NE IPA escurecendo - MUITO - na garrafa

Discussão em 'Envase' iniciado por thirango, 2/1/17.

  1. 2/1/17 #1

    thirango

    thirango

    thirango

    Member

    Afiliado:
    19/1/14
    Mensagens:
    12
    Curtidas Recebidas:
    0
    Pessoal, boa tarde!

    Brassei uma NE IPA há algumas semanas, e engarrafei na segunda-feira passada. Hoje quando fui abrir a primeira garrafa, me surpreendi com uma mudança de cor extremamente brusca: de um amarelo vívido no dia do envase a um marrom acinzentado no momento da abertura da garrafa, como vocês podem ver nas fotos anexas. Fiz a fermentação em um balde de 20 litros, e neste mesmo balde coloquei os lúpulos do dry hopping. Como restaram muitos sedimentos, fiz um cold break e passei para outro balde, onde a cerveja maturou por uns 3 dias e foi transferida novamente de balde para envase. OBS: todas as transferências foram feitas com a mangueira encostando no fundo do balde para que não houvesse queda brusca. O envase foi feito com enchedor de garrafas. Alguém passou por essa situação e sabe como evitar esse erro?

    Obrigado!

    ANTES:
    [​IMG]

    DEPOIS:
    [​IMG]
     
  2. 2/1/17 #2

    tomazela

    tomazela

    tomazela

    Well-Known Member

    Afiliado:
    12/1/16
    Mensagens:
    1,649
    Curtidas Recebidas:
    429
    Você só abriu duas garrafas?

    Aparentemente a segunda tem bastante lúpulo do DH em suspensão.

    Verifique outras garrafas para constatar se ocorreu o mesmo.
     
  3. 2/1/17 #3

    thirango

    thirango

    thirango

    Member

    Afiliado:
    19/1/14
    Mensagens:
    12
    Curtidas Recebidas:
    0
    Meu caro, eu abri só uma garrafa. A primeira foto refere-se à cerveja antes de engarrafar. Vou abrir mais uma hoje à noite para ver se o problema é recorrente.
     
  4. 2/1/17 #4

    AntonioMartins

    AntonioMartins

    AntonioMartins

    Well-Known Member

    Afiliado:
    5/5/14
    Mensagens:
    580
    Curtidas Recebidas:
    217
    Como ficou o sabor e o aroma?
     
  5. 2/1/17 #5

    tomazela

    tomazela

    tomazela

    Well-Known Member

    Afiliado:
    12/1/16
    Mensagens:
    1,649
    Curtidas Recebidas:
    429
    Entendi.
    Provavelmente algumas das garrafas levaram um pouco de trub...
     
  6. 16/1/17 #6

    Piraguelber

    Piraguelber

    Piraguelber

    New Member

    Afiliado:
    13/8/16
    Mensagens:
    3
    Curtidas Recebidas:
    0
    Amigo, está acontecendo a mesma coisa com a minha NE IPA. Escureceu demais e notei que o sabor também mudou muito.
     

    Arquivos Anexados:

  7. 27/1/17 #7

    MilRob

    MilRob

    MilRob

    Active Member

    Afiliado:
    10/11/16
    Mensagens:
    39
    Curtidas Recebidas:
    21
    Aconteceu comigo em uma Belgian Blond Ale, ai pesquisando nos foruns gringos descobri que o problema era oxidação por O2.
    Fiz o teste engarrafando uma parte de outra produção e embarrilando o restante e realmente, as da garrafa escureceram um pouco depois de uns meses e a do barril permaneceu perfeita.
    Minha conclusão é que no envase acaba indo um pouco de O2 para o mosto e isso faz com que a coloração da cerveja mude um pouco por oxidação. Quando você transfere de baldes, a movimentação do líquido também incorpora um pouco de O2.
    No barril, vc consegue jogar CO2 pela linha de serviço fazendo o líquido borbulhar e esse processo ajuda a retirar qualquer O2 que tenha no líquido -é um recurso.
    Se alguém tiver outra explicação gostaria de ouvir.
    Agora só uso barril, então nunca mais tive problema de alteração na coloração.
     
  8. 30/1/17 #8

    leonardoreges

    leonardoreges

    leonardoreges

    Active Member

    Afiliado:
    27/9/16
    Mensagens:
    41
    Curtidas Recebidas:
    10
    Eu tive algo parecido numa leva de wit, mas em poucas garrafas e observei que as poucas que escureceram tinha bastante sedimento no fundo da garrafa, no meu caso com certeza foi por transferência de sedimento na hora de engarrafar
     
  9. 30/1/17 #9

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,826
    Curtidas Recebidas:
    3,015
    Na imensa maioria dos casos..... oxidação.

    - Sabe aqueles chuveirinhos na hora recirculação e lavagem que a gente vê o pessoal fazendo? Ou de usar escumadeira?
    - Sabe quando transfere o mosto de uma panela pra outra por gravidade, deixando ele cair lá de cima e batendo, fazendo splash e um monte de espuma?
    - Sabe aquela peneirinha que muitos usam na hora de filtrar o mosto pré-fervura?

    Bom, eu poderia citar um monte de coisas aqui, mas é isso... tudo influencia.

    Abraço,
     
    rodfon curtiu isso.
  10. 30/1/17 #10

    lpera

    lpera

    lpera

    Well-Known Member

    Afiliado:
    18/1/15
    Mensagens:
    828
    Curtidas Recebidas:
    394
    @Guenther,

    existe algum estudo recente que fale sobre o "Hot side aeration" ?

    Pergunto porque tenho dificuldades de entender se isso realmente acontece ou é um mito cervejeiro.

    Usando a lógica é muito improvável você incorporar um gás em um líquido quente, a não se que esteja sobre uma pressão muito grande. Até concordo que splashes e tudo mais podem até ajudar, mas escumadeira? Gostaria de me aprofundar mais nesse tema.
     
    vinipandolfo curtiu isso.
  11. 30/1/17 #11

    leonardoreges

    leonardoreges

    leonardoreges

    Active Member

    Afiliado:
    27/9/16
    Mensagens:
    41
    Curtidas Recebidas:
    10
    Concordo que quase sempre vai ser oxidação, só quis passar minha experiência pois acredito que no meu caso pode não ter sido, pois da leva inteira apenas duas garrafas ficar com a cerveja escurecida é justamente as duas que ficaram com sedimento no fundo. A não ser que eu tenha feito aeração na hora de engarrafar nessas duas.
     
  12. 1/2/17 #12

    Partala

    Partala

    Partala

    Well-Known Member

    Afiliado:
    28/4/16
    Mensagens:
    98
    Curtidas Recebidas:
    18
    Salve mestre Guenther... apenas uma leve duvida relacionada ...

    1- Whirlpool a quente esta nesta lista?

    obs (sempre faço e vejo muitos utilizarem esta tecnica,... alguns até com pás giratorias em furadeiras gerando alem do vortex um baita turbilhonamento no mosto quente... eu utilizo a pá cervejeira assim que termina a fervura e faço no sentido anti-horário durante uns 2 minutos no máximo e não gosto de gerar muita baderna por isso comneço beeem devagar ...para dai ligar a água do chiller para resfriar o quanto antes.) ... acho que deve ser neura minha com oxidação
     
  13. 1/2/17 #13

    thadeupenna

    thadeupenna

    thadeupenna

    Well-Known Member

    Afiliado:
    27/1/14
    Mensagens:
    214
    Curtidas Recebidas:
    59
    Um amigo jura que isso só acontece quando faz priming, que quando faz carbonatação forçada, ou deixa no barril, isso não acontece. Já há algum tempo que só faço forçada, portanto não pude comprovar.
     
  14. 1/2/17 #14

    Partala

    Partala

    Partala

    Well-Known Member

    Afiliado:
    28/4/16
    Mensagens:
    98
    Curtidas Recebidas:
    18
    Talvez a maneira que ele:

    -adiciona o priming (jogando de uma vez gerando oxigenação)
    -como mistura o priming (misturando vigorosamente como se estivesse fazendo um whirlpool de mosto quente... gerando incorporação de o2)
    -como vai para as garrafas (caneta ou direto na torneira fazendo espuma e oxigenando)
    -se faz trasfega depois da fermentação e como a faz

    tenho um pouco de neura com oxidação, tento evitar ao maximo (o possivel que posso sem cilindro de co2)... mas que no caso da NE IPA deste post como foi caso isolado em 2 garrafas fica dificil dizer... ta parecendo o sedimento a mais destas
     
  15. 1/2/17 #15

    NeoRamza

    NeoRamza

    NeoRamza

    Well-Known Member

    Afiliado:
    9/3/16
    Mensagens:
    143
    Curtidas Recebidas:
    35
    lpera curtiu isso.
  16. 1/2/17 #16

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    Well-Known Member

    Afiliado:
    17/5/16
    Mensagens:
    1,122
    Curtidas Recebidas:
    356
    São casos diferentes, principalmente se falando de NEIPA.

    Foi carbonatação forçada, o estilo era escuro e não muito lupulado.

    Em uma NEIPA tem uma carga enorme de óleos, compostos do lúpulo e da reação dos mesmo com a fermentação.
     
  17. 3/2/17 #17

    peterthomasu

    peterthomasu

    peterthomasu

    Well-Known Member

    Afiliado:
    22/7/15
    Mensagens:
    266
    Curtidas Recebidas:
    69
    Lembrando que ficar abrindo o balde para jogar lúpulo(e se tratando de uma NEIPA esse evento costuma acontecer mais de uma vez) também permite a "contaminação" por O2.
     
  18. 8/2/17 #18

    NeoRamza

    NeoRamza

    NeoRamza

    Well-Known Member

    Afiliado:
    9/3/16
    Mensagens:
    143
    Curtidas Recebidas:
    35
    Parece que esse problema não é só nas nossas NE. A famosa Heady Topper apresenta o mesmo problema como é possível ver nesse vídeo:

    [ame]https://www.youtube.com/watch?v=amgfgU5-lhs[/ame]

    No video a HT mais escura tem 9 meses de fabricação, o que é bem mais do que os nossos casos. Mas vale lembrar que no caso da The Alchemist eles conseguem milagrosamente apenas 1ppm de O2 na cerveja ( https://byo.com/stories/issue/item/3187-advanced-dry-hopping-techniques ), algo dificílimo para um cervejeiro caseiro com equipamento de plástico.

    Por enquanto é só uma teoria, mas me parece que quanto mais lúpulo se usa mais frágil a cerveja fica à oxidação. Talvez isso até explique porque o cervejeiro da Lagunitas disse que uma certa quantidade de dry hopping pode dar mais aroma que o dobro de lúpulo (Livro For The Love of Hops, capítulo 8).
     
  19. 8/2/17 #19

    lpera

    lpera

    lpera

    Well-Known Member

    Afiliado:
    18/1/15
    Mensagens:
    828
    Curtidas Recebidas:
    394
    Na verdade não é isso que eu estou tentando entender.

    O que quero dizer é que não consigo entender como você vai incorporar um gás em um líquido que está acima de 60 graus simplesmente por usar uma escumadeira.

    Se houver gás incorporado aí eu concordo com você que as reações posteriores vão depender dos grãos utilizados, quantidade de lupulos, etc.

    Mas minha dúvida é antes disso. Queria ver algum estudo medindo o oxigênio dissolvido em uma cerveja em que se usou uma escumadeira para circular/sparge e outra que não usou.

    Novamente, para mim é muito mais uma questão química do que qualquer outra coisa.
     
    mjbizarro curtiu isso.
  20. 9/2/17 #20

    thirango

    thirango

    thirango

    Member

    Afiliado:
    19/1/14
    Mensagens:
    12
    Curtidas Recebidas:
    0
    Galera,

    Abri mais algumas garrafas e todas as minhas NE tão assim, e parece que quanto mais o tempo passa, mais escura e oxidadas elas ficam (e o aroma/sabor tá bizarro, a oxidação tá realmente muito alta). Alguns camaradas daqui de BH também tiveram o mesmo problema, mas a minha foi de longe a que mais oxidou.

    Acredito que toda essa oxidação não seja proveniente somente das transferências de balde, pois eu fiz da mesma maneira de sempre e nunca antes tive tanto problema com oxidação. Tô apostando que isso deve ter a ver com o lúpulo em grande quantidade e/ou com a levedura Vermont.
     

Compartilhe esta Página