Home Brew Talk Brasil Forums > Home Brewing > Geral > Espuma não persistente

Responder
 
Opções Display
Antigo 24-01-2018, 08:56 PM   #11
damigol
Recipes 
 
Registo: Sep 2017
Location: Porto Alegre, RS
Msgs: 60
Liked 7 Times on 7 Posts
Likes Given: 62

Default

Quote:
Mensagem Original de dalai Ver Mensagem
A parada proteica é desnecessária se está usando malte de trigo, pois o mesmo é bem modificado.

O tempo de primming está correto, lembre-se de não guardar as garrafas na geladeira mesmo depois de carbonatadas para poder acompanhar a maturação da cerveja.

Seu processo deve ser bem parecido com o meu, pela configuração que passou do equipamento.

Enviado de meu MotoG3 usando Tapatalk
Vejo uma galera se preocupando com parada proteica. Para que serve a parada proteica afinal?
damigol está offline
 
Responder com Quote
Antigo 24-01-2018, 11:22 PM   #12
jonnes
Recipes 
 
Registo: Oct 2014
Location: Aracaju, Sergipe
Msgs: 276
Liked 18 Times on 16 Posts
Likes Given: 268

Default

tira essa parada proteica e aumenta sua temperatura de mostura e seje filiz
jonnes está offline
 
Responder com Quote
Antigo 25-01-2018, 07:44 AM   #13
dalai
Recipes 
 
Registo: May 2017
Location: Juiz de Fora, MG
Msgs: 147
Liked 47 Times on 40 Posts
Likes Given: 18

Default

Quote:
Mensagem Original de damigol Ver Mensagem
Vejo uma galera se preocupando com parada proteica. Para que serve a parada proteica afinal?
Na concepção pura da coisa, serve para quebrar proteínas grandes em médias através da ação da enzima protease. O resultado da parada é um mosto menos viscoso (menos turbidez), maior fermentabilidade e melhor formação/retenção da espuma pela alta concentração de proteínas de médio peso molecular.

É uma prática pré-histórica, que era necessária pela malteação precária que existia. Atualmente, só é recomendada se utilizar mais de 20% de grãos não-maltados (geralmente trigo ou aveia).

Última edição de dalai : 25-01-2018 às 07:46 AM Razão: a enzima correta é a protease :)
dalai está offline
damigol Likes This 
Responder com Quote
Antigo 25-01-2018, 06:45 PM   #14
leonardoreges
Recipes 
 
Registo: Sep 2016
Location: Pelotas, Rio Grande do Sul
Msgs: 33
Liked 8 Times on 8 Posts
Likes Given: 6

Default

Quote:
Mensagem Original de schaeferbnu Ver Mensagem
Obrigado pela contribuição, eu havia lido em algum lugar que seria interessante fazer a parada sempre que a quantidade de trigo fosse próxima à 50% do grist. Mas provavelmente essa informação estava errada.
A informação está correta, mas isso serve para trigo não maltado.
O malte de trigo já tem proteínas modificadas.
leonardoreges está offline
schaeferbnu Likes This 
Responder com Quote
Antigo 26-01-2018, 07:45 AM   #15
JuniorBolzani
Recipes 
 
Registo: Dec 2016
Location: Vitória, Espírito Santo
Msgs: 196
Liked 58 Times on 46 Posts
Likes Given: 16

Default

Em todas as receitas que realizei parada proteica (por pura teimosia minha) a estabilidade da espuma foi lastimável. Carbonatação tinindo, a espuma se forma, mas não se mantém por 10 segundos sequer...

A regra básica é, se não usar uma grande proporção/quantidade de grãos não maltados (algo em torno de 20% ou acima disso) não faça a parada proteica (50ºC ou em torno). Faço stouts com ceveda torrada a 12% (não maltada) sem rampa de protease e ficam com um show de espuma. faço Wits com 15% de trigo flocos que também mantém uma boa formação e estabilidade de espuma, sem rampa de 50ºC.

Bom, fica a experiência como ajuda. Abraço.
JuniorBolzani está offline
 
Responder com Quote
Responder
Opções
Display


Similar Threads
Tópico Autor Fórum Respostas Última Mensagem
sobre espuma thicianoviana Iniciantes 17 28-08-2017 09:15 AM
cerveja com gás mas sem espuma joseclaudio Iniciantes 8 25-07-2017 11:36 AM
Carbonatação e Espuma wfabricioss Iniciantes 5 27-04-2016 04:05 PM
Post mix, só sai espuma! kscao Envase 12 08-08-2015 09:37 AM
FWH Vs Espuma da fervura mateusinfo Equipamentos, Técnicas e Processos 14 03-04-2015 12:58 PM


« Anterior | Seguinte »
Escolher Fórum