• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

Ideia para 2a Brassagem: American Blonde Ale?

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Afiliado
19/2/20
Mensagens
20
Localização
Rio de Janeiro
Fala galera
Então, fizemos a cerveja e botamos para fermentar. O processo dessa vez foi pior que o da primeira vez. Limpamos as panelas no dia anterior, no entanto, umas delas ainda sim estava com alguma sujeira no fundo. Fervi água dentro dela para tentar esterelizar ao máximo. Fizemos o processo de sacarificação e lavagem mas o mosto estava demorando uma eternidade para passar para a panela de fervura por causa da passagem dele pelos grãos, então mexemos um pouco para sair mais rápido colocando uma peneira beeem fina na passagem. Além disso, dessa vez tivemos que fazer a fervura em uma panela de 60L e nossa leva é de 20L, por isso demorou também uma eternidade para esquentar até a fervura e também para resfriar, além disso, na hora de retirar o mosto de lá iria sobrar uma quantidade muito grande no fundo pela panela ter 60L, então inclinamos ela mais um pouco para retirar um pouco mais, e filtramos com aquela peneira de novo. A OG pós fervura ficou em 1060 e agora está fermentando em torno de 20 graus. O mosto que foi pro fermentador mais turvo do que eu esperava, muito em conta dos erros no processo, acho que vamos por gelatina uns 2 dias antes de tirar da geladeira no cold crash para sedimentar o maximo possivel, segue a foto.
 

Attachments

Afiliado
19/2/20
Mensagens
20
Localização
Rio de Janeiro
Fala galera,
Mais uma atualização. Estou um pouco pessimista, hoje o airlock já não estava mais borbulhando, resolvi medir a densidade, está 1.020 (lembrando que a OG foi 1.060). Na receita a OG era 1047 e FG 1009 se não me engano. O cheiro estava normal, agradável, no entanto havia uma formação de espuma um pouco estranha, estou com medo de envasar por causa disso e da FG alta também. Acham que tem jeito? Ou tenta envasar assim mesmo? Seguem as fotos.
 

Attachments

e.cassaro

Well-Known Member
Afiliado
18/2/20
Mensagens
108
Localização
São Paulo
Vinícius, nem envasar e nem descartar. A espuma gerada pela fermentação sempre é estranha mesmo. Agora, 1020 é muito alto pra pensar em envase. Pode ser que ainda tenha açúcar a ser fermentado e se você engarrafa é bomba na certa. Você vai precisar ter paciência e espantar os pensamentos negativos.

Vou dizer o que eu faria:
1) deixar a temperatura subir pra reanimar o fermento (e não deixar esfriar);
2) mexer o mosto de modo a colocar o fermento em suspensão (tomando cuidado com a oxidação)
3) esperar pelo menos uma semana pra dar tempo do fermento fazer a mágica dele.

Se não abaixar nem um pontinho vc ainda precisa tentar o seguinte:
4) separe uma amostra e inocule fermento de pão. Observe. Se abaixar então é pq o seu fermento US05 peidou na tanga e precisa de reforços. Então a solução é inocular mais fermento no fermentador e aguardar.

Se ainda assim não abaixar, então é pq não tem nada mais a ser consumido pelas leveduras. É um sinal de que a mostura foi feita em temperatura muito alta e a breja deve ficar meio pesada no paladar. Mas nada que comprometa.

Vai nos atualizando aqui e vai na fé que vai sair breja da hora aí.


Abraço, Eric
 
Última edição:

Snoop

Well-Known Member
Afiliado
12/3/17
Mensagens
167
Fala galera,
Mais uma atualização. Estou um pouco pessimista, hoje o airlock já não estava mais borbulhando, resolvi medir a densidade, está 1.020 (lembrando que a OG foi 1.060). Na receita a OG era 1047 e FG 1009 se não me engano. O cheiro estava normal, agradável, no entanto havia uma formação de espuma um pouco estranha, estou com medo de envasar por causa disso e da FG alta também. Acham que tem jeito? Ou tenta envasar assim mesmo? Seguem as fotos.
Ta cedo pra envasar. Não tem nada de errado com a foto, é apenas Krausen de fermentação. É só dar tempo pra cerveja terminar...
 
Afiliado
19/2/20
Mensagens
20
Localização
Rio de Janeiro
Vinícius, nem envasar e nem descartar. A espuma gerada pela fermentação sempre é estranha mesmo. Agora, 1020 é muito alto pra pensar em envase. Pode ser que ainda tenha açúcar a ser fermentado e se você engarrafa é bomba na certa. Você vai precisar ter paciência e espantar os pensamentos negativos.

Vou dizer o que eu faria:
1) deixar a temperatura subir pra reanimar o fermento (e não deixar esfriar);
2) mexer o mosto de modo a colocar o fermento em suspensão (tomando cuidado com a oxidação)
3) esperar pelo menos uma semana pra dar tempo do fermento fazer a mágica dele.

Se não abaixar nem um pontinho vc ainda precisa tentar o seguinte:
4) separe uma amostra e inocule fermento de pão. Observe. Se abaixar então é pq o seu fermento US05 peidou na tanga e precisa de reforços. Então a solução é inocular mais fermento no fermentador e aguardar.

Se ainda assim não abaixar, então é pq não tem nada mais a ser consumido pelas leveduras. É um sinal de que a mostura foi feita em temperatura muito alta e a breja deve ficar meio pesada no paladar. Mas nada que comprometa.

Vai nos atualizando aqui e vai na fé que vai sair breja da hora aí.


Abraço, Eric
Boas notícias,
Fiz o que você recomendou na segunda-feira e hoje medi a FG novamente e ela está em 1012. Vou esperar mais 2 dias e medir novamente, caso se mantenha vou passar para geladeira e manter em torno de 5 graus por 5 dias e faltando 2 dias para envasar devo colocar gelatina para clarificar melhor, visto que o mosto ainda me parece mais turvo que o esperado. A espuma que estava na foto do último post diminuiu bastante, praticamente sumiu. Seguem as fotos.
 

Attachments

Afiliado
19/2/20
Mensagens
20
Localização
Rio de Janeiro
Medimos novamente a FG hoje e estava em 1011. Colocamos a cerveja na geladeira e na quarta feira vamos botar 6g de gelatina para tentar clarificar ao máximo e planejamos engarrafar no sabado que vem. Espero que dê tudo certo.
Essa semana vou ler um pouco mais sobre primming, prefiro a ideia de fazer o primming individualmente em cada garrafa. Da última vez pesei o açucar em uma balança e introduzi em cada garrafa, mas não sei se esse é o melhor método.
 

bilta

Member
Afiliado
22/7/20
Mensagens
9
Localização
Maringá (PR)
O primeiro vídeo que vi na vida sobre fabricação de cerveja foi no Canal do Chopp. Sempre usei o método que o camarada ensinou para o prime, e para mim, que envaso direto do balde de fermentação (não faço trasfega) é perfeito. Primeiro cálculo quanto açúcar vou precisar aproximadamente (como na cerveja ainda tenho a lama, nunca sei exatamente) e chuto sempre para cima. Coloco a quantidade de açúcar que vou precisar (p. ex. 100g) e completo até o dobro com água (no exemplo, até atingir 200ml). Assim sei que a cada 2ml da solução, tenho 1g de açúcar. Aí é só colocar a quantidade desejada em cada garrafa usando uma seringa. Nunca nem mesmo notei diferença de carbonatação de uma garrafa para outra…
 

EdBeer

Active Member
Afiliado
24/2/20
Mensagens
32
Localização
Canoas Rs
O primeiro vídeo que vi na vida sobre fabricação de cerveja foi no Canal do Chopp. Sempre usei o método que o camarada ensinou para o prime, e para mim, que envaso direto do balde de fermentação (não faço trasfega) é perfeito. Primeiro cálculo quanto açúcar vou precisar aproximadamente (como na cerveja ainda tenho a lama, nunca sei exatamente) e chuto sempre para cima. Coloco a quantidade de açúcar que vou precisar (p. ex. 100g) e completo até o dobro com água (no exemplo, até atingir 200ml). Assim sei que a cada 2ml da solução, tenho 1g de açúcar. Aí é só colocar a quantidade desejada em cada garrafa usando uma seringa. Nunca nem mesmo notei diferença de carbonatação de uma garrafa para outra…
Bom dia,
Desta forma a uma coisa que deve se levar em consideração, 100g de açúcar é diferente de 100ml de água.
Então 100g de açúcar + 200ml de agua menos a evaporação da fervura, você terá um volume terá diferente.
Eu faco parecido, só que após a fervura do priming eu cálculo o volume da solução e então divido por litro.
Ex. Priming de 5g/l. Minha leva é de 20l, então faço para 25 pra não faltar. 25x 5 = 125g. Pego 125g açúcar coloco para ferver com uns 200ml de água. Depois calculo quanto sobrou de solução, exemplo , sobrou 180ml de solução, então divido esse volume por 25, que foi a base que eu calculei o açúcar. 180/25= 7,2 ml de solução por litro
Acho que me fiz enteder ..
 

FelGuara

Well-Known Member
Afiliado
18/4/17
Mensagens
227
Localização
Paraty - RJ
Olha, eu também não faço transfega, ou melhor, faço apenas na hora de engarrafar.

Acho mais prático misturar a leva inteira ao priming e depois engarrafar. As garrafas ficam com a mesma quantidade de priming, misturado homogeneamente e não tenho que ir em cada uma delas colocando com seringa.

Outra vantagem é que sedimentos mais grosseiros acabam ficando no fundo do balde de envase. Posso assim segregar (claro que não jogo fora…kkk) as garrafas com algum sedimento extra.

Acho que a única desvantagem desse método seria um maior risco de oxidação. Nunca notei. Mas engarrafo sempre a cerva bem gelada. Faço a transfega com cuidado colocando a mangueira no fundo do balde de envase e lentamente encho, já com o priming dentro, de uma forma que o posicionamento provoque um leve Whirlpool.
Provavelmente como há liberação de CO2, pois a temperatura vai subindo, fique algo como uma cama de CO2 protegendo a cerveja do oxigênio.

Abração
 

bilta

Member
Afiliado
22/7/20
Mensagens
9
Localização
Maringá (PR)
Bom dia,
Desta forma a uma coisa que deve se levar em consideração, 100g de açúcar é diferente de 100ml de água.
Então 100g de açúcar + 200ml de agua menos a evaporação da fervura, você terá um volume terá diferente.
Eu faco parecido, só que após a fervura do priming eu cálculo o volume da solução e então divido por litro.
Ex. Priming de 5g/l. Minha leva é de 20l, então faço para 25 pra não faltar. 25x 5 = 125g. Pego 125g açúcar coloco para ferver com uns 200ml de água. Depois calculo quanto sobrou de solução, exemplo , sobrou 180ml de solução, então divido esse volume por 25, que foi a base que eu calculei o açúcar. 180/25= 7,2 ml de solução por litro
Acho que me fiz enteder ..
EdBeer, não sei se não me fiz entender bem. Eu coloco 100"g" (por exemplo) de açúcar e completo o recipiente com água até o açúcar, já misturado com a água, atingir 200"ml", assim a conta fica certa. A cada dois ml da solução tenho 1g de açúcar.
 
Topo