1. We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.
    Fechar Aviso

Black IPA

Discussão em 'Receitas & ingredientes' iniciado por Diego Moreira, 31/1/19.

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

  1. 31/1/19 #1

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Member

    Afiliado:
    14/1/19
    Mensagens:
    8
    Curtidas Recebidas:
    1
    Localização:
    São Paulo
    Fala galera beleza?

    Estou indo pra minha 5º Brassagem e resolvi apostar em um estilo que conheço pouco mas gostei do que já vi.

    Montei uma receita de Black IPA fazendo uma analise de algumas outras receitas que vi por ai e saiu mais ou menos assim:

    10 Litros.

    Maltes

    Malte Pilsen - 2,5 Kg - 86,2 %
    Malte Carafa III - 200 g - 6,9 %
    Special B - 100 g - 3,4 %(Adicionados no Mash out)
    Dark Crystal II - 100 g - 3,4 %(Adicionados no Mash out)

    Lupulos

    Columbus - 12 g 60 Min
    Columbus - 12 g 30 Min
    Cascade - 10 g 30 Min
    Cascade - 30 g 05 Min
    Cascade - 20 g 00 Min
    Cascade - 40 g DH

    Levedura US-05

    Mosturação:

    60 min a 68º
    Mash out a 75º

    OG 1,062
    IBU - 80

    O que eu espero especificamente dessa cerveja é o aroma bem acentuado do Cascade, com um bom amargor e quase nenhum torrado.

    Voces acham que eu deveria mudar alguma coisa nessa receita? Como eu falei eu conheço bem pouco do estilo, experimentei poucas cervejas assim então tenho uma base pequena pra me espelhar.


    Abraços
     
  2. 31/1/19 #2

    Danielsantos

    Danielsantos

    Danielsantos

    Well-Known Member

    Afiliado:
    5/8/15
    Mensagens:
    408
    Curtidas Recebidas:
    116
    Coloca o caraca no Mash outros tbm
     
  3. 31/1/19 #3

    Krishna

    Krishna

    Krishna

    Well-Known Member

    Afiliado:
    18/9/16
    Mensagens:
    366
    Curtidas Recebidas:
    76
    Acho que não precisa colocar os caramelos no mash out, se o que ele quer evitar é o torrado/café. Coloca no inicio da brassagem mesmo, e só coloca o Carafa no mash.
     
    Última edição: 31/1/19
  4. 1/2/19 #4

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Member

    Afiliado:
    14/1/19
    Mensagens:
    8
    Curtidas Recebidas:
    1
    Localização:
    São Paulo
    Então voce acha que o ideal é fazer a mosturação normal com o Pilsen, Special B e Dark Crystal II e só colocar o Carafa no mash out?

    Mas o Special B e o Dark Crystal não vão dar uma característica de torrado no meu mosto não?

    Porque minha intenção é só dar a cor escura pro mosto sem tanto o gosto dos maltes torrados
     
  5. 1/2/19 #5

    felipetrova

    felipetrova

    felipetrova

    New Member

    Afiliado:
    3/1/17
    Mensagens:
    2
    Curtidas Recebidas:
    0
    Bom dia amigos,

    O ideal é colocar o(s) malte(s) escuro(s) no mash out, os demais, no inicio da mostura, conforme o amigo Krishna comentou.
    A ideia da Black IPA é para você ter apenas o escuro do malte, assim evitando o torrado/café/chocolate (a não ser que você queira).

    Uma das ultimas brassagens minha, foi uma Black IPA, ficou bem boa, a base de malte foi:
    • Pilsen - 92,3%
    • Carafa III - 7,7%
    Para lupulo, usei apenas Target e Ella.
     
  6. 2/2/19 #6

    Krishna

    Krishna

    Krishna

    Well-Known Member

    Afiliado:
    18/9/16
    Mensagens:
    366
    Curtidas Recebidas:
    76
    Oh Diego, Special B não dá torrado, e talvez o Dark II dê algum tostado (não sei ao certo), deve ser pouco, porque ele, como o special b, é um malte caramelo. Eles são diferentes do Carafa, que é um malte torrado, e que dá gosto de torrado.

    Então, vale tirar os caramelos se você quiser evitar também o maltado forte, tipo toffee e sabores próximos. Se seu objetivo é manter o maltado (como eu tinha entendido) e evitar somente o torrado, só tire o Carafa.
     
  7. 2/2/19 #7

    Krishna

    Krishna

    Krishna

    Well-Known Member

    Afiliado:
    18/9/16
    Mensagens:
    366
    Curtidas Recebidas:
    76
    Pesquisei aqui: o Dark dá um pouco de tostado sim, toffee forte e chocolate.
    https://www.brewmarket.com.br/malte-crystal-dark-muntons-500-gramas.html#.XFX4alVKjct
    https://loja.weconsultoria.com.br/malte-thomas-fawcett-malte-ingles-dark-crystal-p50422/
    Tai exemplos de duas maltarias.

    Do special B:
    https://loja.weconsultoria.com.br/malte-chateau-special-b-p99/
    https://casaolec.com.br/insumos/maltes/malte-special-b/p

    Veja aí que sabores você quer e que não quer muito presentes, aí decida por incio ou fim da mostura.

    Abraço.
     
  8. 4/2/19 #8

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Member

    Afiliado:
    14/1/19
    Mensagens:
    8
    Curtidas Recebidas:
    1
    Localização:
    São Paulo
    Perfeito, valeu pelas dicas, já deu uma clareada gigantesca no meu modo de preparo!
    Acho que no final das contas vou deixar apenas o Carafa para o Mash Out, como vou colocar uma carga generosa de lúpulo se eu tirar os caramelos acho que o gosto pode acabar ficando muito forte.

    Assim que ficar pronto eu passo aqui pra falar como ficou.
     
  9. 9/2/19 #9

    AndreRuthes

    AndreRuthes

    AndreRuthes

    Member

    Afiliado:
    20/1/18
    Mensagens:
    7
    Curtidas Recebidas:
    7
    Se você quer uma cerveja aromática eu não faria Black IPA. Os maltes torrados ofuscam o aroma do lúpulo. Pode ver que os estilos mais aromáticos não têm maltes torrados, como as NEIPA, justamente para não diminuir o aroma.
     
  10. 10/2/19 #10

    ErivaldoCasado

    ErivaldoCasado

    ErivaldoCasado

    Well-Known Member

    Afiliado:
    9/12/14
    Mensagens:
    125
    Curtidas Recebidas:
    30
    @Diego Moreira,
    Essa receita vai te dar uma cerveja bem carregada em sabores de maltes caramelo mais escuros. Pode esperar um sabor de toffe, frutas escuras e caramelo, quem sabe um pouco de café.
    Isso vai brigar bastante com os sabores do lúpulo, e vai acabar ofuscando eles. Então não vai ser uma Black IPA com aquela pegada marante de lúpulo e muito aroma.
    Se o que vc quer é uma IPA de fato, com bastante aroma o melhor é simplificar esse grist, pode trocar os maltes cystal e special B por maltes caramelo mais simples e use o carafa na hora que for fazer a recirculação ou mash out. Isso vai deixar a cerveja menos carregada de sabores maltados e torrados, e vai dar espaço para os lúpulos aparecerem. Esse é um bom começo!

    Agora, se a cerveja fosse minha, eu simplificaria ainda mais, faria apenas pilsen (ou pale)+munich (5-10%) e faria um steeping (uma infusão do malte escuro) para deixar ela mais seca, mais simples e com o minimo de torrado possível.

    Boa sorte com a cerveja!
    Abraços
    Casado
     
  11. 11/2/19 #11

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Member

    Afiliado:
    14/1/19
    Mensagens:
    8
    Curtidas Recebidas:
    1
    Localização:
    São Paulo
    Bom, pegando as dicas de todo mundo eu acabei refazendo minha receita, acabou ficando assim:

    Maltes:

    Pale Ale - 90%
    Munich - 05%
    Carafa 3 - 05% (somente no Mash Out)

    Dei uma alterada também na quantidade e nos tempos do lúpulo:

    Columbus - 12g 60 min
    Columbus - 20g 30min
    Cascade - 10g 30min
    Cascade - 30g 05 min
    Cascade - 40g 00 min
    Cascade - 40g DH


    Ficou com um IBU estimado de 80
    E OG estimada de 1.086

    Acho que assim consigo dispensar bastante do o torrado e tostado dos maltes, focando só na cor mais escura e mantendo como presença principal o lupulo.

    Vou fazer a brassagem nesse final de semana e trago aqui o feedback da receita!

    Obrigado todo mundo pelas dicas.
     
  12. 11/2/19 #12

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    Well-Known Member

    Afiliado:
    17/5/16
    Mensagens:
    1,663
    Curtidas Recebidas:
    618
    Estou planejando uma Black (session) IPA para o final de semana, mas pretendo fazer uma mostura a frio dos maltes escuros um dia antes, e usar o mosto resultante somente na fervura.

    Alguém já tentou algo assim ?
     
    Diego Moreira curtiu isso.
  13. 11/2/19 #13

    rmrcarvalho

    rmrcarvalho

    rmrcarvalho

    Well-Known Member

    Afiliado:
    10/12/16
    Mensagens:
    136
    Curtidas Recebidas:
    52
    Eu já fiz uma vez, mas não era uma Black IPA e sim uma Stout. Acho que essa é uma excelente forma de maximizar os sabores dos maltes escuros sem correr risco de adstringência!

    Mas duas considerações são necessárias: eu fiz a infusão a frio com bag, pois pensei na praticidade de só retirar o bag e jogar o mosto resultante direto na fervura... mas acho que isso atrapalhou um pouco a extração a frio pois o mosto resultante não estava tão intenso em sabor como imaginei que ficaria (tomando como parâmetro o café gelado - cold brew - que é feito dessa forma)... numa próxima tentativa eu faria a infusão sem bag, mas daí teria que ver como filtrar/coar o mosto ou então mandar para a panela antes da fervura (no mash out ou recirculação)... a outra questão é que se o seu objetivo for evitar o tostado dos maltes tostados isso não funcionar muito, porque os tostados ficam mesmo na infusão a frio...

    para evitar o tostado vai ter que evitar os maltes que conferem sabor tostado... posso estar sendo simplório, mas entendo essa técnica de extração a frio como uma técnica voltada para intensificar os sabores do malte.

    ah, outra coisa, se seu objetivo for intensificar os sabores do malte, tente aumentar ao máximo o tempo da infusão... eu fiz uma infusão de 12h-18h... mas hoje faria de 24h a 32h... ou até mais tempo.
     
    1 pessoa curtiu isso.
  14. 11/2/19 #14

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    Well-Known Member

    Afiliado:
    17/5/16
    Mensagens:
    1,663
    Curtidas Recebidas:
    618
    Minha ideia é realmente ter a cor e sabor do malte, mas fugir do torrado e da adstringência. A ideia é usar o Special B para isto. Faria sem bag e depois passando pelo bag para coar.

    Meu plano seria fazer uma versão inversa da minha oatmeal ale na qual fiz uma infusão de grãos de café de torra leve quebrados, resultando em uma cerveja amarelo ouro com um aroma e sabor de café extremamente fortes (na próxima vez reduzirei a quantidade e o tempo).
     
    1 pessoa curtiu isso.
  15. 12/2/19 #15

    mrferreira

    mrferreira

    mrferreira

    Active Member

    Afiliado:
    31/5/17
    Mensagens:
    38
    Curtidas Recebidas:
    3
    Eu geralmente coloco os maltes escuros depois do teste de iodo, ou seja antes de começar o mash out! Tem dado certo! ;-)
     
    1 pessoa curtiu isso.
  16. 12/2/19 #16

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    jeanpaullopes

    Well-Known Member

    Afiliado:
    17/5/16
    Mensagens:
    1,663
    Curtidas Recebidas:
    618
    Eu depende da minha paciência no dia.

    Como nem sempre faço mash-out (prefiro no-sparge e usar toda a água de uma vez), as vezes uso os torrados desde o início, as vezes nos ultimos 20 min finais da mostura.
     
  17. 13/2/19 #17

    Inglorious Brewers

    Inglorious Brewers

    Inglorious Brewers

    Well-Known Member

    Afiliado:
    28/12/18
    Mensagens:
    159
    Curtidas Recebidas:
    153
    Localização:
    São Paulo

    Opa, bom dia Diego. Deixa eu me meter um pouco na sua receita. Eu particularmente sou uma pessoa MUITO contra adições de mashout apenas, você consegue trabalhar o malte da receita de forma bem melhor para evitar essas adições. Um exemplo é que você pode utilizar trigo torrado no início do mash, com isso você terá um bom controle da cor da sua cerveja.

    Outro ponto é que a black IPA, embora possa soar como simplesmente uma IPA escura, ela aceita uma complexidade maior de grãos, e é legal você explorar isso. Por exemplo, use esse carafa III para adicionar essa complexidade e não apenas cor, um centeio vai bem também. Mas se é sua primeira brassagem do estilo, mantenha básico por enquanto e vá adicionando essa complexidade aos poucos.

    Para te dar um exemplo, a gente faz Black IPA como uma "parti-gyle invertida" de uma Juicy IPA. No caso reaproveitamos todo lúpulo do final da fervura da Juicy e fazemos um segundo mosto para a Black, nesse mosto da black usamos: Pale Maris Otter, CarafaIII, Malte de centeio, Malte caramelo centeio , flocos de cevada, Munich e trigo torrado. Você pode argumentar que isso é bastante malte para uma IPA, mas como eu disse, a Cascadian Dark Ale (black IPA) aceita isso muito bem, até porque apenas fazer uma IPA de cor diferente, mas com exatamente as mesmas características, não agrega em nada à um novo estilo.


    Att.
     
  18. 13/2/19 #18

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Diego Moreira

    Member

    Afiliado:
    14/1/19
    Mensagens:
    8
    Curtidas Recebidas:
    1
    Localização:
    São Paulo

    Cara adorei mesmo os pontos que você expôs, sem sombra de duvidas vou começar a arriscar um pouco mais nos maltes nas próximas brassagens pra não acabar caindo no comum sempre, mas como você mesmo disse, pra essa primeira brassagem do estilo é melhor eu me manter no básico que ate fica mais fácil se eu errar eu achar onde foi o erro.
     
    Inglorious Brewers curtiu isso.

Compartilhe esta Página