• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

lowcarb

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Afiliado
7/12/19
Mensagens
7
Localização
São Bento Do Sul
5. A maneira mais clássica vai ser regulando a temperatura durante a sacarificação. Uma regra de dedão é que acima de 66 graus você vai privilegiar a alfa e abaixo disso a beta. Em teoria, a beta milase consegue quebrar os açucares de maneira que a levedura consegue consumir, o que removiar o carbo da cervej,a enquanto a alfa quebra os açucares em moléculas maiores não fermentáveis, o que encorpa a cerveja.
Beleza Luan, entendi e concordo com vc, a cerveja irá ficar sem corpo, mas como o objetivo para esta cerveja é em especial reduzir ou atingir zero carbo, acredito que deveríamos trabalhar no máximo com uma temperatura de 62º para não ativar alfa, claro que iriamos perder a produção de maltotriose (menor volume de carboidrato fermentável), fazendo que ela não atinja um grau alcoólico elevado, para repor isto poderíamos adicionar frutose na fervura ou fermentação, o que achas?
 

luanfg

Member
Afiliado
1/1/18
Mensagens
15
Eu acho uma solução válida.

Eu só discordo da premissa inicial mesmo 😂
 

EngRocha

Well-Known Member
Afiliado
19/5/17
Mensagens
199
Então resumindo. Para fazer uma cerveja lowcarb precisamos:
1. Fazer a mostura em uma temperatura em torno de 65°C;
2. Utilizar uma levedura de alta atenuação.
Dessa maneira a cerveja ficará com menos corpo e mais álcool, diminuindo os carboidratos facilmente digeríveis, e deixando os de digestão lenta, como o alcool.
Seria isso?
 
Afiliado
7/12/19
Mensagens
7
Localização
São Bento Do Sul
Então resumindo. Para fazer uma cerveja lowcarb precisamos:
1. Fazer a mostura em uma temperatura em torno de 65°C;
2. Utilizar uma levedura de alta atenuação.
Dessa maneira a cerveja ficará com menos corpo e mais álcool, diminuindo os carboidratos facilmente digeríveis, e deixando os de digestão lenta, como o alcool.
Seria isso?
Na teoria sim, para auxiliar neste processo acredito que também se possa utilizar adjuntos como cerais não malteados, controlar a temperatura e tempo na mosturação... até o momento é o que tenho conseguido como informação, creio ainda que deva existira alguma enzima que impeça ou iniba o desenvolvimento de dextrinas ou carboidratos não fermentáveis. E no final encher de lúpulo!! rsrsrsrsrsrsrsr
 

Latest posts

Group Builder
Topo