Home Brew Talk Brasil Forums > Home Brewing > Envase > Tabela para carbonatação forçada

Responder
 
Opções Display
Antigo 06-06-2013, 01:38 PM   #1
hades
Doutrinador
HBTBR_MODERATOR.png
 
Avatar de hades
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Location: Porto Alegre, RS
Msgs: 67
Liked 62 Times on 20 Posts
Likes Given: 1

Default Tabela para carbonatação forçada

Segue uma planilha que fiz para ajudar na carbonatação forçada das minhas cervejas. A tabela está em graus Celsius e a pressão está tanto em kg/cm2 quanto em PSI.

Hades


File Type: pdf Carbonatacao_Forcada.pdf‎ (145,3 KB, 9225 vistos)
hades está offline
8
People Like This 
Responder com Quote
Antigo 10-06-2013, 04:25 PM   #2
chicosouza
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Location: Porto Alegre, RS
Msgs: 1
Likes Given: 1

Default

hades,

já vi esta tabela em alguns lugares, mas ainda não entendi muito bem como ela funciona.

a temperatura influência na carbonatação da ceva, correto?

eu costumo maturar a cerveja alguns dias/semanas na geladeira (acredito manter uns 5 a 8ºC), depois disso coloco ela no barril e deixo plugado com gás durante uns 15 min umas 5 vezes por dia até o outro dia(umas 10 no total).. também chacoalho o barril pra estabilizar.

pelo visto é errado? começou a carbonatação a 8ºC e depois foi a temperatura ambiente..

eu entendia que a pressão "estabilizada" no manômetro definiria quanto de CO2 a cerveja absorveu.

obrigado.


chicosouza está offline
 
Responder com Quote
Antigo 10-06-2013, 04:50 PM   #3
hades
Doutrinador
HBTBR_MODERATOR.png
 
Avatar de hades
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Location: Porto Alegre, RS
Msgs: 67
Liked 62 Times on 20 Posts
Likes Given: 1

Default

Não cara, a pressão que fica no manômetro não tem a ver com o volume de CO2 que foi absorvido.

Existem várias formas de fazer isso. Essa que tu falou, de colocar uma pressão e sacudir é uma delas, mas ela não é precisa e consistente. Essa tabela serve para tu conseguir colocar a quantidade exata de CO2 no estilo de cerveja que tu está carbonatando.

Tu pode fazer de várias formas. Digamos que tu queria colocar 2,6 volumes de CO2 (bom para a maioria das Ales) e que tu já transferiu pro barril e gelou a tua cerveja para 5 graus C. Com o barril gelado eu costumo fazer uma dessas duas coisas:

1) Se estou com muita pressa eu pego e coloco uma pressão mais alta (tipo 2 kg/cm2 ou 28 psi) e sacudo por uns 5 minutos. Depois eu baixo a pressão para a pressão indicada pela tabela (nesse caso 1 kg/cm2 ou 14 psi) e fico rolando o barril no meu colo até eu não ouvir mais CO2 entrando nele. Aí eu coloco o barril na geladeira e deixo o cilindro conectado e regulado nessa pressão por mais 1 noite para garantir. Isso faz com que tu tenha uma cerveja perfeitamente carbonatada de um dia para o outro.

2) Se eu não tenho nenhuma pressa eu deixo o barril dentro da geladeira a 5C e conecto o CO2 em 1 kg/cm2 ou 14 psi e deixo lá uns 5 ou 6 dias. Aí não precisa sacudir nem nada. Normalmente faço isso com as cervejas que vão para o meu keggerator. Em 1 semana, no máximo, elas estão prontas para beber.

E era isso, mais simples impossível.

Hades
hades está offline
5
People Like This 
Responder com Quote
Antigo 10-06-2013, 09:59 PM   #4
BrunoFLopes
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Msgs: 8
Liked 10 Times on 6 Posts
Likes Given: 1

Default

Bela tabela. Ferramentas semelhantes podem ser encontradas na internet para quem faz primming. Fazendo uma busca no google por "Primming Calculator" é possível encontrar diversas.

A que me agrada mais é essa, pois permite alterar para litros e graus Celsius: http://kotmf.com/tools/prime.php
BrunoFLopes está offline
alvaroroche Likes This 
Responder com Quote
Antigo 11-06-2013, 09:45 AM   #5
rodrigonicoloso
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Location: Concórdia, SC
Msgs: 80
Liked 38 Times on 20 Posts
Likes Given: 14

Default

Amigos,

Acabei de comprar um cilindro de CO2 e demais equipamentos para fazer a carbonatação em kegs, pois não quero mais que minhas cervejas fiquem com aquele resíduo no fundo da garrafa quando se faz a carbonatação por priming. Mas tenho uma dúvida sobre a carbonatação forçada: no caso do priming é necessário considerar a quantidade de CO2 residual na cerveja após a fermentação. Por exemplo, uma Ale fermentada a 20ºC teria 0.85 vol. CO2 dissolvido e para chegar a 2.5 vol. CO2 deveriamos adicionar o priming para fornecer a diferença (1.65 vol. CO2). No caso da carbonatação forçada, não é preciso considerar o CO2 residual? É só conectar o CO2 na pressão desejada de acordo com a tabela para 2.5 vol CO2 e era isso?

Outra pergunta: ainda não comprei uma geladeira ou freezer para resfriar o keg durante a carbonatação. Enquanto isso eu posso fazer a carbonatação na temperatura ambiente (ex. 17ºC) e aumentar a pressão do CO2 para 28 PSI para chegar nos mesmos 2.6 vol CO2 que eu teria carbonatando com temperatura de 5ºC e 14 PSI? Há algum problema ou perigo nisso?

Obrigado!

Rodrigo.
rodrigonicoloso está offline
 
Responder com Quote
Antigo 16-06-2013, 06:48 PM   #6
RodrigoTPereira
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Location: Torres, Rio Grande do Sul
Msgs: 122
Liked 42 Times on 26 Posts
Likes Given: 67

Default

Hades, seguindo a tabela, para uma Porter com 1,8 Kg/cm2, gelada a 5°C e conectada e guardada por 5 dias na geladeira, 0,5Kg/cm² seria suficiente?

Grato

Rodrigo
RodrigoTPereira está offline
 
Responder com Quote
Antigo 16-06-2013, 10:05 PM   #7
EduSampaio
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Location: Porto Alegre, RS
Msgs: 11
Liked 5 Times on 3 Posts
Likes Given: 1

Default

Aqui segue outra tabela de carbonatação retirada do How to Brew do Palmer. Esta fornece o conteúdo de CO2 em g/L e a temperatura em graus Celsius, bem simples e de fácil entendimento. A pressão a carbonatar a cerveja deve ser multiplicada por 100 kPa o que corresponde a praticamente 1kgf/cm2 (ou mais precisamente, 1,0197162 kgf/cm2), pois nos manômetros de CO2 geralmente está em essa unidade (kgf/cm2).
EduSampaio está offline
 
Responder com Quote
Antigo 17-06-2013, 09:06 AM   #8
Kurt
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Msgs: 333
Liked 177 Times on 120 Posts
Likes Given: 69

Default

Quote:
Mensagem Original de rodrigonicoloso Ver Mensagem
Amigos,

Acabei de comprar um cilindro de CO2 e demais equipamentos para fazer a carbonatação em kegs, pois não quero mais que minhas cervejas fiquem com aquele resíduo no fundo da garrafa quando se faz a carbonatação por priming. Mas tenho uma dúvida sobre a carbonatação forçada: no caso do priming é necessário considerar a quantidade de CO2 residual na cerveja após a fermentação. Por exemplo, uma Ale fermentada a 20ºC teria 0.85 vol. CO2 dissolvido e para chegar a 2.5 vol. CO2 deveriamos adicionar o priming para fornecer a diferença (1.65 vol. CO2). No caso da carbonatação forçada, não é preciso considerar o CO2 residual? É só conectar o CO2 na pressão desejada de acordo com a tabela para 2.5 vol CO2 e era isso?

Outra pergunta: ainda não comprei uma geladeira ou freezer para resfriar o keg durante a carbonatação. Enquanto isso eu posso fazer a carbonatação na temperatura ambiente (ex. 17ºC) e aumentar a pressão do CO2 para 28 PSI para chegar nos mesmos 2.6 vol CO2 que eu teria carbonatando com temperatura de 5ºC e 14 PSI? Há algum problema ou perigo nisso?

Obrigado!

Rodrigo.
Quando se faz carbonatação forçada, não importa o volume de CO2 residual, o que importa é o equilíbrio obtido entre a pressão que vc está liberando do cilindro e a pressão interna do barril e isso já considera a pressão residual.

Não há problemas algum em fazer carbonatação em temperatura ambiente, só vai demorar mais para o gás se difundir no líquido e mais pressão será necessária. Ainda assim, a pressão estará abaixo do limite de segurança do barril (geralmente 60psi ou 4,3Kgf/cm2). Só será problema quando seu cilindro estiver com pressão baixa. Neste caso, resfrie o barril ou recarregue o cilindro.
__________________
Cerveja Basaltica
Próxima leva: Cream Ale
Fermentando: Amarillo Blond
Maturando: IPA
Kurt está offline
 
Responder com Quote
Antigo 21-07-2013, 12:58 PM   #9
guilhermefighera
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Msgs: 54
Liked 11 Times on 7 Posts
Likes Given: 21

Default

Pessoal,
Tinha uma weiss embarrilada e carbonatada com 1.7kgf na temperatura aproximada de 3 graus. Fiz isto e deixei o barril 2 semanas em tempo ambiente. Quando fui utilizar, notei pouca carbonatacao e deixei mais 24hrs a 1.7kgf novamente. Ao tomar, tive uma grande dificuldade em ajustar para evitar o excesso de espuma. Consegui achar a medida com 1.2kgf e o regulador da torneira um pouco acima do meio.
Acho que consegui explicar o processo. Alguém teria alguma palpite de porque tanta espuma?
guilhermefighera está offline
 
Responder com Quote
Antigo 29-07-2013, 04:27 PM   #10
MCmelo
Recipes 
 
Registo: Jun 2013
Msgs: 23
Likes Given: 5

Default

Existe algum problema em carbonatar uma quantidade bem menor do que a capacidade maxima do barril? Tipo carbonatar 15 litros em um barril de 50 litros.
valeu


MCmelo está offline
 
Responder com Quote
Responder
Opções
Display



« Anterior | Seguinte »
Escolher Fórum