1. We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.
    Fechar Aviso

Fermentação não inicia :(

Discussão em 'Fermentação' iniciado por felipeinocente, 20/5/14.

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

  1. 20/5/14 #1

    felipeinocente

    felipeinocente

    felipeinocente

    Member

    Afiliado:
    20/5/14
    Mensagens:
    14
    Curtidas Recebidas:
    3
    Boa noite galera!
    Fiz minha primeira brassagem com meus colegas no sábado, e devo dizer que tivemos um bocado de problemas hehehe
    Tentamos fazer uma weiss usando o método BIAB, e após perder uma boa quantidade de mosto durante a fervura e não conseguirmos resfriar o mosto até a temperatura desejada dentro de 1h (o chiller ficava escapando da mangueira), decidimos jogar pro fermentador na temperatura em que estava mesmo, 24ºC (ah, a OG estava até que próxima, do esperado 1.057, chegamos em 1.052)
    Tentamos passar a menor quantidade de trub possível pro fermentador, mas o mosto estava com um aspecto bem turvo (bastante turvo mesmo, imagino não ser normal mesmo com hefeweiss), então provavelmente alguma parte passou =/ (Alguém sabe o que pode ser, se não for trub?)
    Bom, aí nós colocamos a levedura no fermentador, sem fazer starter já que um colega meu disse não ser tão vital assim, e eu levei pra geladeira que eu tinha disponível pra deixar fermentando. Detalhe: isso era sábado a noite, em torno de 20h
    Na segunda, na hora do almoço, fui conferir se o airlock estava borbulhando, e nada =/
    Reparei que a geladeira estava numa temperatura baixa, e ergui ela, pensando ser esse o motivo de não ter iniciado a fermentação ainda. Será que a baixa temperatura da geladeira pode ter "adormecido" as leveduras?
    Fui agora a noite conferir novamente, e ainda nada... Provei uma gota do mosto, e estava bem doce... Será que existe alguma maneira de recuperar essa leva? Alguém tem alguma teoria do que pode ter acontecido? "Adormecimento" das leveduras? Contaminação?
    Valeu galera, espero que me ajudem nessa aí!
    Abraços
     
  2. 20/5/14 #2

    leosardinha

    leosardinha

    leosardinha

    Well-Known Member

    Afiliado:
    20/6/13
    Mensagens:
    192
    Curtidas Recebidas:
    58
    Felipe, faz a medição com o densímetro.

    Bolhas no airlock não são sinal definitivo de que não há fermentação.

    Os meus fermentadores só borbulham nos dias que a atividade está no pico.

    Como você não fez starter é normal ter um lag time para o fermento entrar no pico de atividade e a temperatura baixa pode atribuir uma fermentação mais lenta, o que tb pode ser a causa da falta de atividade no airlock.

    Mas como disse, bolhas no airlock não são sinal definitivo de que não há fermentação.
     
    Jose Coratto curtiu isso.
  3. 21/5/14 #3

    Pellin

    Pellin

    Pellin

    Well-Known Member

    Afiliado:
    6/9/13
    Mensagens:
    189
    Curtidas Recebidas:
    32
    Felipe, assim como o Leosardinha falou, faz uma medição com o densimetro, veja se atenuou alguma coisa...
    Outra coisa que vc pode ver se há indícios de fermentação é se há espuma, abra e veja isso, se houver espuma, de uma chacoalhada no balde e tampe, já aconteceu isso comigo. Fiz uma Porter com o Mangrove Jack num sábado e na segunda ainda não havia sinal no airlock, chacoalhei e imediatamente o negocio subiu tudo, se não tampo o balde vazava todo mosto pra fora de tanta atividade.
    Mantenha a temperatura de fermentação ideal tbm, isso é importante.
     
    bxefer curtiu isso.
  4. 21/5/14 #4

    robocop

    robocop

    robocop

    Well-Known Member

    Afiliado:
    16/8/13
    Mensagens:
    243
    Curtidas Recebidas:
    20
    Que temperatura esta seu mosto?
    Tem certeza que não tem nenhum fermento no fermentador?

    Inocular diretamente o fermento já mata 50% da levedura ...

    Medir com o densímetro é fundamental
     
  5. 21/5/14 #5

    kidh0

    kidh0

    kidh0

    Well-Known Member

    Afiliado:
    31/3/14
    Mensagens:
    71
    Curtidas Recebidas:
    19
    Ainda existe também a possibilidade do fermentador não estar bem selado, permitindo que existam outros caminhos para o CO2 sair que não seja o airlock. Isso pode ser o problema da inatividade.

    Conforme já falaram, a temperatura baixa (aqui cabe um esclarecimento teu da temperatura que tu usou) vai influenciar diretamente na atividade do fermento, a ponto dele não ter atividade (se a temperatura estiver muito baixa).
     
  6. 21/5/14 #6

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador Admin

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,828
    Curtidas Recebidas:
    3,253
    Gurizada,

    Talvez esse seja o problema MAIS comum de todos que eu tenho visto ocorrer com iniciantes em todos esses anos. É o clássico "cara.... inoculei há 2 dias, e não tá fermentando", querendo dizer na real que não borbulha o air-lock.

    Em simplesmente 100% das vezes, o problema era vedação do fermentador.

    Fermento seco, pessoal, é quase indestrutível. A não ser que o cara inocule perto de 60 ºC, que é temperatura de pasteurização, ou tenha deixado o pacotinho no sol fritando, o troço não morre!

    Pra verificar problemas de vedação, é simples. Pressione MUITO DEVAGAR o fermentador por fora, e observe o air-lock. Se você está pressionando-o, está expulsando gases, e ele vai sair pelo air-lock, e vai borbulhar, mas se houver vazamento, os gases vai sair por ali. É importante ao fazer este teste apertar o fermentador BEM DEVAGAR, pois é óbvio que se apertar rapidamente, o vazamento talvez seja tão pequeno que não de conta de todos os gases saírem por ali, fazendo o air-lock borbulhar, e aí você tem um famoso caso costumeiramente chamado na informática de "falso-positivo".

    Outra forma de averiguar fermentação também é simplesmente a abrir o fermentador e verificar se há espuma ou marcas dela nas paredes internas.

    Abraço,
     
  7. 21/5/14 #7

    NizaorJr

    NizaorJr

    NizaorJr

    Well-Known Member

    Afiliado:
    23/6/13
    Mensagens:
    116
    Curtidas Recebidas:
    41
    Como citou o Guenther, é um "desespero" normal de quem está iniciando, passei por isso nas minhas 3 primeiras brassagens! Coloquei terça-feira minha 8ª leva (5L) no fermentador e até ontem nada de borbulhar. Hoje, ao abrir a geladeira para ver se havia alguma atividade o ambiente foi tomado pelo cheirinho característico da fermentação... Alívio!

    Mas, com a experiência que adiquiri ia seguir as dicas postadas aqui... primeira coisa: Densímetro!
     
    zerosa e felipeinocente curtiram isso.
  8. 22/5/14 #8

    felipeinocente

    felipeinocente

    felipeinocente

    Member

    Afiliado:
    20/5/14
    Mensagens:
    14
    Curtidas Recebidas:
    3
    Boa noite galera, muito legal ver que várias pessoas colaboraram! Muitissimo obrigado!
    Então, fui ver hoje de novo, a temperatura agora realmente está ideal (uns 15º), no começo devia estar proximo de 5º
    De fato, havia um problema de vedação no fermentador. Na hora de tampar o fermentador, não firmamos a tampa completamente, e provavelmente o CO2 saiu por lá. Como eu fechei completamente agora, não consegui abrir pra certificar se havia espuma, já que aqueles baldes da Alquimia da Cerveja são bem chatos de abrir sem fazer estrago...
    Porém, infelizmente, ao medir a densidade, tá na faixa de 1.049, ou seja, não atenuou nada! Ainda há alguma salvação? O que posso tentar fazer?
    Agradeço novamente pela ajuda aí pessoal, queria usar essa leva na apresentação do meu TCC dia 11/06, mas pelo visto não vai ficar muito legal hahahaha =/
    Abraços e até mais!
     
  9. 22/5/14 #9

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador Admin

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,828
    Curtidas Recebidas:
    3,253
    Cara, 15 ºC tá chegando perto do ideal... que seria 18 ºC para começo de fermentação de ales.

    Ou seja, a 5 ºC, esquece.... tá muito abaixo da faixa de ales... não ia fermentar mesmo.

    Abração!
     
  10. 28/5/14 #10

    felipeinocente

    felipeinocente

    felipeinocente

    Member

    Afiliado:
    20/5/14
    Mensagens:
    14
    Curtidas Recebidas:
    3
    Fala galera, beleza? Medi hoje a FG da breja e ela deu 1.021... Dois dias atrás estava em 1.024, e a FG esperada é 1.017.
    Bom, hoje faz exatamente 10 dias que fizemos a inoculação, lembrando que o início da fermentação foi tardia provavelmente devido à baixa temperatura em que o mosto se encontrava. A questão então é, quantos dias vcs acham que devo esperar para medir a gravidade novamente? Sei que isso é meio difícil de mensurar, mas é que já estamos com pouca breja no fermentador (cerca de 10L) e é foda ficar perdendo 250 mL diariamente =/
    Tenho apresentação do meu TCC dia 11/06, e eu gostaria de levar a breja pronta pra mostrar pra banca. Obviamente, por causa do tempo, não vai rolar trasfegar pra outro balde e fazer a maturação, então eu queria perguntar sobre o primming. Quanto tempo eu devo deixar mais ou menos? Será que rola engarrafar e fazer o primming mesmo se a FG continuar descendo, mas aí com uma concentração baixa de açúcar, tipo 2 ou 3 g/L?
    Valeu pela ajuda aí pessoal, vcs mandam mto!
    Abraços
     
  11. 28/5/14 #11

    dryfon

    dryfon

    dryfon

    Well-Known Member

    Afiliado:
    29/10/13
    Mensagens:
    192
    Curtidas Recebidas:
    44
    Felipe, espera uns 2-3 dias e mede de novo e aí, se a OG tiver na faixa esperada, espera mais 2 dias e mede novamente pra ver se ficou nessa faixa, aí tu vai ter certeza que parou de fermentar.

    Não precisa trasfegar pra maturar, até porque como Guenther explicou no tópico sobre fermentação, maturação é um processo involuntário. No momento que terminou de fermentar começa a maturar.

    Sem querer te desanimar mas já te desanimando, eu acho praticamente impossível tu levar a tua cerveja pra banca dia 11, a não ser que tu ignore algumas etapas e aprece tudo, o que não é legal. Teu TCC é sobre cerveja? Se não for, acho melhor nem se preocupar quanto a isso e fazer os processos todos com calma, aí depois tu leva umas garrafas pra tua banca. :)

    Voltando a questão da fermentação da tua cerveja, tu pode elevar um pouco (um grau por dia até a faixa dos 22-23) a temperatura de fermentação nesses próximos dias pra acelerar o processo e depois manter mais uns 3 dias assim pra realizar a fermentação secundária. Após isso, deixa mais uns dias (3-7) em 1 grau ou qualquer coisa próxima disso mas que não congele a cerveja clarificar ela através do cold crash. Após é só fazer o primming, engarrafar, esperar uns 10-15 dias e apreciar a cerveja.

    Caso tu ainda queira apressar as coisas, pelo menos espera até a fermentação terminar pra evitar que tu faça bombas caseiras, hahaha! Mas fora de brincadeira, mesmo com uma quantidade menor de açúcar por litro no primming, não dá pra saber quanto açúcar ainda tem pra fermentar na cerveja e quanto CO2 vai ser produzido, ou seja, melhor não correr riscos.

    Abraços!
     
    Jose Coratto curtiu isso.
  12. 28/5/14 #12

    felipeinocente

    felipeinocente

    felipeinocente

    Member

    Afiliado:
    20/5/14
    Mensagens:
    14
    Curtidas Recebidas:
    3
    É exatamente isso, faço engenharia química e estou fazendo o projeto completo de uma microcervejaria hahaha, por isso a pressa em levar, compreende?
    Se em dois dias a gravidade se manter exatamente igual, acha que já dá pra arriscar o primming, pulando a maturação? Sei que isso vai afetar completamente na qualidade final da cerveja, mas como a degustação vai ser o de menos, o mais legal vai ser levar com nossos rótulos e abrir na hora, estou pensando em engarrafar direto. Já vi um tempo atrás que muita gente faz isso, de deixar maturando na própria garrafa junto com o primming. Será que desta forma, com a fermentação devidamente finalizada (mesmo que não se encontre na FG programada, mas em um valor constante por cerca de 4 dias), e uns 10 dias de primming, já dá aquela coisa maaaais ou meeenos?
    Peço perdão aos homebrewers que sei que prezam completamente pela qualidade, mas prometo que a próxima leva não terá nenhuma etapa pulada hahahahaha =P
    Valeu, abraços!
     
  13. 28/5/14 #13

    dryfon

    dryfon

    dryfon

    Well-Known Member

    Afiliado:
    29/10/13
    Mensagens:
    192
    Curtidas Recebidas:
    44
    Felipe, então, como eu disse no post anterior, não existe como pular a maturação pois a maturação acontece independente da vontade do cervejeiro ou não, é como o nosso envelhecimento. Nesse caso, tu vai tá pulando a secundária e a clarificação. Se tu quer arriscar, eu deixaria pelo menos mais uns 2 dias no fermentador depois da fermentação terminar pra deixar ao menos a levedura reabsorver os compostos que ela gerou.

    Se não der tempo, até dá pra engarrafar imediatamente após a fermentação cessar, não é o ideal, mas pelo menos vai evitar garrafas explosivas. Eu na minha segunda leva fermentei a cerveja em uma semana, engarrafei e em duas semanas após a brassagem já tava bebendo ela. Não ficou boa, mas como eu tava naquela ânsia de tomar o que eu tinha feito, tomei assim mesmo.

    Boa sorte na apresentação do TCC e depois nos conta sobre o resultado da cerveja!
    Abraços!
     
    Jose Coratto curtiu isso.
  14. 29/5/14 #14

    bxefer

    bxefer

    bxefer

    Member

    Afiliado:
    29/5/14
    Mensagens:
    8
    Curtidas Recebidas:
    3
    Tava na mesma situação, sem bolhas no airlock (estou na 2a leva de weizenbier) aí vim procurar informacão e encontrei justamente a mesma situacão.

    Coloquei para fermentar domingo, OG = 1.050. Até ontem nada, li o fórum, abri a tampa que nem sugeriram e tava lá a espuma. Hoje cheguei em casa e resolvi medir a densidade... 1.012 (na bucha de OG/FG do calculado)..sexta-feira vou medir de novo para comparar mas em teoria chegou ao fim (achei um pouco rápido, tá fermentando 5 L dentro da adega de vinho, 18 graus constante desde o início)

    dureza é tirar 250ml para medir...lá vamos nós gastar com um mini-densímetro...

    joguei o fermento seco no mosto, mas foi mais de meio pacote (indicado 11,5g para 20L), na próxima vou hidratar.

    queria agradecer a galera e desejar boa sorte ao amigo, no TCC e na cerveja. :mug:
     
    Jose Coratto curtiu isso.
  15. 30/5/14 #15

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador Admin

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,828
    Curtidas Recebidas:
    3,253
    18 graus constante de temperatura ambiente nessa adega?

    Isso quer dizer que tua fermentação deve ter ocorrido na real lá pelos 21, 22, 23 graus, por isso foi tão rápida.

    Abraço,
     
  16. 30/5/14 #16

    VictorCoelho

    VictorCoelho

    VictorCoelho

    Well-Known Member

    Afiliado:
    12/8/13
    Mensagens:
    503
    Curtidas Recebidas:
    91
    É...250 ml por dia é brabeira!
    Sei que o Guenther não gosta e não recomenda o uso do refratômetro para medir a gravidade final, mas eu tenho usado com resultados idêntico ao densímetro. A correção feita, é uma correção matemática onde as variáveis são conhecidas como o índice de refração do alcool, etc.. Então não há porque dar resultado diferente.
     
  17. 30/5/14 #17

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador Admin

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,828
    Curtidas Recebidas:
    3,253
    Isso depende de muitas coisas... a formula é matemática, como qualquer outra, mas a LEITURA do refratômetro (com álcool) varia dependendo do refratômetro.
     
  18. 30/5/14 #18

    VictorCoelho

    VictorCoelho

    VictorCoelho

    Well-Known Member

    Afiliado:
    12/8/13
    Mensagens:
    503
    Curtidas Recebidas:
    91
    Nisso eu tô com vc!
    Muitos se confundem ou nem conseguem ler pois o refratômetro mostra uma linha borrada.
    Pra corrigir isso é preciso filtrar o mosto o melhor possível, daí se tem uma linha limpa e definida......ao menos é assim com o meu....hehehe
     
  19. 30/5/14 #19

    bxefer

    bxefer

    bxefer

    Member

    Afiliado:
    29/5/14
    Mensagens:
    8
    Curtidas Recebidas:
    3
    Guenther, mas a adega ficou ligada em 18 graus desde o inicio. Achas que a temperatura dela tava fora? na primeira brassagem que fiz deixei outro termômetro monitorando e a temp que mostrava no termômetro da adega era a mesma
     
  20. 30/5/14 #20

    Guenther

    Guenther

    Guenther

    Administrador Moderador Admin

    Afiliado:
    23/4/13
    Mensagens:
    3,828
    Curtidas Recebidas:
    3,253
    Não tenho a mínima dúvida. A fermentação sempre ocorre uns 3, 4, as vezes 10 graus acima da temperatura ambiente do local.

    É por isso que eu canso de dizer que controlar a temperatura de fermentação com o sensor solto na geladeira é quase o mesmo que nada. Esse é um dos erros mais comuns entre iniciantes.... eu fazia assim no começo, e quase todo mundo que conheço.

    No post para iniciantes que fiz na área de Iniciantes eu falo disso.

    Só pra ti ter uma ideia, eu já tive cerveja fermentando na minha câmara de fermentação medindo a temperatura do líquido (com sensor colado na parede do fermentador, isolante térmico por cima do sensor, etc), e eu setei pra ficar em 17 graus.

    Aí coloquei outro sensor pra medir a temperatura ambiente do lado do fermentador.

    A temperatura ambiente necessária para manter a cerveja fermentando a 17 graus, era 11 graus.

    Abraço,
     

Compartilhe esta Página