• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

Duas cervejas e uma geladeira

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

mariopareto

Well-Known Member
Afiliado
10/3/16
Mensagens
136
Bom dia pessoal...

Bom, finalmente estou atingindo uma frequência bacana de brassagens e com isso surgiu o problema clássico do caseiro. Ter duas cervejas para fermentar e apenas uma geladeira.

Cerveja 1: Uma imperial stout que já está no 6o dia de fermentação (ainda rolando!) a 19C.

Cerveja 2: Uma IPA que vou brassar na segunda-feira. Será uma leva dupla (dois baldes de 20L) que deve estar pronta para beber no dia 04 de agosto (meu aniversário :D ).

Em anexo coloquei um print da planilha que fiz para organizar.

Até segunda-feira (01/07) imagino que a imperial stout já tenha parado de atenuar. A minha idéia seria retirar o balde da geladeira e deixar maturando em temperatura ambiente (previsão de 18-27 no RJ). Nesse meio tempo a IPA ficaria pronta (18 dias) e eu retornaria com a stout para a geladeira para fazer o cold crash.

Dúvidas: Quais as implicações de submeter a imperial stout a estas "altas temperaturas" durante a maturação? É uma cerveja forte, 9.5% ABV e levará adições de café e infusão de carvalho e uisque. Li aqui no fórum que imperial stouts "gostam" de temperaturas um pouco mais elevadas... Mas será que essa variação não será prejudicial?

Bom, é isso.. Agradeço sugestões sobre o que fazer!:fro:
 

Attachments

tomazela

Well-Known Member
Afiliado
12/1/16
Mensagens
1,683
Bom dia pessoal...

Bom, finalmente estou atingindo uma frequência bacana de brassagens e com isso surgiu o problema clássico do caseiro. Ter duas cervejas para fermentar e apenas uma geladeira.

Cerveja 1: Uma imperial stout que já está no 6o dia de fermentação (ainda rolando!) a 19C.

Cerveja 2: Uma IPA que vou brassar na segunda-feira. Será uma leva dupla (dois baldes de 20L) que deve estar pronta para beber no dia 04 de agosto (meu aniversário :D ).

Em anexo coloquei um print da planilha que fiz para organizar.

Até segunda-feira (01/07) imagino que a imperial stout já tenha parado de atenuar. A minha idéia seria retirar o balde da geladeira e deixar maturando em temperatura ambiente (previsão de 18-27 no RJ). Nesse meio tempo a IPA ficaria pronta (18 dias) e eu retornaria com a stout para a geladeira para fazer o cold crash.

Dúvidas: Quais as implicações de submeter a imperial stout a estas "altas temperaturas" durante a maturação? É uma cerveja forte, 9.5% ABV e levará adições de café e infusão de carvalho e uisque. Li aqui no fórum que imperial stouts "gostam" de temperaturas um pouco mais elevadas... Mas será que essa variação não será prejudicial?

Bom, é isso.. Agradeço sugestões sobre o que fazer!:fro:
Desde que o mandatário na temperatura seja a cerveja que está fermentando na fase PRIMÁRIA, não há problema algum...

A única fermentação que não pode variar é a PRIMÁRIA, ainda mais nas primeiras 12h a 36h

Sendo assim, acredito que possa manter as duas na geladeira...

Se tiver sem espaço, pode maturar a temperatura ambiente sem problema

Talvez as Lagers não seja o ideal, mas uma Stout de boa...

Esse tópico tem a mesma dúvida: http://www.homebrewtalk.com.br/showthread.php?t=408409
 

aferreira04

Well-Known Member
Afiliado
4/11/15
Mensagens
184
aproveitando o embalo do topico...

Supondo que eu tenha 2 fermentadores, 1 com poço termométrico e outro sem. e aceitando que ambos são de mesmo tamanho e com a mesma quantidade de líquido(para facilitar o calculo).
Utilizando-se de uma geladeira padrão (vertical). Qual fermentador você coloca encima, o com o poço termométrico ou sem?

Minha duvida basei-se no fato de que o ar frio tende a ser mais pesado, logo o balde de baixo ficaria a uma temperatura inferior?Por outro lado o ar frio é gerado na parte superior da geladeira e ao descer atinge primeiro o balde superior.
Acredito que alguem responda que a variação seja mínima entre os dois e de baixa influência no processo. Se for essa a verdade melhor.

Algum chute?
 

tomazela

Well-Known Member
Afiliado
12/1/16
Mensagens
1,683
aproveitando o embalo do topico...

Supondo que eu tenha 2 fermentadores, 1 com poço termométrico e outro sem. e aceitando que ambos são de mesmo tamanho e com a mesma quantidade de líquido(para facilitar o calculo).
Utilizando-se de uma geladeira padrão (vertical). Qual fermentador você coloca encima, o com o poço termométrico ou sem?

Minha duvida basei-se no fato de que o ar frio tende a ser mais pesado, logo o balde de baixo ficaria a uma temperatura inferior?Por outro lado o ar frio é gerado na parte superior da geladeira e ao descer atinge primeiro o balde superior.
Acredito que alguem responda que a variação seja mínima entre os dois e de baixa influência no processo. Se for essa a verdade melhor.

Algum chute?
Não tem como controlar a temperatura de duas cervejas fermentando simultâneamente...

A controlada vai fermentar normalmente, a que está sem controle vai fermentar em temperaturas desconhecidas...

A fermentação, devido aos processos bioquímicos, geram calor...
Nas primeiras horas (onde o controle de temperatura é mais importante) ocorrem variações que são possíveis de controlar somente com a medição do líquido e não do ambiente externo.

Com base nisso, como você acha que será a temperatura do segundo balde?

Isso daria certo se a quantidade de fermento e a cepa fossem idênticas, assim como o mosto e a quantidade de oxigênio dissolvido em ambos fossem as mesmas...O que não faz muito sentido, porque valeria bem mais a pena usar uma única bombona maior. Concorda?
 

aferreira04

Well-Known Member
Afiliado
4/11/15
Mensagens
184
Não tem como controlar a temperatura de duas cervejas fermentando simultâneamente...

A controlada vai fermentar normalmente, a que está sem controle vai fermentar em temperaturas desconhecidas...

A fermentação, devido aos processos bioquímicos, geram calor...
Nas primeiras horas (onde o controle de temperatura é mais importante) ocorrem variações que são possíveis de controlar somente com a medição do líquido e não do ambiente externo.

Com base nisso, como você acha que será a temperatura do segundo balde?

Isso daria certo se a quantidade de fermento e a cepa fossem idênticas, assim como o mosto e a quantidade de oxigênio dissolvido em ambos fossem as mesmas...O que não faz muito sentido, porque valeria bem mais a pena usar uma única bombona maior. Concorda?
logicamente tua matematica está correta, não há pq usar 2 fermentadores para rateio de um mesmo lote, o correto seria um fermentador maior.

mas voltando a minha duvida, se você for realizar 2 lotes e usar a mesma geladeira, o que faria?
Coloca o segundo lote após finalizada a fermentação primaria de um dos lotes?Assim faria uma fermentação com temperatura primaria mais longa e depois passa as 2 para a temp da secundária? Ou ignora isso e coloca as duas juntas, faz a medição via poço de 1 dos dois lotes e o outro larga pra aposta que esteja em uma variação nao muito grande?o que teoricamente seria sem um controle de temperatura exato?
 

Guenther

Administrador
Moderador
Admin
Afiliado
23/4/13
Mensagens
3,828
logicamente tua matematica está correta, não há pq usar 2 fermentadores para rateio de um mesmo lote, o correto seria um fermentador maior.

mas voltando a minha duvida, se você for realizar 2 lotes e usar a mesma geladeira, o que faria?
Coloca o segundo lote após finalizada a fermentação primaria de um dos lotes?Assim faria uma fermentação com temperatura primaria mais longa e depois passa as 2 para a temp da secundária? Ou ignora isso e coloca as duas juntas, faz a medição via poço de 1 dos dois lotes e o outro larga pra aposta que esteja em uma variação nao muito grande?o que teoricamente seria sem um controle de temperatura exato?
Fermenta uma, e quando for pra secundária..... tira da geladeira, brassa a outra, e fermenta lá.
 

tomazela

Well-Known Member
Afiliado
12/1/16
Mensagens
1,683
logicamente tua matematica está correta, não há pq usar 2 fermentadores para rateio de um mesmo lote, o correto seria um fermentador maior.

mas voltando a minha duvida, se você for realizar 2 lotes e usar a mesma geladeira, o que faria?
Coloca o segundo lote após finalizada a fermentação primaria de um dos lotes?Assim faria uma fermentação com temperatura primaria mais longa e depois passa as 2 para a temp da secundária? Ou ignora isso e coloca as duas juntas, faz a medição via poço de 1 dos dois lotes e o outro larga pra aposta que esteja em uma variação nao muito grande?o que teoricamente seria sem um controle de temperatura exato?
Como eu faria?
Compraria uma segunda geladeira...
Sério...é dificílimo acertar o timing para manter duas levas fermentando/maturando/clarificando em uma mesma geladeira.
Com conhecimento da cepa e dos processos dá pra prever mais ou menos o tempo, mas qualquer desvio poderia complicar...
Eu tenho um freezer e uma geladeira...Hoje se eu quiser, consigo talvez brassar 3 levas por mês, mas tenho brassado 2.

Uma cerveja bem caprichada na fermentação vai ficar pelo menos 7 dias na primária+secundária e mais umas duas semanas maturando a 0c, para ficar top...

Você pode tentar 2 ao mesmo tempo, mas muito provavelmente vai atropelar o processo e não terá cervejas em um nível pro...

Hoje eu fermento na geladeira e maturo no freezer...
O freezer fica mais tempo ocupado e esse sim pode ter mais de uma leva ao mesmo tempo, pois a temperatura dele geralmente ficará a 0c

Como o Guenter disse acima, pode tirar da geladeira...a não ser que tenha temperatura ambiente muito alta
 
Topo