lavagem homogênea dos grãos, e isso só ocorre com fundo falso.

    No How to Brew, do Palmer, tem um apêndice que fala só disso. Vejam a imagem abaixo:

    [​IMG]


    Ou seja, no caso A, com FUNDO FALSO, a Lavagem Contínua é perfeita.... o grão é todo lavado de forma perfeita.

    Já nos casos B e C, com filtros de canos ou Bazooka, durante uma LAVAGEM CONTINUA, parte dos grãos (os mais escuros) não seriam lavados adequadamente, e a outra parte, mais clara, seria lavada demais.

    Para ESSES casos (e casos de entupimento total) que a técnica de Batch Sparge foi criada. No caso C, no Batch Sparge, você drena o mosto todo, depois adiciona água na panela, e............. MISTURA TODO OS GRÃOS. Isso faz com que a parte ESCURA (grãos mal lavados, com açúcar) vá para o meio, e a parte clara (bem lavada) vá para os cantos, e tudo fique misturado.

    Ou seja, você corrige a ineficiência de sugar o mosto com ponto único, que claramente gera o problema mostrado na figura C, pois os fluídos sempre tendem a seguir o caminho mais fácil.

    -----------

    RESUMO

    Pra quem tem um sistema com fundo falso, e faz Batch Sparge, está tendo mais trabalho, menos repetibilidade, e em vários casos, menos eficiência. Resumindo, não tem motivo técnico para tal.

    Agora, por gosto pessoal, ok.

    Abração,
     
    dimigobbo, Raisoshi, cassio e 16 outras curtiram isso.
  2. 30/11/15 #2

    jonnes

    jonnes

    jonnes

    Well-Known Member

    Afiliado:
    23/10/14
    Mensagens:
    276
    Curtidas Recebidas:
    18
    Com fundo falso, após o mash-out (no qual o mosto ja está sendo recirculado), existe tempo ideal para recirculação antes da drenagem/lavagem?
     
  3. 30/11/15 #3

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,826
    Curtidas Recebidas:
    3,016
    Se faz recirculação com um objetivo: deixar o mosto límpido.

    Logo, não interessa o tempo, interessa é alcançar o objetivo, seja em 1 minuto, ou 20.

    Abraço,
     
    jonnes e Ivair curtiram isso.
  4. 30/11/15 #4

    marqueze

    marqueze

    marqueze

    Well-Known Member

    Afiliado:
    15/1/15
    Mensagens:
    287
    Curtidas Recebidas:
    80
    Pode ter duvidas neste tópico?

    Se nao me avisem e crio um novo, mas vou aproveitar a pratica e perguntar:
    Tenho o equipamento referido como os americanos, a caixa termica com bazooka e utilizo batch sparge, seria normal então a eficiencia ser baixa?
    Tive aproximadamente 55% de eficiência segundo o beersmith, mesmo utilizando uma sacarificação de 90 mins a temp constante. Seria apropriado a cada 30 mins agitar para homogeneizar ou mantenho tudo parado?

    Grato pelas explicações!
     
  5. 1/12/15 #5

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,826
    Curtidas Recebidas:
    3,016
    Mantem tudo parado.

    E não, não é normal ter baixa eficiência. Na verdade, dá pra ter eficiências altíssimas mesmo com caixa térmica, bazooka, e fazendo batch sparge.

    Abraço,
     
  6. 1/12/15 #6

    marqueze

    marqueze

    marqueze

    Well-Known Member

    Afiliado:
    15/1/15
    Mensagens:
    287
    Curtidas Recebidas:
    80
    creio que talvez nao tenha feito o sparge da maneira correta então... vou pesquisar e farei novamente... tive o mesmo problema que em outro topico, creio que a bomba ta com mta força e nao circulando pelo mosto inteiro.

    Obrigado!
     
  7. 1/12/15 #7

    LisboaPrates

    LisboaPrates

    LisboaPrates

    Well-Known Member

    Afiliado:
    2/1/14
    Mensagens:
    191
    Curtidas Recebidas:
    44
    Boa noite... Realmente Meu sistema é um single vessel com recirculação continua... Tenho feito Batch Sparge pois pensava ser mais eficiente que o fly Sparge por remexer a cama e recircular... Mas está fácil mudar para fly... Da próxima vou tentar... Na verdade, o objetivo é alcançar um volume maior, e não apenas eficiência...
    Obrigado,
    Ricardo Lisboa Prates.
     
  8. 8/12/15 #8

    guikf

    guikf

    guikf

    Well-Known Member

    Afiliado:
    22/5/15
    Mensagens:
    46
    Curtidas Recebidas:
    4
    Bom dia!

    utilizo fly sparge, mas tenho notado uma deficiencia na lavagem e na recirculação, e vendo estas imagens notei que o indicado pra quem usa fundo falso seria colocar uma mangueira prologando a saida ate o centro da panela, no meu caso nao uso isso, a saida da panela esta puxando o mosto pela lateral, isso pode causar problemas na brassagem? seria indicado eu prolongar com um tubo ate o meio da panela?
     
  9. 9/12/15 #9

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,826
    Curtidas Recebidas:
    3,016
    Não faz grande diferença fazer isso, apesar de estar assim na imagem.

    Abraço,
     
  10. 9/12/15 #10

    guikf

    guikf

    guikf

    Well-Known Member

    Afiliado:
    22/5/15
    Mensagens:
    46
    Curtidas Recebidas:
    4
    digo isso porque apos a lavegem, dei uma viradinha na panela pra tirar ate a ultima gota e saiu um mosto de cor muito escuro, isso apos a lavagem onde ja estava saindo mosto bem claro, ou seja esse mosto estava la parado no canto, tenho receito que, se o mosto que esta do outro lado da saida ficar parado, ele pode aquecer de mais e a temperatura naquele canto aquecer muito, bagunçando a rampa (utilizo resistencia eletrica com resirculação constante e controle de temp no retorno)
     
  11. 11/1/16 #11

    dcunhamaciel

    dcunhamaciel

    dcunhamaciel

    Well-Known Member

    Afiliado:
    30/7/15
    Mensagens:
    323
    Curtidas Recebidas:
    45
    Faz sentido recircular usando Fly Sparge ?

    Li em algum lugar, não me lembro onde agora, que aumenta a eficiência, mas dá um trampo danado recircular toda a água da lavagem.

    Na minha última brassagem não recirculei, e não senti diferença..
     
  12. 12/1/16 #12

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,826
    Curtidas Recebidas:
    3,016
    Recirculação se faz antes da lavagem, em qualquer caso.

    Durante, só TALVEZ pode-se fazer em Batch Sparge.

    Em Fly Sparge, você quer REMOVER os açúcares, ou seja, o fluxo deve ser constante para que a água que entra na panela sirva de "meio de transporte" para os açúcares. Se você recircular, estará sendo contra-producente já que está devolvendo para panela açúcares que você já conseguiu remover.... e que você quer que fique fora dela. Seria como eu colocar as minhas mãos sujas embaixo de uma torneira e deixar a água suja acumular num balde, e depois de minhas mãos estarem limpas, eu mergulhá-las novamente na água suja lá no balde.

    Abraço,
     
    jonnes curtiu isso.
  13. 12/1/16 #13

    dcunhamaciel

    dcunhamaciel

    dcunhamaciel

    Well-Known Member

    Afiliado:
    30/7/15
    Mensagens:
    323
    Curtidas Recebidas:
    45
    Muito obrigado Guenther..

    Pelo visto perdi tempo e eficiência recirculando com a água da lavagem..

    Parabéns pelo fórum nota mil, tem me ajudado muito corrigir os erros que aprendi com fontes não confiáveis..
     
  14. 12/1/16 #14

    Raisoshi

    Raisoshi

    Raisoshi

    Well-Known Member

    Afiliado:
    9/1/15
    Mensagens:
    838
    Curtidas Recebidas:
    217
    Não entendi, em que ponto você conseguiu recircular no meio de um fly sparge se teoricamente é um método de lavagem continua?
     
  15. 12/1/16 #15

    fabiobrum

    fabiobrum

    fabiobrum

    Well-Known Member

    Afiliado:
    3/12/15
    Mensagens:
    182
    Curtidas Recebidas:
    43
    Acho q na verdade o que rolou foi um batch sparge com reciculação.
    Só fiquei na dúvida quando a eficiência, achava que não deveria perder.

    E provavelmente deve ter ganho um mosto mais limpo , correto?
     
    Última edição: 12/1/16
  16. 12/1/16 #16

    dcunhamaciel

    dcunhamaciel

    dcunhamaciel

    Well-Known Member

    Afiliado:
    30/7/15
    Mensagens:
    323
    Curtidas Recebidas:
    45
    O mosto lavado que eu retirava pela torneira eu devolvia para a panela, fazia esse processo algumas vezes até retirar o mosto definitivamente para fervura e depois adicionava mais água, e recirculava novamente...
     
  17. 12/1/16 #17

    Raisoshi

    Raisoshi

    Raisoshi

    Well-Known Member

    Afiliado:
    9/1/15
    Mensagens:
    838
    Curtidas Recebidas:
    217
    Então foi um batch mesmo, não um fly hehe.
     
  18. 20/1/16 #18

    TiagoSouza

    TiagoSouza

    TiagoSouza

    Well-Known Member

    Afiliado:
    27/1/15
    Mensagens:
    62
    Curtidas Recebidas:
    8
    Ótimo texto, professor! Comecei a fazer cerveja há um ano e optei pela sua sugestão de fundo falso+fly sparge, e não me arrependo👍🍻
     
  19. 27/1/16 #19

    Rins

    Rins

    Rins

    Well-Known Member

    Afiliado:
    14/6/13
    Mensagens:
    380
    Curtidas Recebidas:
    60
    O que eu posso fazer para colocar em cima do fly sparge? Eu to recirculando com bomba e mangueira, mas to achando que a cama de graos esta se desfazedo, mesmo eu colocando a bomba com vazao baixa...
    Vale a pena criar alguma geringonça?
     
  20. 27/1/16 #20

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,826
    Curtidas Recebidas:
    3,016
    No geral, mangueira com comprimento suficiente para dar uma volta completa dentro da panela faz com que a ponta dela fique submersa, rente à parede, e apontando levemente pra cima, o que é a perfeição porque gera aeração quase zero, um suave whirlpool que homogeneiza tudo, tudo isso sem fazer buraco no malte.

    Abraço,
     
    cgfischer, Florestano, bcneves e 3 outras curtiram isso.

Compartilhe esta Página