• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

Contaminação no Dry Hopping

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Rei

Active Member
Afiliado
19/11/18
Mensagens
37
Localização
São Paulo
Boa tarde Cervejeiros.
Faço cerveja 4 anos mas sempre que faço Dry Hop, minhas IPAs contaminam, oxidam.

Ja fiz com bag, sem bag, jogando os pelets direto no tambor, mas sempre oxida. (mesmo que eu abra os pacotinhos de 50g e jogo direto)

Será que os pelets ja vem contaminados? Tem alguma técnica para evitar isso?
 

RobertoMSF

Well-Known Member
Afiliado
21/8/15
Mensagens
49
praticamente impossivel contaminar pelo pellet. O que posso te sugerir é fazer o Dh antes de terminar a fermentação, coloca um pouco antes banha com co2 e tenta que o terço final da fermentação expulse o oxigenio restante. É complicado oxigenio e lupulo é uma eterna briga hehe abraços!!
 

Rei

Active Member
Afiliado
19/11/18
Mensagens
37
Localização
São Paulo
praticamente impossivel contaminar pelo pellet. O que posso te sugerir é fazer o Dh antes de terminar a fermentação, coloca um pouco antes banha com co2 e tenta que o terço final da fermentação expulse o oxigenio restante. É complicado oxigenio e lupulo é uma eterna briga hehe abraços!!
Nunca tentei assim. Mas antes de terminar a fermentação não vai expulsar o aroma do lupulo?
 

Trops

Well-Known Member
Afiliado
26/11/19
Mensagens
224
Localização
Teófilo Otoni / Ipatinga - Minas gerais
só vai ser o próprio lúpulo se vc tiver comprando ele fracionado e que tenha sido manipulado de maneira mto errada ou se vc estiver manipulando-o de forma errada...

o ideal é adicionar ao fermentador usando a menor abertura possível, ou seja, se possível usar um funil é melhor que tirar a tampa toda.

vc pode adicionar enquanto há fermentação ativa, assim o CO2 produzido tende a expulsar o oxigenio adicionado ao abrir o fermentador

outra dica é adicionar junto com lúpulo algum antioxidante, vitamina c por exemplo

e por ultimo, manter longe da luz natural e em frascos âmbar...

tudo isso so vai amenizar e fazer que leve mais tempo para oxidar, mas é praticamente inevitável que eventualmente ela seja oxidada
 
Última edição:

RobertoMSF

Well-Known Member
Afiliado
21/8/15
Mensagens
49
Nunca tentei assim. Mas antes de terminar a fermentação não vai expulsar o aroma do lupulo?
é a balança né, perde um pouco daqui ganha dali, mas sempre colocar muito no final da fermentação. Ou tentar dar os banhos de co2 se achar ruim. Passei pro pressurizado justamente por isso, era só frustração por oxidação
 

Rei

Active Member
Afiliado
19/11/18
Mensagens
37
Localização
São Paulo
só vai ser o próprio lúpulo se vc tiver comprando ele fracionado e que tenha sido manipulado de maneira mto errada ou se vc estiver manipulando-o de forma errada...

o ideal é adicionar ao fermentador usando a menor abertura possível, ou seja, se possível usar um funil é melhor que tirar a tampa toda.

vc pode adicionar enquanto há fermentação ativa, assim o CO2 produzido tende a expulsar o oxigenio adicionado ao abrir o fermentador

outra dica é adicionar junto com lúpulo algum antioxidante, vitamina c por exemplo

e por ultimo, manter longe da luz natural e em frascos âmbar...

tudo isso so vai amenizar e fazer que leve mais tempo para oxidar, mas é praticamente inevitável que eventualmente ela seja oxidada
Obrigado pela ajuda.

E quanto ao uso da vitamina C, como é feito o uso, quantidade etc
 

Zé_Nascimento

Well-Known Member
Afiliado
24/5/20
Mensagens
55
Localização
Tiradentes, Minas Gerais
Boa noite!

Pode ser bom considerar outros processos da fabricação antes de culpar o dry hopping, já que ele sozinho pode não ser tão prejudicial. Você faz primming? Armazena garrafas acima de 20°C? Usa algum item de ferro na brassagem? O malte é fresco? Sua água é rica em metais? E por aí vai... A cerveja pode ter quase 1000 compostos químicos diferentes, e boa parte deles podem ser oxidados.


Boa tarde Cervejeiros.
Faço cerveja 4 anos mas sempre que faço Dry Hop, minhas IPAs contaminam, oxidam.

Ja fiz com bag, sem bag, jogando os pelets direto no tambor, mas sempre oxida. (mesmo que eu abra os pacotinhos de 50g e jogo direto)

Será que os pelets ja vem contaminados? Tem alguma técnica para evitar isso?
 

Edison

Well-Known Member
Afiliado
24/2/15
Mensagens
90
Localização
SC
Obrigado pela ajuda.

E quanto ao uso da vitamina C, como é feito o uso, quantidade etc
Procure numa brewshop por Isomax EAA. As orientações de como proceder estão na, embalagem.
 

Mauricio Bruzza

Well-Known Member
Afiliado
25/7/20
Mensagens
69
Localização
Brazil
Que marca de lúpulo vc usa e onde compra? Outra coisa, pode falar mais como fica o perfil dessas cervejas q vc tem notado esses problemas?
 

Claudio_santos

Well-Known Member
Afiliado
10/11/18
Mensagens
69
Localização
São Gonçalo RJ
Sobre a vitamina C.
Usei esse metodo do Marcelo Fenoll e deu certo. A unica coisa que fiz a mais, foi na hora do envase, coloquei uma gota de vitamina C em cada garrafa. Comprei essas vitamina C liquida de farmácia, sem sabor.

 

_Mó_

Well-Known Member
Afiliado
13/11/18
Mensagens
216
Localização
Indaiatuba/SP
Boa tarde Cervejeiros.
Faço cerveja 4 anos mas sempre que faço Dry Hop, minhas IPAs contaminam, oxidam.

Ja fiz com bag, sem bag, jogando os pelets direto no tambor, mas sempre oxida. (mesmo que eu abra os pacotinhos de 50g e jogo direto)

Será que os pelets ja vem contaminados? Tem alguma técnica para evitar isso?
Olá @Rei!

Cara, dry hopping não oxida nem contamina.

O lúpulo por aí só já é um antibacteriano, logo, não há bactérias nocivas à cerveja no lúpulo.

Segundo que, ao incluir o lúpulo no fermentador já há a presença de álcool suficiente para também tornar o ambiente pouco propício a propagação de bactérias.

A temperatura também é outro fator negativo a propagação de bactérias nesse momento

Quanto a oxidação, também não há motivo para que ela ocorra - ao menos para ficar perceptível - pois para isso é necessário haver "absorção" do oxigênio pelo líquido, o que também não há em quantidade relevante, simplesmente por abrir o fermentador e lançar o lúpulo.

Sempre abro minha bombona e lanço os lúpulos sem nunca ter havido problemas.

Quanto ao momento de fazer o dry hopping, sim, como comentaram, o ideal é antes de acabar a fermentação, pois o lúpulo também possui compostos fermentáveis, logo, é bom haver um período de maturação/descanso diacetil ainda com o dry hopping.

Se você faz priming esse período a mais de fermentação+maturação/descanso diacetil é fundamental para depois não haver carbonatação excessiva devido a continuidade do processo fermentativo na garrafa.

Se for carbonatação em postmix, aí tranquilo, não corre esse risco.

Voltando ao seu "problema", como alguém já perguntou, veja bem se realmente é oxidação. E sugiro também rever seu processo e analisar se em algum momento, antes de ir pro fermentador, se não está oxigenando o mosto.

Desde o simples cuidado de por a água na panela até anteceder a inoculação do fermento, toda e qualquer oxigenação deve ser evitada.

Boa sorte e saúde!
 

Edison

Well-Known Member
Afiliado
24/2/15
Mensagens
90
Localização
SC
Olá @Rei!

Cara, dry hopping não oxida nem contamina.

O lúpulo por aí só já é um antibacteriano, logo, não há bactérias nocivas à cerveja no lúpulo.

Segundo que, ao incluir o lúpulo no fermentador já há a presença de álcool suficiente para também tornar o ambiente pouco propício a propagação de bactérias.

A temperatura também é outro fator negativo a propagação de bactérias nesse momento

Quanto a oxidação, também não há motivo para que ela ocorra - ao menos para ficar perceptível - pois para isso é necessário haver "absorção" do oxigênio pelo líquido, o que também não há em quantidade relevante, simplesmente por abrir o fermentador e lançar o lúpulo.

Sempre abro minha bombona e lanço os lúpulos sem nunca ter havido problemas.

Quanto ao momento de fazer o dry hopping, sim, como comentaram, o ideal é antes de acabar a fermentação, pois o lúpulo também possui compostos fermentáveis, logo, é bom haver um período de maturação/descanso diacetil ainda com o dry hopping.

Se você faz priming esse período a mais de fermentação+maturação/descanso diacetil é fundamental para depois não haver carbonatação excessiva devido a continuidade do processo fermentativo na garrafa.

Se for carbonatação em postmix, aí tranquilo, não corre esse risco.

Voltando ao seu "problema", como alguém já perguntou, veja bem se realmente é oxidação. E sugiro também rever seu processo e analisar se em algum momento, antes de ir pro fermentador, se não está oxigenando o mosto.

Desde o simples cuidado de por a água na panela até anteceder a inoculação do fermento, toda e qualquer oxigenação deve ser evitada.

Boa sorte e saúde!
Concordo com quase tudo o que você disse, exceto no último parágrafo. Oxigênio é fundamental para a multiplicação celular e fermentação.
 

_Mó_

Well-Known Member
Afiliado
13/11/18
Mensagens
216
Localização
Indaiatuba/SP
Concordo com quase tudo o que você disse, exceto no último parágrafo. Oxigênio é fundamental para a multiplicação celular e fermentação.
Olá @Edison!

Sim, com certeza, por isso até "anteceder" a inoculação. No momento da inoculação, pós fervura e pós resfriamento, taca-lhe oxigenação - eu vou de splash, nada mais.

Saúde!
 

Barão Barone

Well-Known Member
Afiliado
24/8/19
Mensagens
126
Localização
Atibaia - SP
Concordo com quase tudo o que você disse, exceto no último parágrafo. Oxigênio é fundamental para a multiplicação celular e fermentação.
DISCORDO ...
A literatura popular sugere que a levedura requer oxigênio (não precisa) e que a levedura não pode brotar sem oxigênio (pode). Na literatura caseira, é provável que os autores desses livros e artigos tenham a idéia certa, mas simplesmente omitiram certos detalhes para tornar seu assunto mais acessível a um público não científico. A literatura de fabricação caseira normalmente carece de detalhes adequados e citações referentes à pesquisa científica original. A literatura cervejeira profissional também não está imune ao problema. Embora a literatura profissional seja certamente muito mais detalhada, mesmo esses autores costumam perder de vista o quadro geral.

Quaisquer que sejam as razões, a literatura tende a pintar uma imagem distorcida da realidade, e muitos cervejeiros deixaram de ler esses livros com alguns equívocos sérios sobre a biologia do fermento e da fermentação da cerveja
 

Edison

Well-Known Member
Afiliado
24/2/15
Mensagens
90
Localização
SC
DISCORDO ...
A literatura popular sugere que a levedura requer oxigênio (não precisa) e que a levedura não pode brotar sem oxigênio (pode). Na literatura caseira, é provável que os autores desses livros e artigos tenham a idéia certa, mas simplesmente omitiram certos detalhes para tornar seu assunto mais acessível a um público não científico. A literatura de fabricação caseira normalmente carece de detalhes adequados e citações referentes à pesquisa científica original. A literatura cervejeira profissional também não está imune ao problema. Embora a literatura profissional seja certamente muito mais detalhada, mesmo esses autores costumam perder de vista o quadro geral.

Quaisquer que sejam as razões, a literatura tende a pintar uma imagem distorcida da realidade, e muitos cervejeiros deixaram de ler esses livros com alguns equívocos sérios sobre a biologia do fermento e da fermentação da cerveja
Depende de que tipo de fermento/levedura/bactérias você está considerando. Creio que a discussão aqui é sobre Saccharomyces.
 
Última edição:

Rei

Active Member
Afiliado
19/11/18
Mensagens
37
Localização
São Paulo
Olá @Rei!

Cara, dry hopping não oxida nem contamina.

O lúpulo por aí só já é um antibacteriano, logo, não há bactérias nocivas à cerveja no lúpulo.

Segundo que, ao incluir o lúpulo no fermentador já há a presença de álcool suficiente para também tornar o ambiente pouco propício a propagação de bactérias.

A temperatura também é outro fator negativo a propagação de bactérias nesse momento

Quanto a oxidação, também não há motivo para que ela ocorra - ao menos para ficar perceptível - pois para isso é necessário haver "absorção" do oxigênio pelo líquido, o que também não há em quantidade relevante, simplesmente por abrir o fermentador e lançar o lúpulo.

Sempre abro minha bombona e lanço os lúpulos sem nunca ter havido problemas.

Quanto ao momento de fazer o dry hopping, sim, como comentaram, o ideal é antes de acabar a fermentação, pois o lúpulo também possui compostos fermentáveis, logo, é bom haver um período de maturação/descanso diacetil ainda com o dry hopping.

Se você faz priming esse período a mais de fermentação+maturação/descanso diacetil é fundamental para depois não haver carbonatação excessiva devido a continuidade do processo fermentativo na garrafa.

Se for carbonatação em postmix, aí tranquilo, não corre esse risco.

Voltando ao seu "problema", como alguém já perguntou, veja bem se realmente é oxidação. E sugiro também rever seu processo e analisar se em algum momento, antes de ir pro fermentador, se não está oxigenando o mosto.

Desde o simples cuidado de por a água na panela até anteceder a inoculação do fermento, toda e qualquer oxigenação deve ser evitada.

Boa sorte e saúde!
Obrigado

Mas é estranho que fiz uma leva algumas semanas antes e outra algumas semanas depois e não tive problema. E Essa IPA chegou a explodir algumas garrafs e no geral ficou supercarbonatada.

Como a única coisa diferente foi o Dry Hop, eu suspeitei de contaminação do lúpulo ou processo de DH.
 

RobertoMSF

Well-Known Member
Afiliado
21/8/15
Mensagens
49
Obrigado

Mas é estranho que fiz uma leva algumas semanas antes e outra algumas semanas depois e não tive problema. E Essa IPA chegou a explodir algumas garrafs e no geral ficou supercarbonatada.

Como a única coisa diferente foi o Dry Hop, eu suspeitei de contaminação do lúpulo ou processo de DH.
Cara da uma pesquisada sobre Hop Creep
 

Rei

Active Member
Afiliado
19/11/18
Mensagens
37
Localização
São Paulo
Cara da uma pesquisada sobre Hop Creep
Roberto. Acho que foi bingo.

Quase 100% de certeza de ser o Hop Creep. O que disseram parece muito com o que está acontecendo comigo.

Bastante lupulo no DH, Levedura Kveik e prime.


Acho que é isso mesmo

Obrigado pela dica
 

Latest posts

Topo