• We have implemented the ability to gift someone a Supporting Membership now! When you access the Upgrade page there is now a 'Gift' button. Once you click that you can enter a username to gift an account Upgrade to. Great way to help support this forum plus give some kudos to anyone who has helped you.

A temperatura que não caiu após eu adicionar o malte

Ajude o Home Brew Talk Brasil:

Celio Rubens

Member
Afiliado
13/1/21
Mensagens
24
Localização
Piraju, São Paulo
Olá, amigos cervejeiros!

Bassei uma American Pale Ale e tive um problema com a temperatura.

O problema está nesta parte da receita:
"Separar para mostura: 10 litros de água a 74°C.
Adicione o malte 2,5 quilos. Esperar a temperatura estabilizar em 66°C."

Aconteceu que a temperatura não caiu após adicionar os grãos, tive que esperar um tempão até a temperatura chegar a 66°C.

A temperatura ambiente estava em 27°C
O que pode ter acontecido?
É normal isso?

Antecipadamente agradeço muito a todos que responderem!!!
 

Celso Peres

Well-Known Member
Afiliado
22/2/20
Mensagens
106
Localização
Belo Horizonte/MG
Opa, bom dia. Primeiramente achei 74°C um pouco alto pra 10 litros de água e apenas 2,5Kg de malte. Pouco malte em muita água não vai conseguir abaixar muito a temperatura, principalmente se o clima estiver quente também. Acho que 69°C, 70°C seria o ideal. Isso com certeza aumentou bastante o tempo pra temperatura estabilizar. Geralmente 10 minutos são suficientes pra estabilização. Procure o site do homebrewers. Lá tem várias calculadoras e uma específica pra mash.
 

Celio Rubens

Member
Afiliado
13/1/21
Mensagens
24
Localização
Piraju, São Paulo
Opa, bom dia. Primeiramente achei 74°C um pouco alto pra 10 litros de água e apenas 2,5Kg de malte. Pouco malte em muita água não vai conseguir abaixar muito a temperatura, principalmente se o clima estiver quente também. Acho que 69°C, 70°C seria o ideal. Isso com certeza aumentou bastante o tempo pra temperatura estabilizar. Geralmente 10 minutos são suficientes pra estabilização. Procure o site do homebrewers. Lá tem várias calculadoras e uma específica pra mash.
Perdi um tempão!
A próxima receita: Blond Ale 10 litros de água, 2,6 kg de malte, pede uma temperatura bem menor... cerca de 66°C

Muito obrigado por sua opinião, amigo!
 

EDGAR LOUZANO VERDILE

Well-Known Member
Afiliado
29/12/19
Mensagens
587
Localização
Sao Paulo
Olá, amigos cervejeiros!

Bassei uma American Pale Ale e tive um problema com a temperatura.

O problema está nesta parte da receita:
"Separar para mostura: 10 litros de água a 74°C.
Adicione o malte 2,5 quilos. Esperar a temperatura estabilizar em 66°C."

Aconteceu que a temperatura não caiu após adicionar os grãos, tive que esperar um tempão até a temperatura chegar a 66°C.

A temperatura ambiente estava em 27°C
O que pode ter acontecido?
É normal isso?

Antecipadamente agradeço muito a todos que responderem!!!
Amigão, dica do Eddie: essas temperaturas de receitas de outras pessoas raramente vão bater. Recomendo, aquecer a água andes de botar o malte até no máximo 2° acima da primeira rampa... Se tiver dúvidas, aqueça até a temperatura de mostura, mantenha o fogo ligado e coloque os maltes. Controle a partir daí.
 
Afiliado
24/4/19
Mensagens
5
Localização
Vitória
Olá, amigos cervejeiros!

Bassei uma American Pale Ale e tive um problema com a temperatura.

O problema está nesta parte da receita:
"Separar para mostura: 10 litros de água a 74°C.
Adicione o malte 2,5 quilos. Esperar a temperatura estabilizar em 66°C."

Aconteceu que a temperatura não caiu após adicionar os grãos, tive que esperar um tempão até a temperatura chegar a 66°C.

A temperatura ambiente estava em 27°C
O que pode ter acontecido?
É normal isso?

Antecipadamente agradeço muito a todos que responderem!!!
Bom dia!
Tenho passado por isso e, por consequencia, estou tendo problemas na fermentacao. A fg esta ficando looonge do esperado!
Tem acontecido com vc? Ou aconteceu neste seu caso?
 

Luciano Cruz

Member
Afiliado
10/7/18
Mensagens
11
Localização
Piracicaba/SP
Bom dia!
Tenho passado por isso e, por consequencia, estou tendo problemas na fermentacao. A fg esta ficando looonge do esperado!
Tem acontecido com vc? Ou aconteceu neste seu caso?
Sua FG está ficando muito acima ou muito abaixo do esperado? São duas situações em que a solução usa caminhos diferentes.
 
Afiliado
24/4/19
Mensagens
5
Localização
Vitória
Sua FG está ficando muito acima ou muito abaixo do esperado? São duas situações em que a solução usa caminhos diferentes.
opa!
Minha fg esta ficando muito ACIMA!
Estou tendo problemas pra fermentar. Desconfio desse problema em baixar a temperatura apos arriar os maltes...
 

Caramba

Well-Known Member
Afiliado
12/4/16
Mensagens
198
Temperaturas mais baixas - Beta Amilase - Geração de Açúcares mais fermentáveis
Temperaturas mais altas - Alfa Amilase - Geração de Açúcares menos fermentáveis

Se a temperatura de mosturação foi acima do indicado na receita... gerou mais açúcares menos fermentáveis... então esses açúcares não foram consumidos pela levedura, então a FG fica mais alta.

Podem existir outros problemas na sua fermentação.... mas mosturar em temperatura mais alta contribui sim.
 

Celio Rubens

Member
Afiliado
13/1/21
Mensagens
24
Localização
Piraju, São Paulo
Bom dia!
Tenho passado por isso e, por consequencia, estou tendo problemas na fermentacao. A fg esta ficando looonge do esperado!
Tem acontecido com vc? Ou aconteceu neste seu caso?
Fazem apenas 2 dias que brassei a breja, ainda não colhi amostra pra FG, mas penso que poderá ocorre algum problema com a fermentação, porque demorou pra baixar a temperatura pra 24°C, depois da fervura, pra eu poder pôr a levedura que, por isso, ficou mais de 40 minutos hidratando num copo...

Dizem que o tempo máximo que a levedura pode ficar hidratando são 30 minutos, então estou no aguardo de mais alguns dias pra controlar a FG.
 

RodrigoDettmann

Well-Known Member
Afiliado
6/5/18
Mensagens
45
Localização
Rio Grande/RS
Na minha experiência, com brassagens de 30 litros finais, sempre arreio o malte 2° acima da primeira rampa, é o suficiente pra estabilizar na temperatura alvo.
 
Afiliado
24/4/19
Mensagens
5
Localização
Vitória
Temperaturas mais baixas - Beta Amilase - Geração de Açúcares mais fermentáveis
Temperaturas mais altas - Alfa Amilase - Geração de Açúcares menos fermentáveis

Se a temperatura de mosturação foi acima do indicado na receita... gerou mais açúcares menos fermentáveis... então esses açúcares não foram consumidos pela levedura, então a FG fica mais alta.

Podem existir outros problemas na sua fermentação.... mas mosturar em temperatura mais alta contribui sim.
O resto do processo acredito que esteja certo. Fiz conforme manda a regra.
meu unico problema foi essa temperatura de mostura.
Acredito que vc tenha me esclarecido.
Tentarei uma mostura mais baixa e mais controlada na proxima. Valeu!
 

bilta

New Member
Afiliado
22/7/20
Mensagens
2
Localização
Maringá (PR)
Sou meio novato no mundo cervejeiro, então se disser bobagem por favor me desculpem, mas não acredito que o fato de o autor do tópico ter demorado para alcançar a temperatura da rampa de sacarificação que tinha planejado possa ser a causa do problema de fermentação que está tendo. A sacarificação ocorre, salvo engano, em temperaturas entre 60° e 75°. Então dentro dessa faixa, em qualquer temperatura que esteja o mosto, a sacarificação está acontecendo. Temperaturas mais baixas privilegiam as beta amilases e as mais altas as alfa amilases. A princípio, pode-se considerar o tempo da rampa de sacarificação a partir do momento em que o malte foi arriado, não precisa aguardar atingir a temperatura desejada. Se esperou atingir a temperatura, ok, ao invés de fazer uma mostura de 60 minutos, fará de 65, 70, 80... também não vejo maiores problemas. Na verdade, o máximo que vai acontecer se após arriar o malte demorar um pouco para se atingir a temperatura programada para a rampa seria modificar, "um pouco", o perfil final da cerveja. Apostaria, assim, muito mais em algum problema com o fermento, como, por exemplo, underpitching.
 
Última edição:

Caramba

Well-Known Member
Afiliado
12/4/16
Mensagens
198
Se arriou a 74ºC e após a arriada a temperatura ficou em 71, 72ºC...
Nessa temperatura a Beta amilase já está se desnaturando.

Se demorou demais pra baixar a temperatura, pode ter muito pouca beta amilase trabalhando, o que vai diminuir a quantidade de açúcar fermentável, modificando o perfil final da cerveja e causando um aumento da FG.

O autor do tópico ainda está fermentando, então não sabemos como vai terminar.
O outro usuário que teve problemas de FG não deu mais detalhes sobre o processo.

Como respondi acima:
Podem existir outros problemas na sua fermentação.... mas mosturar em temperatura mais alta contribui sim.
 

Sidneyjr

Active Member
Afiliado
30/1/19
Mensagens
36
Localização
Maringá-PR
Na minha experiência, com brassagens de 30 litros finais, sempre arreio o malte 2° acima da primeira rampa, é o suficiente pra estabilizar na temperatura alvo.
Essa é a regra pra maioria das cervejas, também faço assim pra levas de 20 litros, e dá certo. A única exceção são cervejas com OG mais alta, que usam mais maltes em temperatura ambiente, aí deixo passar uns 3~4º antes de adicionar os maltes.

Sou meio novato no mundo cervejeiro, então se disser bobagem por favor me desculpem, mas não acredito que o fato de o autor do tópico ter demorado para alcançar a temperatura da rampa de sacarificação que tinha planejado possa ser a causa do problema de fermentação que está tendo. A sacarificação ocorre, salvo engano, em temperaturas entre 60° e 75°. Então dentro dessa faixa, em qualquer temperatura que esteja o mosto, a sacarificação está acontecendo. Temperaturas mais baixas privilegiam as beta amilases e as mais altas as alfa amilases. A princípio, pode-se considerar o tempo da rampa de sacarificação a partir do momento em que o malte foi arriado, não precisa aguardar atingir a temperatura desejada. Se esperou atingir a temperatura, ok, ao invés de fazer uma mostura de 60 minutos, fará de 65, 70, 80... também não vejo maiores problemas. Na verdade, o máximo que vai acontecer se após arriar o malte demorar um pouco para se atingir a temperatura programada para a rampa seria modificar, "um pouco", o perfil final da cerveja. Apostaria, assim, muito mais em algum problema com o fermento, como, por exemplo, underpitching.
O problema dessa questão é justamente o que falaram antes, nessa temperatura mais alta a beta amilase se desnatura, então não adianta deixar baixar pra tentar converter na faixa mais baixa, pois não haverá mais conversão. Quando as receitas contemplam rampas de beta e alfa amilase, sempre a rampa mais baixa ocorre primeiro, devido à esse fator.
Resumindo, vai ficar com a FG mais alta que o previsto. Pode tentar usar uma enzima brut pra ajudar a quebrar os açúcares e baixar a FG, ou adicionar um pouco de açúcar na fermentação, mas saiba que o açúcar vai alterar o perfil final da sua cerveja.
 

Celio Rubens

Member
Afiliado
13/1/21
Mensagens
24
Localização
Piraju, São Paulo
Se arriou a 74ºC e após a arriada a temperatura ficou em 71, 72ºC...
Nessa temperatura a Beta amilase já está se desnaturando.

Se demorou demais pra baixar a temperatura, pode ter muito pouca beta amilase trabalhando, o que vai diminuir a quantidade de açúcar fermentável, modificando o perfil final da cerveja e causando um aumento da FG.

O autor do tópico ainda está fermentando, então não sabemos como vai terminar.
O outro usuário que teve problemas de FG não deu mais detalhes sobre o processo.

Como respondi acima:
Hoje fazem 4 dias que a APA está fermentando... colhi uma amostra do mosto pra ver se tá havendo atenuação.
OG 1.054
FG 1.040 -> depois de 4 dias... medi agorinha.

Parece que tá meio devagar, não acham?
 

alvarofisica

Well-Known Member
Afiliado
5/11/18
Mensagens
52
Localização
vitoria - ES
Hoje fazem 4 dias que a APA está fermentando... colhi uma amostra do mosto pra ver se tá havendo atenuação.
OG 1.054
FG 1.040 -> depois de 4 dias... medi agorinha.

Parece que tá meio devagar, não acham?
Mediu com densimetro ou refratometro?? e qual a temperatura que esta fermentando??
 

Carlos Cadamuro

Well-Known Member
Afiliado
3/4/19
Mensagens
105
Localização
Curitiba - PR
Medi com refratômetro e o fermentador está numa temperatura de 23°C.
Refratômetro é menos preciso depois que o mosto já contém álcool. Ele é ótimo para acompanhar o processo na fase quente, mas depois de iniciada a fermentação eu sugiro usar um densímetro mesmo.
Se ainda assim quiser continuar com o refratômetro, sem problemas, afinal somos cervejeiros caseiros e tudo é relativamente aproximado....só não esqueça de corrigir a medição em apps ou sites específicos.
 
Topo