• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

Carbonatação na Garrafa & Head Space

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Cleber de Lima

Well-Known Member
Afiliado
7/7/19
Mensagens
65
Localização
São Caetano do sul
Boa Noite pessoal,

Eu venho fazendo cerveja tem quase um ano, estou fermentando minha 12 cerveja (uma Belgian Blond Ale) e meu setup é bem humildão, panela de 15L, fermentador de Balde Branco, Sem geladeira (ISopor com Pet) e vinha tendo alguns problemas de oxigenação, cerveja escurecendo muito rápido deopis do envase, no Fermentador ela saia limpa, noita e quando ia abrir as garrafas após o envase, (10 dias) elas ja estavam já bem escura.

Por conta de alguns problemas que tive com minha levas iniciais, algumas garrafas explodiram (usei 5g em 600ml) eu optei por deixar um headspace na garrafa maior que on indiciado e diminui bem a uqnatidade acucar para geralmnte 6 a 6.5g por litro (3.2 a 3.6g de acucar na garrafa) e vinha dando certo, sempre com uma otima carbonatacao e espuma excelentes, isso até as ultimas duas levas.

Nessa 2 ultimas levas, tentando resolver o primeiro problema de oxigenação eu não pus nenhuma aveia em flocos (vinha fazendo IPAS geralmente com algum percentual de aveia não maltada) e resolvi encher mais a garrafa, enchi até a cerveja chegar na superficie, mas como estava com aquele enchedor de tubo, quando removia o enchedor, ficaram alí uns 2 dedos apenas de headspace no gargalo, basicamente o volume do enchedor que estava na garrafa.

Mantive a quantidade de acucar, mas agora já ten uns 15 dias e ainda não estão carbonatadas, curiosamente, tinha uma garrafa, a ultima que envasei, então tinha um pouco de trub, que não deu uma garrafa cheia e ficou cheia até antes do gargalo, como ficavam as minhas anteriores, e quando abri ela, estava carbonatada.

Sei que é dificil analisar a distancia, e principalmente pelo fato de ter ido um pouco de trub, tem mais levedura, mas minha duvida é:

Tem alguma relação com o headspace da garrafa e a velocidade na carbonatação ? A quantidade de oxigenio menor, poderia atrapalhar a acao das leveduras e retardar a carbonatação ou até interromper o processo se o oxigenio acabar ?

Não mudei muito coisa, so alterie a wuantidade de cerveja na garrafa (dimnuindo o HeadSpace) e fiz uma maturação maior (a 22C por quase uma semana, após a fermentação primaria) e (10 dias a 4-6C no isopor) antes meu tempos eram de uns 2 dias de diacetil rest (temepratura ambiente) apos a fermentação terminar (SG parar de baixar) e uns 3/4 dias a 4-6C no isopor.

Na foto tem a diferenca de headspace entre as levas anteriores e as duas ultimas.
 

Attachments

Bruno Nery

Well-Known Member
Afiliado
24/12/18
Mensagens
145
Localização
Cotia
Então,

Eu uso enchedores e encho até o bico, quando tira o enchedor ele baixa e sempre deixa o headspace como você diz que faz tbm.

Na minha opinião você está com açúcar residual nas brassagens, está conferindo que a fermentação terminou? as vezes nos prendemos ao prazo de 7 dias e já mandamos pra maturação e depois envase, porém a cerveja termina de fermentar quando a levedura quer. tive cervejas com 4 dias, outras com 12 e assim por diante. Acho que pode ser um de seus problemas. Quanto a oxidação tem diversas razões, trasfega com turbulência, contato do malte com ar ainda na brassagem então dá uma revisada no seu processo.

Falo com base no que faço, faço cerveja a 2 anos, apenas 1 garrafa minha explodiu nessas brassagens e nenhuma alterou a cor. Não sou critério mais passo o que vivo aqui.
 

Cleber de Lima

Well-Known Member
Afiliado
7/7/19
Mensagens
65
Localização
São Caetano do sul
Então,

Eu uso enchedores e encho até o bico, quando tira o enchedor ele baixa e sempre deixa o headspace como você diz que faz tbm.

Na minha opinião você está com açúcar residual nas brassagens, está conferindo que a fermentação terminou? as vezes nos prendemos ao prazo de 7 dias e já mandamos pra maturação e depois envase, porém a cerveja termina de fermentar quando a levedura quer. tive cervejas com 4 dias, outras com 12 e assim por diante. Acho que pode ser um de seus problemas. Quanto a oxidação tem diversas razões, trasfega com turbulência, contato do malte com ar ainda na brassagem então dá uma revisada no seu processo.

Falo com base no que faço, faço cerveja a 2 anos, apenas 1 garrafa minha explodiu nessas brassagens e nenhuma alterou a cor. Não sou critério mais passo o que vivo aqui.
Valew Bruno, as explosões ocorreram nas primeiras, é com certeza problema de fermentação incompleta + grande quantidade de açúcar na garrafa para carbonatacao,

Meu problema atual é o contrário, quando aumentei a qtd de cerveja e reduzi o headspace, elas não carbonataram o suficiente no mesmo período usual, vou deixar lá mais um pouco, mas queria entender se tem alguma relação entre o headspace e a velocidade/capacidade de carbonatacao ou se é só o clima e a preguiça das leveduras
 

EDGAR LOUZANO VERDILE

Well-Known Member
Afiliado
29/12/19
Mensagens
264
Localização
Sao Paulo
Valew Bruno, as explosões ocorreram nas primeiras, é com certeza problema de fermentação incompleta + grande quantidade de açúcar na garrafa para carbonatacao,

Meu problema atual é o contrário, quando aumentei a qtd de cerveja e reduzi o headspace, elas não carbonataram o suficiente no mesmo período usual, vou deixar lá mais um pouco, mas queria entender se tem alguma relação entre o headspace e a velocidade/capacidade de carbonatacao ou se é só o clima e a preguiça das leveduras
Cara, fiz minhas primeiras levas com primming, sempre usando o enchedor e só o gogó de headspace... Já usei 5, 6, 8 e até 10g/l e nunca tive problema com explosões... Usando 6g/l já tive falta de carbonatação e um retrogosto (se é que pode chamar assim) de açúcar, brejas com quase zero de carbonatação, sem espuma nenhuma e bem adocicadas om 20 dias... Como algumas que ficaram perfeitas em 6 dias. No clima mais frio aqui de SP (10 a 12° na madruga e 12 a 16° durante o dia) já percebi que leva mais temo para carbonatar no primming. Faz uns meses que não faço mais primming, mas com base nas experiências que tive creio que tenha relação maior com o clima do que com o headspace... Você não faz cold, então sempre deve ter levedura suspensa ainda na hora do envase... Eu percebia também que as primeiras garrafas carbonatavam mais rápido, anote o número de envase nas tampinhas e repare isso.... provavelmente porque envazava com mais pressão e mandava mais levedura para a garrafa.
 

Osternack

Well-Known Member
Afiliado
13/2/17
Mensagens
84
Não há relação do haedspace com a velocidade carbonatação, mas sim com oxidação. Vc estava fazendo certo de encher até o talo e quando removia o enchedor ficava o headspace correto. Na sua foto a primeira garrafa é a correta.
 

Lucas Clem. Mourão

New Member
Afiliado
4/3/19
Mensagens
1
Localização
Goiânia
Acho que o motivo disso acontecer é mais explicado pelo clima e pela atividade da levedura.
As primeiras levas que fiz as cervejas demoraram muito para carbonatar, minha primeira leva inclusive nem carbonatou direito...
O que me deixou curioso foi acontecer isso com uma Belgian Blond Ale. Imaginei que, por ser de uma escola belga, estaria trabalhando com uma quantidade maior de leveduras disponíveis, o que facilitaria a carbonatação na garrafa.
Bom, digo isso devido minha experiência apenas, pois fiz uma Belgian uma vez que praticamente carbonatou com 3 dias de priming.
 

Cleber de Lima

Well-Known Member
Afiliado
7/7/19
Mensagens
65
Localização
São Caetano do sul
Acho que o motivo disso acontecer é mais explicado pelo clima e pela atividade da levedura.
As primeiras levas que fiz as cervejas demoraram muito para carbonatar, minha primeira leva inclusive nem carbonatou direito...
O que me deixou curioso foi acontecer isso com uma Belgian Blond Ale. Imaginei que, por ser de uma escola belga, estaria trabalhando com uma quantidade maior de leveduras disponíveis, o que facilitaria a carbonatação na garrafa.
Bom, digo isso devido minha experiência apenas, pois fiz uma Belgian uma vez que praticamente carbonatou com 3 dias de priming.
Valeu Lucas, acho que é isso mesmo vou dar mais uns dias pras leveduras, nem eu quero trablahar nesse frio :)

Alguem já precisou adicionar mais levedura na garrafa (tipo abrir, pingar umas leveduras de um Starter pra carbonatar) ?
 

Cleber de Lima

Well-Known Member
Afiliado
7/7/19
Mensagens
65
Localização
São Caetano do sul
Não há relação do haedspace com a velocidade carbonatação, mas sim com oxidação. Vc estava fazendo certo de encher até o talo e quando removia o enchedor ficava o headspace correto. Na sua foto a primeira garrafa é a correta.
Valew Osterneck, sim agora estou fazendo como a primeira pra evitar oxidação, a segunda era como ficava antes, mas carbonatava mais rápido, mas como disse o Lucas pode ser o clima ...
 

EvandroLS

Well-Known Member
Afiliado
11/4/20
Mensagens
125
Localização
Sao Paulo
Cara eu acho que voce teve problema de explosao com 6g/l nao por conta dessa quantidade mas pq voce nao tem controle da temperatura de fermentacao e nao devia ter terminado de fermentar a breja
Dai ela foi com acucar fermentavel residual e vc tacou priming
Mais head space maior oxidacao em garrafas nak tem jeito
Voce tem que tentar diminuir a exposicao ao o2 quando vai envasar
 

Lord Demolay

Well-Known Member
Afiliado
29/5/20
Mensagens
102
Localização
Sp
Não há relação do haedspace com a velocidade carbonatação, mas sim com oxidação
Então caso eu queira fazer uma breja de guarda, ou até mesmo um hidromel, é mais interessante engarrafar com certa "violencia" e deixar um headspace um pouco maior, no intuito de INCENTIVAR A OXIDAÇÃO ?
 

EvandroLS

Well-Known Member
Afiliado
11/4/20
Mensagens
125
Localização
Sao Paulo
Não

Velho, voce quer evitar a oxidação
Quando for engarrafar sua breja, todas transferencias que fizer nao deixa ela cair com violencia, sempre cair com delicadeza. Quanto menos head space, menos O2 nele.

Head space tem relação com a velocidade de carbonatação em keg.
 
Topo